A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

20/02/2014 21:21

Prefeito causa polêmica ao propor boi para limpar entorno de aeroporto

Bonito vive polêmica ao prefeito defender gado no entorno de aeroporto

Kleber Clajus
Proposta de Leleco está em análise junto ao Ministério Público do município, mas não é bem aceita (Foto: Daniela Aguena / Bonito Notícias)Proposta de Leleco está em análise junto ao Ministério Público do município, mas não é bem aceita (Foto: Daniela Aguena / Bonito Notícias)

O prefeito de Bonito, Leonel Lemos de Souza Brito, o Leleco (PT do B), estuda a possibilidade de colocar gado no entorno do aeroporto municipal para controlar o crescimento de vegetação que, durante a estiagem, incendeia e provoca o cancelamento de voos. A proposta gerou polêmica no município distante 257 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Pistoleiro preso “some” e prefeito de Pedro Juan cobra polícia paraguaia
Morre menina de 11 meses ferida após carro da família capotar em rodovia

Para a vereadora da oposição, Osair Xavier (PSD), a principal crítica é quanto à segurança das operações do aeródromo que possui voos domingos e quartas-feiras, operados pela empresa Azul Linhas Aéreas.

“Sou contra essa ideia. O Executivo até ia apresentar o projeto, mas creio que desistiram. Como vai criar gado e para quem vai arrendar a área”, questiona a vereadora.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, o debate realmente existe na cidade, mas a área a ser utilizada fica fora do perímetro de segurança do aeroporto, que é cercado. A limpeza do local foi solicitada pela empresa Dix Empreendimentos Ltda. Para encontrar uma solução mais definitiva para a área, o prefeito chegou a cogitar a ocupação dela com gado. Por outro lado, essa não é a única ideia em análise realizada em conjunto com Ministério Público.

O diretor executivo da concessionária do aeroporto, Frederico de Siqueira, disse que a empresa “cumpriu sua obrigação” ao informar que a ideia de Leleco não é a melhor neste caso, em razão das normas definidas pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para operações no aeródromo. A empresa chegou a receber um ofício da prefeitura sobre a questão.

Neste contexto, ficou a cargo do promotor de Justiça, Thalys Franklyn de Souza, intermediar uma possível solução para a polêmica. O Campo Grande News procurou o promotor, mas até o fechamento não obteve resposta.

O aeroporto de Bonito possui pista com dimensão de dois mil metros de comprimento e 30 de largura. A área, que fazia parte das Fazendas Belo Horizonte, Mutum e Coqueiro, foi adquirida em 2002.

Morre menina de 11 meses ferida após carro da família capotar em rodovia
Sofia de Almeida Flores, de 11 meses de vida, morreu na madrugada de hoje (5) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, após ficar ferida em acidente oc...
Homem de 33 anos é morto com golpes de facão e foice em fazenda invadida
Um homem de 33 anos foi morto a golpes de facão e de foice durante uma briga envolvendo índios na fazenda Novilho, município de Caarapó, a 283 km de ...



Projeto reduzirá impacto ambiental de cortadores de grama motorizados.

O Aeroporto Internacional O’Hare, de Chicago, apresentou à imprensa sua nova equipe de jardinagem. O grupo é composto por 25 animais, entre lhamas, ovelhas, cabras e burros.

Eles serão responsáveis por fazer a manutenção da vegetação arbustiva densa que se desenvolve ao redor do aeroporto, difícil de ser controlada com os equipamentos de jardinagem tradicionais. Os bichos também ajudarão a manter animais selvagens longe da pista.

A equipe do aeroporto explica que a grama alta não é apenas sinal de desleixo, mas é também um ambiente propício para pequenos roedores que, por sua vez, atraem falcões e outras aves de rapina. “Aves e aviões não combinam”,
http://www.cabraeovelha.com.br/ler-noticia.php?id=210 link de toda
 
fernando scheres andrade em 22/02/2014 02:11:56
E isso prefeito Leleco, certo ta o senhor gente não come capim vamos por o gado para essa giringoça.
abraço.
 
cirço b.freitas em 21/02/2014 14:49:33
è uma área de mais de 200 hectares, sendo 100 de segurança para o aeroporto com telas de 2mts. Existe um projeto inclusive da embrapa sobre o boi bombeiro, que esta sendo utilizado no pantanal, que ao comer as pastagens, diminuem o risco de incêndio. Não vejo problema se as medidas de segurança como olhar a cerca sempre, e o custo bem menor do que gradear 100 hectares, que eu não sei qual o valor para se fazer isso...picuinhas, é isso que eu vejo.
 
Paulo Schwind em 21/02/2014 13:45:49
Coloquem ovelhas. São menores. A iniciativa é louvável.
 
Eduardo Araujo em 21/02/2014 13:05:37
Precisamos de idéias inovadoras e que não agrida o meio ambiente, e tomar essa atitude é algo que por um lado tem seus prós, pois ficariam com os lotes limpos de forma sustentável. Com isso o prefeito utilizaria o dinheiro gasto em locação de máquinas para investir em outras melhorias para a Cidade, sou de Campo Grande - MS e dou apoio para essa atitude.
Precisamo preservar a Natureza.
 
Antonio Neto em 21/02/2014 11:10:20
Legal, registra em carteira, bota crachá em cada um e boa, não para, não pede aumento, não faz greve..
 
juraci callado em 21/02/2014 09:49:43
E pensar que uma pessoa passa meses trabalhando em campanha dizendo que tem projetos para melhorar a vida das pessoas; passa meses em reuniões de casa em casa, comícios, nos perturbando no rádio e na tv! E o tempo passa, e pra surpresa geral eis os naipes dos projetos!! Ok, Bonito é uma cidade ecológica e bla bla bla, mas uma coisa é uma coisa; outra coisa é outra coisa!
 
Valter Castilho em 21/02/2014 09:02:20
Não vejo problema em colocar gado no entorno, o gado não vai ficar na pista, é só ficar sempre de olho da cerca e pronto, melhor do que pegar fogo ou gastar um dinheirão pra uma empresa limpar regularmente.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 21/02/2014 08:33:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions