A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

06/05/2013 15:05

Sesai nega pânico em Japorã e diz que reféns "só estão impedidos de sair"

Nadyenka Castro

A Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena) nega pânico entre participantes da 5ª Conferência de Saúde Indígena, na aldeia Porto Lindo em Japorã, a 487 quilômetros de Campo Grande, que estão reféns de índios.

Veja Mais
Índios mantêm 40 reféns em aldeia; "Estamos em pânico", diz enfermeira
Ministério da Agricultura cede espaço para armazenamento de produtos rurais

A tensão na aldeia foi relatada ao Campo Grande News por orelhão, pela enfermeira da Sesai, Lidélcia Dorneles Ledesma, uma das reféns. No entanto, o chefe do Distrito Sanitário Indígena, Luis Antônio de Oliveira Júnior, que está em Brasília, pediu para que funcionários entrassem em contato com a reportagem e avisassem que os reféns “só estão impedidos de sair”.

De acordo com a Sesai, os 40 reféns - servidores da Funai (Fundação Nacional do Índio), da Sesai, professores e policiais – não estão sendo torturados, nem amarrados, já se alimentaram e apenas não podem sair da aldeia.

Os índios estão com o corpo pintado e com arcos e flechas. Eles vieram de três aldeias e dois assentamentos. Numa tentativa de esfriar os ânimos, a programação do seminário prossegue na aldeia.

A situação teve início por volta das 9 horas. Os indígenas avisaram que só liberam os trabalhadores com a chegada de um representante de Brasília na aldeia.

Índios mantêm 40 reféns em aldeia; "Estamos em pânico", diz enfermeira
Quarenta pessoas são mantidas reféns por 300 índios na aldeia Porto Lindo em Japorã. O grupo de servidores da Funai (Fundação Nacional do Índio), Ses...
Crescimento populacional eleva repasse federal para 4 cidades de MS
As prefeituras de Angélica, Nova Andradina, Paranhos e Três Lagoas, terão aumento em 2017, no repasse do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), ...



Viva os povos indígenas que fizeram reféns e impediram de sair aqueles que la estiveram pra tratar e tentar trazer melhorias pros índios mesmos.
 
ADRIANO MAGALHÃES em 07/05/2013 09:07:54
Melhor fosse que o Sesai ficasse quieto. Continuam minimizando e concordando com os crimes agora cometidos, travestidos de reinvindicações dos indígenas. Tá na hora de responsabilizar TODOS, que coadunam com essas práticas não legais.
 
ADRIANO MAGALHÃES em 07/05/2013 09:04:14
Viva os povos indígenas! donos e donas de sua história. Fazem manifesto e se mobilizam na busca dos direitos historicamente usurpados!
 
Estela Marcia Rondina Scandola em 06/05/2013 17:20:45
“só estão impedidos de sair”....
É pra acabá mesmo.
Agora porque é Índio pode tudo!!!
Já pensou se a moda pega?
 
Marcelo fernandes em 06/05/2013 15:29:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions