A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

24/09/2013 17:14

Prefeito agride com murros, xinga e ameaça de morte dois médicos

Zana Zaidan

O prefeito Gilson Antônio Romano (PMDB), de Rio Negro, a 144 quilômetros de Campo Grande, agrediu a socos e agressões verbais dois médicos do posto de saúde da cidade, Roberto Rangel e Ivan da Costa. O gestor ainda ameaçou os dois profissionais de morte, segundo o relato dos médicos e dos nove vereadores do município, que presenciaram o episódio.

Veja Mais
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Condutor abandona veículo carregado com 800 kg de maconha na BR-163

As agressões aconteceram durante reunião na tarde de hoje (24), no posto de saúde da cidade. Os médicos solicitaram o encontro com o prefeito para cobrar o repasse de R$ 60 mil que deveria ser repassado ao posto de saúde. Conforme Rangel, o valor não foi pago. Com a dívida, os funcionários estão sem receber, inclusive os profissionais agredidos.

“O prefeito contratou um médico plantonista, que ninguém sabe de onde veio, e paga R$ 5 mil para ele trabalhar só aos sábados e domingos. O doutor Ivan questionou como ele tinha dinheiro para pagar ele, enquanto nós estamos sem receber, e o prefeito disse que já tinha pago R$ 37 mil”, conta Rangel.

Neste momento, Ivan interrompeu o prefeito e disse que “não era moleque para ouvir mentiras”, quando Gilson deu um murro no médico. Rangel entrou no meio para defender o colega e também levou socos.

Os médicos registraram boletim de ocorrência contra o prefeito e, agora, estão reunidos na casa de Rangel, junto com outros seis vereadores. Rangel desabafou sobre a briga em sua página pessoal no Facebook. Leia trecho:

Estou sem acreditar até agora no que acabou de acontecer. Um prefeito ameaçar de morte e agredir fisicamente um médico na frente de 9 vereadores e um vice-prefeito. Infelizmente, o prefeito Gilson Romano chegou ao extremo da falta de respeito, da falta de ética e da covardia. Há cerca de meia hora fomos chamados para uma reunião com o prefeito onde imaginávamos que o intuito fosse resolver a situação do município no que diz respeito à falta de médico. Infelizmente em menos de 5 minutos o prefeito mostrou mais uma vez seu lado agressivo, seu lado autoritário e ditador. Hoje a prefeitura deve, junto com a secretaria de saúde, um montante de 60 mil reais que deveria ser repassado ao Hospital e que o prefeito não se preocupa em pagar. Prefere que o povo fique sem médico do que resolver uma situação que estava dentro do controle. Em toda minha vida nunca levei um murro ou sequer fui agredido fisicamente de forma alguma para hoje ser agredido por um prefeito truculento e descontrolado ao tentar defender meu colega o Dr. Ivan para quem esse senhor irracional partiu pra cima como um louco. A dor do murro que levei do prefeito não é tanta quanto saber que o povo de Rio Negro está nas mãos de uma pessoa que não tem respeito pelo próximo, que não cumpre sua palavra, que não cumpre seus compromissos, que acha que todos são subalternos a ele e que se esquece de que se ele está ali foi porque o povo o colocou e que dá mesma forma como o colocou pode também tirá-lo. Fico indignado com a forma de tratamento que a população está tendo. Já vi várias pessoas saindo chorando do seu gabinete e ele depois tentando contornar a situação mas quem leva um tapa na cara nunca se esquece. A forma como o prefeito partiu para agredir a mim e ao Dr. Ivan me mostrou mais uma vez que ele não é uma pessoa em condições de estar a frente de um povo tão digno como o nosso. Infelizmente, ainda estou de atestado médico, coisa que nunca tirei na minha vida, mas mesmo assim todos que me procuram em casa ou me ligam tento ajudar da melhor forma que posso. Essa madrugada mesmo, atendi uma paciente, não na condição de médico, por estar licenciado, mas como ser humano que tem consideração ao seu próximo"

Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...
Mesmo algemada, mulher usa isqueiro e coloca fogo em viatura policial
Elaine Cristina da Silva de 37 anos foi presa na noite de ontem (8) em Sonora, distante 364 km de Campo Grande, por porte ilegal de arma. Porém, mesm...



PENA QUE EM RIO NEGRO SE ELEGEM PREFEITO E DÃO CARGO A VEREADORES, POIS SE ELEGEM VEREADORES ELES TAMBÉM ESTARIAM EM DEFESA DO POVO E NÃO ACEITARIAM DE FORMA ALGUMA QUE UMA CIDADE POSSA FICAR SEM ATENDIMENTO MEDICO. OLHA PRA FALAR BEM A VERDADE EU SOU MORADOR DE RIO NEGRO EU VI QUANTO GASTARAM NA CAMPANHA E É CLARO QUE ESSE DINHEIRO TERIA QUE SER RECEBIDO.
SE OS VEREADORES MONTASSEM UMA CPI PARA INVESTIGAR OS DESVIO DE RECURSOS PÚBLICOS DA ATUAL ADMINISTRAÇÃO EU DUVIDO SE ESSE PREFEITO NÃO IA FAZER MELHOR. CARAMBA SERA QUE RIO NEGRO TÁ BENZIDO? TODOS PREFEITOS QUE ENTRAM NESSA PREFEITURA ESQUECEM QUE FORAM ELEITOS PARA ADMINISTRAR NÃO PARA SURRUPIAR O DINHEIRO PUBLICO.
 
JOSE DA ROÇA em 23/10/2013 10:04:04
A atitude do Sr. prefeito foi desprovida de qualquer pessoa preparada para assumir qualquer função publica. Este ato demonstra total desequilíbrio, bom senso e responsabilidade com o bem publico. Esta atitude passa a impressão para seus munícipes que está receoso quando é cobrado de sua responsabilidade. Aí vem a agressão, na tentativa de acobertar erros. será que os recursos não foram usados para outras finalidades, resta ao prefeito esclarecer. Quanto à agressão, os srs. vereadores que presenciaram, cabe a eles propor junto aos seus pares uma CPI para investigar os atos desta administração, e se for confirmado qualquer fato que venha a comprometer o bem publico, que seja proposta a cassação do prefeito, pela honra do homem publico e pelo bem do povo de Rio Negro. fraternalmente.
 
belarmino batista neto em 27/09/2013 22:10:40
TUDO ISTO É INADMISSÍVEL, COMO É TODO O NOSSO SISTEMA POLÍTICO QUE VEM ABRINDO ESPAÇOS PARA A EXPANSÃO DE AÇÕES ARBITRÁRIAS, CORRUPTAS, POIS SE UM FAZ E PERMANECE IMPUNE, OS DEMAIS SEGUEM-LHE OS PASSOS. O PODER E O DINHEIRO DEIXAM PESSOAS CEGAS.
 
NAGET CURY em 26/09/2013 11:34:34
Precisamos tratar o assunto de maneira mais abrangente,esse nao é um caso isolado é sim generalizado. Temos medo de políticos e somos 'obrigados 'a votar para as eleições deles ,sem participar do trabalho que queremos que sejam realizados.Damos cheques em branco para milhares de pessoas garantirem seus ganhos , poderem aumenta-los quanto quiserem,e esses nao tem nem formação para isso.Cada vez mais , existem políticos que nem sabem o que representam.
 
WANDA GUILHERME VIEIRA TAILLADE em 26/09/2013 02:49:20
Estamos acompanhando o desenrolar da crise na saúde de Rio Negro.
Esperando que tudo esteja justo e perfeito, um fraternal abraço.
Ivan Morgan da Costa
 
Ivan Morgan da Costa em 25/09/2013 21:40:18
Achei o comentário do senhor Roberson Ferraz inadequado e que traduz uma total falta de conhecimento a respeito da postura que deve nortear um gestor público : dignidade, responsabilidade e todas outras características que deve ser pautada principalmente no respeito aos seus funcionários. Acho que por questões pessoais ele deve ter essa visão distorcida a respeito dos médicos. Espero que ele nunca precise de um, pois com certeza esse médico vai ser um infeliz de cair nas mãos do sr. roberson.
 
Flavia Lopes em 25/09/2013 20:12:59
senhor prefeito isso nao se faz, bater nos colegas, vamos enviar isso que o sr fez para o jornal nacional, e outras emissora de TV
 
nancy lima em 25/09/2013 09:51:12
Também trabalhei por um mês em rio negro. como medica plantonista e não recebi.
 
maria neuza em 25/09/2013 09:31:42
Fora a agressão física, dou os parabéns. Os médicos que atendem o setor público, na sua grande maioria, querem se aproveitar. Falam que ganham pouco mas simplesmente não trabalham. Peguem o caso do vereador Paulo Siufi, onde cada atendimento custou mais de 500,00. Seria mais barato encaminhar os pacientes aos consultórios e pagar particular, mas aí imaginem o que iria acontecer...em suma, o cara é cobrado pela população mas fica refém dessa situação.
 
Roberson Ferraz em 25/09/2013 08:56:36
Interessante. Depois da chegada do partido inimigo do povo, ao poder, começaram os ataques às diversas classes de trabalhadores. Primeiro foi, num discurso no ES, o apedeuta atacou a Justiça dizendo que seria necessário abrir a "caixa preta da justiça", teve nas suas mãos o poder de nomear juízes ao STF, aproveitou para indicar um que não passou em concurso para juiz de primeira instância. Atacou a imprensa, dizendo que ela pertencia "aselite" e que não lia jornais nem via TV porque dava azia. Atacou a classe industrial e em seguida começou o ataque aos trabalhadores da saúde, chegando à situação atual com verdadeira perseguição aos médicos. Aonde vamos chegar?
 
ALCIDES LUIZ OLIVEIRA em 25/09/2013 08:37:17
Prefeito Gilson, é triste ver uma pessoa o conhece saber que você não tem capacidade nenhuma para administrar uma PREFEITURA e muito menos representar um povo.
sabe gilson: seria digno de sua parte pedir sua saida imediata da prefeitura antes que você mate alguém e vai passar o resto da vida no presidio.
Aos médicos digo, continue prestando o serviço de vocês em prol da comunidade, eu tenho certeza que comunidade estão triste em saber da covardia de uma pessoa sem controle, sem condições de estar onde esta.
olha doutores, paciência, paciência, paciência, assim dizia CHICO XAVIER.
Sejam os profissionais de verdade.
 
NEUZA BORGES LEAL em 25/09/2013 08:00:54
SIMPLESMENTE INACREDITÁVEL E INACEITÁVEL.
nei salviano
 
nei salviano em 25/09/2013 07:49:40
Estes vereadores tem que fazer representação ao MPF e MPE e ao TCU e TCE, sobre a falta de repasse de recursos para a Saúde, a função dele essa.
 
Antonio Elias Morais em 25/09/2013 07:21:14
Gente isso é mais um noticia ruim do MS que vai passar em rede nacional,isso é passivel de afastamento do cargo,vergonhoso
 
Israel Lima em 25/09/2013 06:46:17
Os vereadores que cassem esse prefeito imediatamente. Essa é a qualidade dos políticos que temos no país. Em Campo Grande a coisa não está diferente, e só está faltando agressão física, porque toda espécie de baixaria esses vereadores sem caráter já fizeram, e o Prefeito não passa de um adolescente que não sai do facebook. Um absurdo um médico que estuda anos da sua vida, dedica-se no seu trabalho, para ainda ser agredido por um que diz prefeito. Quem parte para agressão física é porque já perdeu qualquer tipo de razão.
 
Rafael Santos em 24/09/2013 23:18:20
senhor prefeito o senhor nao nos representa o senhor acha que a época de coronelismo existe infelizmente, vossa senhoria acha que e assim que se faz com truculência , que respeito o senhor quer passar a comunidade que o escolheu o senhor para mim e varias pessoas nos faz passar mais vergonha por ter colocado pessoas como o senhor (como vocês desonestos chamam de poder) mas o povo não e burro e quem apanha não esquece.
 
douglas flavio cardozo em 24/09/2013 22:40:21
Esta situação de fácil solução, 9 vereadores presenciaram a truculência do prefeito e também já têm conhecimento da incapacidade administrativa dele, é só reunirem e criar um CPI e cassá-lo e aí se começará a resolver o problema da má gerência pública.
 
Luis Acordado em 24/09/2013 22:20:47
Naturalmente, quando faltaram argumentos lógicos para o ilustre prefeito discutir durante a reunião e esclarecer os pontos duvidosos, esse mesmo elemento, teve que partir para a agressão física e tentar calar e acuar seus dissidentes pela força. Esse tipo de comportamento não pode ser tolerado de alguém que deveria, em tese, ser modelo de moral, competência e austeridade.
Vejo que os rionegrenses estão bem servidos com essa corja de ordinários...
Me sinto envergonhado por ter um prefeito tão truculento e incompetente.
Se não sabe tratar bem as pessoas que o elegeram Sr. "prefeitozinho", vá tratar de animais xucros e feras bravias, pois lá é seu lugar...
 
Gildo Matias Fonseca em 24/09/2013 18:45:31
Eu acho que os dois médicos devem processar esse prefeito por lesão corporal e danos morais. Nenhum político está acima do povo. Ele não pode tratar dessa forma nem médico nem ajudante de limpeza. Não é assim que se trata um ser humano. Lamentável.
 
Karina Rosa em 24/09/2013 18:36:50
A classe médica cada vez mais apunhalada por um governo que oprime e escraviza.
Estamos andando para trás... Onde isso vai parar?
 
Glauber Medina em 24/09/2013 18:24:39
Não falta médico no Brasil. Falta bons políticos, falta vergonha na cara e muitos mais. POVO !!! ACORDA!!!!!!!!!!
 
Jefferson Felizardo em 24/09/2013 18:20:35
ISTO E UMA VERGONHA!!!!!! COVARDIA, IMAGINA SE ISTO PEGA!!!!!
 
ELY MONTEIRO em 24/09/2013 17:53:06
Ano passado foi a mulher do ex-prefeito que agrediu um manifestante. Esse ano é o prefeito que agride dois servidores. Quanta baixaria...
 
Anita Ramos em 24/09/2013 17:48:16
E eles seguem dando o exemplo...
 
ana paula ribas em 24/09/2013 17:40:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions