A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

06/11/2013 23:37

TJ derruba decisão de juiz e pede prisão de acusado de homicídio

Vinícius Squinelo

Em decisão unânime e com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça, a 1ª Câmara Criminal deu provimento ao Recurso em Sentido Estrito, interposto pelo Ministério Público Estadual contra a decisão interlocutória proferida pelo Juiz da 4ª Vara Criminal da Comarca de Dourados, e pediu a prisão preventiva de Tiago da Silva Camargo.

Veja Mais
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Condutor abandona veículo carregado com 800 kg de maconha na BR-163

Segundo os autos que no dia 30 de novembro de 2008, na via pública de acesso à BR-463, próximo ao Córrego Kelé, o acusado efetuou disparos de arma de fogo contra Diego Ribeiro Polli, causando a sua morte. O denunciado atraiu a vitima para o referido local e efetuou os disparos a curta distância, dificultando a defesa da vitima. Conforme as investigações policiais, o crime ocorreu por motivos pessoais de "vingança" entre os envolvidos ou por dívida relacionada a drogas.

O magistrado singular indeferiu o pedido de prisão preventiva com o argumento de que não ficou demonstrado nos autos que o acusado estivesse atrapalhando a instrução processual, e sua conduta não causou nenhuma desordem social. O MP pede que seja decretada a prisão preventiva do acusado, reformando a decisão singular.

O relator do processo, Desembargador Luiz Gonzaga Mendes Marques, em seu voto dá provimento ao recurso do MP para decretar a prisão preventiva do acusado, visto que a gravidade concreta do crime está configurada. O desembargador ressalta que mesmo o recorrido possuindo condenação criminal praticou novo delito.

“Em razão disso, pode-se concluir que comportamento do recorrido é pelo antagonismo à ordem legal e social. Essa situação é capaz de ensejar a conclusão de que o recorrido não indica a disposição de se voltar ao normal convívio em sociedade, o que demanda a necessidade de que seja decretada a custódia cautelar”.

Os requisitos legais autorizadores da prisão preventiva, estampados nos artigos 312 e 313, ambos do Código de Processo Penal estão devidamente preenchidos, garantindo a ordem pública.

Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...
Sidrolândia comemora aniversário com 'balada cristã' e jogos do Operário
Sidrolândia - cidade localizada a 71 km de Campo Grande - completa no domingo (11) 63 anos de emancipação e vai receber várias atrações para comemora...
Mesmo algemada, mulher usa isqueiro e coloca fogo em viatura policial
Elaine Cristina da Silva de 37 anos foi presa na noite de ontem (8) em Sonora, distante 364 km de Campo Grande, por porte ilegal de arma. Porém, mesm...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions