A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

22/08/2011 18:56

Professores das universidades federais fazem paralisação na próxima quarta-feira

Paula Maciulevicius

Os docentes das Instituições Federais de Ensino de todo o país vão cruzar os braços na próxima quarta-feira, dia 24 de agosto. As principais reivindicações vão desde a incorporação de gratificações ao salário, piso de R$ 2,1 mil, intertício de 5% entre os níveis da carreira, relação entre os regimes de trabalho que importe em acréscimo de 100% para carga de 20h, acréscimos relativos à titulação de 75% para doutorado, 37,5% para mestrado, 18% para especialização, e paridade para os aposentados.

Depois de um processo de negociação, o governo utilizou como argumento a existência de uma crise econômica internacional para justificar a limitação orçamentária do impacto financeiro do acordo a ser pactuado.

Segundo o site Dourados News, na última sexta-feira, uma proposta a ser analisada pela categoria docente, consistia na incorporação ao vencimento básico das gratificações, a partir do mês de março de 2012, reajuste emergencial de 4% sobre o vencimento, publicação imediata de Portaria Interministerial instituindo Grupo de Trabalho, compromisso do governo de discutir, nesse Grupo, questões pendentes em relação às regulamentações pertinentes de medidas aí definida e aceitação do reajuste emergencial de 4%.

Os professores consideram que a proposta apresentada tem sérias limitações, ao não repor para a maioria dos docentes as perdas inflacionárias ocorridas no período.

Ao mesmo tempo, apresenta avanços importantes, tais como a incorporação de gratificações, o tratamento equânime a ser dado ao MS e EBTT, e o comprometimento do Governo com um processo de reestruturação de carreiras que leve à equiparação remuneratória com a carreira de Ciência e Tecnologia, a vigorar em janeiro de 2013. As negociações visando a consecução desse último ponto serão iniciadas já em setembro próximo e serão concluídas até maio de 2012.

Finalmente, é importante esclarecer que no que, diz respeito às negociações em curso, esta é última proposta do governo, cujos correspondentes recursos somente serão incorporados à proposta de Lei Orçamentária Anual (LOA), a ser enviada pelo Governo ao Congresso Nacional até 31 de agosto, caso haja acordo explícito de alguma das entidades participantes do processo de negociação.

Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
A esposa de um detento de Itaquiraí, distante 410 km de Campo Grande, foi presa na tarde de ontem (7) tentando entregar um pão recheado com maconha p...



Há alguma possibilidade de greve? Seria muito prejudicial para os alunos.
 
Gislaine Andrade em 23/08/2011 10:03:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions