A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

21/06/2013 10:45

Protesto do MST causa congestionamento apesar de liberação a cada 21 minutos

Jéssica Benitez e Paula Maciulevicius
Manifestantes do MST bloqueiam BR 163 (Foto: Cleber Gellio)Manifestantes do MST bloqueiam BR 163 (Foto: Cleber Gellio)

O protesto do MST (Movimento Sem Terra) realizado na BR 163, próximo ao distrito de Anhanduí, provoca, pelo menos, 3 quilômetros de congestionamento na altura do km 410 ao 413. Para que a situação não se agrave, os manifestantes liberam o trafego de 20 em 20 minutos, conforme adiantou a Polícia Rodoviária Federal. A fila é composta principalmente por caminhões e carretas.

Veja Mais
Fetagri diz que manifestação do MST é isolada, mas pode se estender
MST faz protesto por assentamento e paralisa BR-163 próximo a Anhanduí

A orientação é que os condutores permaneçam dentro dos veículos e não sigam na contramão porque o transito pode ser liberado repentinamente causando acidentes. O aposentado Sebastião de Arruda Neto, 70 anos, segue com a esposa de Campo Grande para Dourados e não concorda com a manifestação feita desta forma. “Isso é um absurdo. Eles estão atrapalhando bastante. Acho que todos os motoristas devem se juntar e ir até lá para forçar a liberarem o caminho”, disse.

O caminhoneiro Gilberto Madalozo, 40 anos, está transportando soja de Sidrolândia para o porto de Santos (SP). Ele contou que cumpre horário pré-agendado, mas não acredita que será prejudicado pela manifesto. “No começo achei que era acidente. Em minha opinião os caras deviam reivindicar diretamente para o Governo Federal e não atrapalhar quem está trabalhando”, avaliou.

Causas - O MST (Movimento Sem Terra) está realizando protesto desde as 6h na BR-163 próximo ao distrito de Anhanduí. Eles fecharam a via e já geraram um congestionamento de 12 km no local. De acordo com informações apuradas pela reportagem, a manifestação irá se estender por toda manhã em função do atraso da entrega do assentamento na fazenda Nazaré e da falta de infraestrutura disponível para o local.

De acordo com a coordenadora do MST, Tiliana Bruneto, aproximadamente 97 famílias estão no local e esperam que o Incra/MS (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) finalize o processo de assentamento na fazenda Nazaré. “Já foi confirmado à desapropriação, o recurso já está disponível, mas a questão ainda está parada, esta manifestação tem o objetivo de pressionar o poder público”, destacou ela.

Histórico – No dia 7 de julho o Incra/MS (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) protocolou ação de desapropriação de área de 2,4 mil hectares, após três anos sem poder realizar reforma agrária em Mato Grosso do Sul. A entidade estava suspensa de atuar desde os escândalos da Operação Telos, da Polícia Federal, realizados em 2009, que desarticulou um esquema de compra e venda de terras que seriam voltadas a reforma agrária.

A primeira ação será na fazenda Nazaré, localizada em Sidrolândia, ela irá comportar 187 famílias, em uma área de 24 mil hectares. O proprietário, o ex-secretário estadual que atuou na gestão de Wilson Barbosa Martins, Plínio Rocha, aceitou a proposta da entidade e não vai recorrer da decisão. O ex-secretário irá receber R$ 16,4 milhões pela área.

Fetagri diz que manifestação do MST é isolada, mas pode se estender
O coordenador da Fetagri - MS (Federação dos Trabalhadores na Agricultura MS), Adão de Souza Cruz, ressaltou que esta manifestação do MST (Movimento ...
MST faz protesto por assentamento e paralisa BR-163 próximo a Anhanduí
O MST (Movimento Sem Terra) está realizando protesto desde as 6h na BR-163 próximo ao distrito de Anhanduí. Eles fecharam a via e já geraram um conge...
Motorista embriado atropela ciclista e foge sem prestar socorro
Guinovaldo Aguiar Gama, de 53 anos, foi preso em flagrante depois de ter atropelado um ciclista na região central de Itaporã, 227 quilômetros de Camp...
Rapaz foge de policial a paisana e abandona mochila com 18 kg de droga
Homem fugiu deixando uma mochila com 18 quilos de maconha, depois de ser abordado esta manhã (10) por um policial a paisana na rodoviária de Ponta Po...



O Brasil tem no MST um dos pilares da desordem da bagunça, o começo real da triste situação que o Brasil vive hoje... Os militares estavam certos.. Essa facção MST tem ser deletada da nação brasileira.. É o inicio do câncer brasileiro!!!
 
carlos lima em 21/06/2013 15:33:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions