A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

09/07/2014 18:22

Polícia diz que investiga ataques a caixas, mas silencia sobre avanços

Luciana Brazil e Caroline Maldonado
Em Bela Vista, local foi interditado. (Foto:Fronteira News)Em Bela Vista, local foi interditado. (Foto:Fronteira News)
Em Inocência, bandidos invadiram caixa de supermercado.Em Inocência, bandidos invadiram caixa de supermercado.

Um mês depois do primeiro roubo à caixas eletrônicos no Estado, a Polícia Civil mantém em sigilo sobre as investigações, mas confirma que testemunhas já estão sendo ouvidas. Em 30 dias, já foram quatro ataques em Mato Grosso do Sul, o primeiro deles em Inocência, em seguida Aral Moreira, Bela Vista e Corumbá. As investigações ocorrem nas delegacias locais, com apoio do Garras (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Sequestros).

Veja Mais
Vereador é internado após AVC e boatos de morte causam confusão
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas

O delegado de Inocência, a 339 quilômetros de Campo Grande, Rodrigo Evaristo da Silva, confirmou que o inquérito já está em andamento, mas não pode dar informações para não atrapalhar a investigação.
Engrossando o discurso da discrição, a delegada de Bela Vista, Jennifer Estevam de Araújo, lembra que o inquérito esta baseado em imagens e informações de testemunhas, mas se recusou a dar mais informações para não comprometer o caso.

Em Aral Moreira, o crime assustou e preocupou os moradores, como lembrou o delegado titular Lucas Soares de Caíres.

Em Corumbá, o inquérito ainda não foi instaurado, segundo o delegado adjunto, San Ricardo Aranha Suzumura. Ele afirmou que a denúncia já foi encaminhada ao setor de investigação e que testemunhas- gerente de um posto de gasolina, um taxista e um frentista- já foram ouvidas.

Foram solicitadas também imagens da câmera de segurança do posto de gasolina, onde os criminosos pararam após o roubo, e dos bancos atacados. Isso, segundo Suzurama, não deve ajudar muito na identificação dos criminosos, porque as câmeras dos bancos gravam as imagens apenas quando alguém efetua uma transação no caixa, o que não aconteceu.

Ainda não há confirmação de quantas pessoas participaram do roubo em Corumbá, já que testemunhas divergem sobre o número de assaltantes, falando em três, quatro e seis pessoas.
Ainda no município, dois caixas eletrônicos, um do Banco do Brasil e outro do Bradesco, foram alvos dos bandidos na madrugada do dia 4 de julho.

No primeiro roubo, em Inocência, no dia 5 de junho, três homens encapuzados e armados invadiram um supermercado e explodiram o caixa eletrônico, no centro da cidade. Quatro funcionários foram rendidos, por três homens, de acordo com os depoimentos dados à polícia. Segundo o delegado, toda a ação durou apenas cinco minutos.

Na madrugada do dia 2 de junho em Bela Vista, a 322 quilômetros da Capital, foi o alvo dos bandidos. Quatro homens armados invadiram uma agência do Banco do Brasil, no centro, e explodiram caixas eletrônicos. Eles levaram dinheiro, mas a quantia não foi informada pelo banco.

Em Aral Moreira, que fica a 364 quilômetros da Capital, o ataque foi no dia 7 de junho, quando bandidos explodiram o caixa eletrônico de um supermercado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions