A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

10/12/2012 19:42

Suspeito de estupro é morto após reagir a prisão em São Gabriel do Oeste

Nyelder Rodrigues
Junto com suposto estuprador, foi encontrada peça de roupa da vítima (Foto: Divulgação)Junto com suposto estuprador, foi encontrada peça de roupa da vítima (Foto: Divulgação)

O homem de 25 anos suspeito de ter cometido um estupro na madrugada desta segunda-feira (10) foi morto durante o atendimento da ocorrência pela Polícia Militar (PM), em São Gabriel do Oeste.

Veja Mais
Reestruturação em presídio contará com sala de "videoaudiências"
Crescimento populacional eleva repasse federal para 4 cidades de MS

Dilseu dos Santos Martins, que tinha o apelido de Minga, levou dois tiros após ter tentado atacar com uma faca um policial que atendia o caso na cidade localizada a 140 km de Campo Grande.

Conforme o site Idest, uma mulher de 38 anos acionou a polícia alegando ser vítima de um estupro logo após sair do serviço por uma pessoa que a seguiu e a ameaçou de morte caso reagisse.

Ela a levou para um matagal próximo ao córrego Capão Redondo, onde a estuprou e disse que mataria esposo e filhos dela. Durante o ato, a vítima ofereceu R$ 100 para autor do crime, que estaria em casa. Ele aceitou ir.

No caminho, ela parou na casa de uma vizinha e ligou para a polícia enquanto o suposto estuprador aguardava na esquina. Ele fugiu e depois de buscar na região, Dilseu foi encontrado nos fundos do quintal da vítima.

Ele voltou a fugir e foi perseguido, até que em determinado momento reagiu com uma faca, obrigando que o policial efetuasse um disparo que atingiu o braço direito de Dilseu, que continuou a ir para cima do policial, que fez novo disparo, dessa vez atingindo o lado esquerdo do peito.

Dilseu foi socorrido e levado para o Hospital Municipal, mas não resistiu e morreu. A faca que o suposto criminoso carregava tinha 8,5 centímetros de lamina, com cabo artesanal de ferro e duas peças de roupas da vítima, sendo uma calcinha e uma blusa de cor preta.




Sábias palavras Alexandre de Souza.... disse tudo!!!!, sem necessidade de mais comentários!!!
 
Eliane Anjos em 12/12/2012 09:42:35
PARABÉNS!!!! Este policial tem de ser homenageado. Salvou a vítima, tirou um criminos das ruas e deu uma ecônomia ao estado (hoje um preso custa R$2,5mil ao mês!). É um absurdo o gasto feito com o preso ser maior do que o cidadão de classe baixa. Vergonha! Deveria se invertido, gasta-se R$622 na manutenção do preso eo salario mínimo fique em R$2,5mil. Isso dá a entender que o governo prefere os criminosos, ja que investe menos com o cidadão que é a fonte de renda (pago com impostos) pago ao mesmo. O preso não gera nada de renda, porque o investimento no mesmo?
 
Alexandre de Souza em 10/12/2012 20:31:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions