A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

05/10/2011 20:23

Polo universitário estimula instalação de nova indústria em Dourados

Edmir Conceição (*)
Empresários paulistas com o prefeito Murilo Zauith; empresas se preparam para se instalar em Dourados (foto: A. Frota)
Empresários paulistas com o prefeito Murilo Zauith; empresas se preparam para se instalar em Dourados (foto: A. Frota)

Dentro do projeto da atual administração municipal de trazer para Dourados novas indústrias e serviços para dar suporte às usinas de açúcar e álcool, vários são os fatores que estimulam o interesse de empresários na área de metal-mecânica, como as 15 indústrias sucroenergéticas instaladas no entorno do município. Porém, o fato de o município ser polo universitário regional é decisivo na escolha da cidade.

Veja Mais
Pistoleiro executa morador em acerto de tráfico de drogas na fronteira
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS

Pelo menos foi o que deixou claro o diretor-presidente da empresa paulista Megh Indústria e Comércio, Ricardo Dittmer.

Na terça-feira, o prefeito Murilo Zauith recebeu Ricardo Dittmer e Verner Dittmer, da Megh Waxes & Emulsions, e Marco Antônio Fávero, presidente da Brumazi Caldeiras, também de São Paulo. Eles conversaram com o prefeito sobre o projeto de instalar unidades em Dourados.

Ricardo afirmou que a indústria mantém parcerias com universidades para projetos ambientais e Dourados tem esse perfil, atendendo na educação a cidade e outros 30 municípios.

O empresário disse que sua empresa está em fase de expansão, buscando locais fora de São Paulo para instalar novas unidades. Após uma análise sobre a localização geográfica, os incentivos oferecidos e a estrutura das universidades, o empresário concluiu que Dourados é a melhor alternativa para investimentos.

Ele informou que agora só depende da localização da área para que o projeto seja concretizado. A indústria, segundo Ricardo, precisa de pelo menos 100 mil metros quadrados, já que a ideia é montar uma grande estrutura para produzir para exportação.

O empresário visitou alguns imóveis e espera uma definição rápida para que possa começar a obra no início do próximo ano.

A Megh, localizada em Sertãozinho, é uma empresa com capital 100% nacional e atua na fabricação de ceras e emulsões, com representação na Argentina, Chile, Colômbia e Peru.

BRUMAZI - Marcos Antonio Fávero, diretor presidente da Brumazi Equipamentos, de Sertãozinho (SP), lembrou que o primeiro contato com Dourados foi em 2008, quando foi ventilada a possibilidade de investimento nesta região. Já na administração de Murilo Zauith, foi novamente convidado para implantar uma unidade de sua empresa no município.

De acordo com o empresário, a situação agora é bastante diferente porque a cidade apresenta uma nova realidade no setor sucroenergético, área de atuação de sua empresa. Segundo ele, a possibilidade de se instalar aqui é grande e vai depender apenas de conhecer melhor as propostas de incentivos, tanto do município quanto do Estado.

A Brumazi também é uma empresa brasileira, que atua há mais de 20 anos no desenvolvimento e fabricação de peças e equipamentos para usinas, além de oferecer serviços especializados em caldeiraria leve, média e pesada; usinagem leve, média e pesada; montagem, mecânica, cabines de jateamento e pintura.

(*) Com informações da Assecom/Dourados

Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...
Hospital Universitário de Dourados alerta para golpe do falso médico
Falso médico estaria agindo em nome do HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados) e nesta segunda-feira entrou em co...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions