A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

10/07/2014 10:15

Professores de Dourados ameaçam com greve na volta do ano letivo

Bruno Chaves
Greve pode ter início no dia 15 de julho (Foto: Dourados Agora)Greve pode ter início no dia 15 de julho (Foto: Dourados Agora)

Professores da rede municipal de ensino de Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande, ameaçam entrar em greve a partir do 2º semestre letivo de 2014. Eles querem reajuste salarial e que o piso da categoria, R$ 1.697,00, seja pago para 20 horas semanais, como já acontece na Capital do Estado. As aulas retornam no dia 15 de julho.

Veja Mais
PF apreende 60 kg de cocaína e prende traficante de 28 anos na MS-164
Escritor douradense lança na terça livro sobre 40 anos de carreira

Além dos professores, trabalhadores administrativos da Educação também podem paralisar as atividades. Conforme o site Dourados Agora, a diretoria do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados) vai se reunir com a secretária de Educação, Marinisa Mizoguchi, no dia 14 de julho, para tentar evitar a paralisação. 

Presidente do Simted, João Vanderly Azevedo, afirmou ao site local que a Prefeitura de Dourados não cumpriu com acordos firmados com os trabalhadores da Educação. “Até o presente momento, professores da rede municipal não receberam nenhum reajuste salarial e Dourados não tem cumprido com a lei nacional do piso que garante R$ 1.697,00 para uma carga horária de 40 horas”, disse.

Greve – Os profissionais da Educação de Dourados ameaçam entrar em greve caso as negociações não avancem. A paralisação vai ter início com a uma assembleia na sede do sindicato. “O governo já deveria ter concedido 8,32% para o magistério e 6,15% para o administrativo, uma vez que isto passou por negociação coletiva e que a data base era abril. Diante dos fatos, a categoria não tem encontrado motivação para continuar a exercer suas funções”, contou.

Avisada sobre a possibilidade de greve, a secretária de Educação se mostrou otimista quanto ao entendimento da categoria com o poder público. Conforme Marinisa, as negociações estão em andamento há dias, inclusive com uma reunião realizada na quarta-feira (9).

“Já está marcada para o dia 14 a próxima audiência para continuarmos com as negociações. Entre as reivindicações dos professores, tudo o que estiver amparado pela lei será atendido e estamos confiantes de que as aulas serão retomadas normalmente na terça, dia 15”, prometeu.

Escritor douradense lança na terça livro sobre 40 anos de carreira
Será lançado na próxima terça-feira (6) em Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - o livro "A Felicidade pela Literatura: Ensaio entr...
Comércio de Ponta Porã funcionará em horário especial neste fim de ano
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
MPF entra com ação para garantir pesca e extração à comunidade ribeirinha
Foi ajuizada ação civil pública pelo MPF (Ministério Público Federal) para garantir o direito a pesca de subsistência e extrativismo sustentável da c...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions