A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

26/09/2011 16:37

Prefeitura de Dourados vai autorizar tarifa de R$ 2,50 no transporte coletivo

Edmir Conceição

Empresa havia solicitado R$ 2,70, mas prefeito vetou o valor; ajuste autorizado é metade do índice solicitado e Medianeira tem uma série de exigências a cumprir como contrapartida

Transporte coletivo em Dourados fica mais caro a partir de quinta-feira. (Foto: Hédio Fazan)Transporte coletivo em Dourados fica mais caro a partir de quinta-feira. (Foto: Hédio Fazan)

Será publicado na quinta-feira, dia 29, o decreto autorizando o reequilíbrio do valor da tarifa do transporte coletivo de Dourados. A partir de sábado, dia 1º de outubro, a tarifa passa de R$ 2,30 para R$ 2,50. A correção será de 9%, quase a metade dos 17% solicitados pela empresa Medianeira.

O índice apresentado inicialmente pela empresa elevaria a tarifa para R$ 2,70, mas o prefeito Murilo Zauith vetou esse valor e autorizou apenas 9% de reposição, já que a tarifa não era corrigida desde junho de 2009.

Murilo Zauith vetou o aumento solicitado pela empresa por entender que o valor iria penalizar ainda mais o trabalhador douradense e determinou a realização de um levantamento técnico pelo Departamento de Trânsito.

Esse estudo mostrou que havia a necessidade de corrigir a tarifa em 9%, já que o custo de manutenção aumentou consideravelmente de junho de 2009 a junho deste ano.

“Com base nos dados levantados juntamente com as informações prestadas pela empresa referentes aos custos operacionais, número de passageiros pagantes transportados e a quilometragem produtiva e improdutiva rodada, concluímos que o valor sugerido para a tarifa seja de R$ 2,50”, diz o parecer técnico assinado pelo diretor municipal de Trânsito, Jonecir Ferreira.

Conforme o secretário municipal de Receita e Finanças, Walter Carneiro Júnior, a correção autorizada pelo prefeito ficou abaixo da inflação do período de dois anos. “A tarifa ficou dois anos congelada, não tinha como a prefeitura não conceder essa correção, como mostrou o estudo encomendado”, explicou.

EXIGÊNCIAS

Além de autorizar apenas metade do índice solicitado pela empresa, a prefeitura fez várias exigências que terão de ser cumpridas pela Medianeira como contrapartida pelo aumento de tarifa. A principal delas é a implantação do sistema temporal.

A partir de sábado, o usuário do transporte coletivo que utiliza o cartão magnético para pagar a passagem poderá trocar de ônibus em qualquer ponto da cidade pagando apenas uma tarifa. Atualmente essa troca só pode ser feita no terminal de trasbordo.

Conforme a exigência feita pela prefeitura à empresa, o usuário terá tempo médio de uma hora para trocar de ônibus sem precisar pagar outra passagem, mas para isso terá de respeitar algumas regras.

Se pegar o ônibus no Jóquei Clube, o usuário pode, dentro do tempo médio de uma hora, descer em qualquer ponto do centro e pegar outro para o Água Boa, para o Parque Alvorada ou para o Jardim Flórida, por exemplo, pagando apenas uma passagem. Se pegar o ônibus para o mesmo sentido de origem, mesmo que seja dentro do tempo-limite, ele terá de pagar outra passagem.

Outra exigência é que a empresa terá de fazer um ajuste em todos os horários de ônibus para melhorar o funcionamento do sistema e terá de aumentar sete horários para a Cidade Universitária. Com isso, a linha terá mais quatro horários das universidades para o centro e mais três do centro para os campi da UFGD e Uems.

CARTÃO

A empresa concede um desconto no valor da tarifa para o usuário que utiliza o cartão magnético como forma de incentivar esse sistema de pagamento. Com a reposição da tarifa, o valor atual de R$ 2,00 para pagamento com cartão passa para R$ 2,30.

Motorista embriagado atropela ciclista e foge sem prestar socorro
Guinovaldo Aguiar Gama, de 53 anos, foi preso em flagrante depois de ter atropelado um ciclista na região central de Itaporã, 227 quilômetros de Camp...
Rapaz foge de policial a paisana e abandona mochila com 18 kg de droga
Homem fugiu deixando uma mochila com 18 quilos de maconha, depois de ser abordado esta manhã (10) por um policial a paisana na rodoviária de Ponta Po...
Marido agride mulher e tenta se enforcar em seguida, mas vai preso
Depois de agredir a esposa, de 45 anos, homem de 26, tentou se enforcar, mas acabou preso, esta noite (10) em Vicentina, a 255 quilômetros de Campo G...



Totalmente de acordo com o companheiro Ezio: não se pode cobrar por uma prestação de serviços que deixa muito a desejar, ao mesmo preço cobrado na situação inversa. A propósito, esta empresa é de Politicos?? Se não porque ainda não tiraram a parte que "invade" ou praticamente toma toda a calçada na Weimar Torres??!!Lamentável esses políticos.
 
Jorge Junior em 28/09/2011 07:39:15
Questionável!
Em Curitiba-PR, sob protesto da população, o prefeito aproveitou o feriado de Carnaval e subiu, também, a passagem de ônibus de R$2,30 para R$2,50. A diferença de lá entre nossas cidades como Dourados e Campo Grande é que, lá, tem mais ônibus frequente nas linhas. Ônibus limpos e nôvos e não essas sulcatas que temos aquí e que demora uma eternidade para passar um no ponto em que se espera. A cidade de Curitiba tem mais de dois milhões de habitantes. É uma cidade grande e as linhas são extensas mesmo com o sistema de integração. Talvez, lá não tenha políticos societários de empresas de transporte urbano público.
 
Ezio José em 27/09/2011 01:38:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions