A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

15/04/2015 12:25

Trabalhadores acusam advogado de cobrar honorário indevido de 30% sobre acerto

Caroline Maldonado
Frigorífico Independência em Nova Andradina foi comprado pelo JBS (Foto: Nova News)Frigorífico Independência em Nova Andradina foi comprado pelo JBS (Foto: Nova News)

Ex-funcionários do frigorífico Independência, que receberam acerto trabalhista nas últimas semanas, ficaram surpresos com descontos de 30% referente aos serviços do advogado, que atuou na ação movida contra a empresa há sete anos. No entanto, eles reclamam que não deveriam pagar nada, pois eram representados pelo Sindicon (Sindicado dos Condutores de Veículos em Transporte de Nova Andradina).

Veja Mais
JBS faz proposta de R$ 268 milhões para comprar frigorífico Independência
Decisão sobre compra do frigorífico Independência pode sair hoje

Alguns ex-funcionários informaram ao jornal Nova News, que receberam os valores como o desconto, mas o presidente do Sindicon, Almir dos Santos, afirmou que aqueles trabalhadores assistidos pelo sindicato não devem arcar com honorários advocatícios. “Quem era filiado ao sindicato, estava com suas mensalidades em dia e deu entrada ao processo através da entidade não deve, de forma alguma, arcar com as despesas do advogado”, disse.

De acordo com Almir, existe uma lista com os nomes dos trabalhadores representados pela entidade e estes não terão que arcar com nenhum valor. “Caso haja desconto, vamos tomar as devidas providências para que o trabalhador receba de volta o montante que for cobrado de forma indevida”, disse o presidente do sindicato, que fez reunião nessa manhã para tratar do assunto.

Procurado pelo Nova News, o presidente do Stiana (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Nova Andradina e Região), Sérgio Miller, disse que os funcionários representados pela entidade também não terão valores descontados. “Vários ex-funcionários do Independência, filiados ao nosso sindicato já receberam seus acertos e garanto que, até o momento, eles não arcaram com nenhum centavo para pagar o advogado. Eles já contribuem para ter direito a assistência jurídica necessária”, explicou Miller.

O presidente da seccional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) em Nova Andradina, Gustavo Pagliarini, preferiu não emitir opinião sobre o caso e disse que cada caso deve ser tratado de forma individual. “Os trabalhadores que se sentirem, de certa forma, lesados por seus advogados, devem comparecer na OAB, com os documentos relativos ao processo trabalhista em mãos, que teremos o maior prazer em examinar a situação e, se for o caso, tomar as providências necessárias”, disse Pagliarini ao jornal. 

Frigorífico - O Independência foi comprado pelo grupo JGS, que disponibilizou apenas R$ 15 milhões para quitar todas as pendências trabalhistas. No entanto, a dívida com os ex-funcionários girava em torno de R$ 26 milhões. Com isso, a justiça determinou que os trabalhadores recebessem somente 58,23% do valor total a que têm direito.

JBS faz proposta de R$ 268 milhões para comprar frigorífico Independência
A JBS, líder mundial em carnes, fez proposta para comprar ativos do frigorífico Independência, em recuperação judicial desde 2009. Conforme o jornal ...
Decisão sobre compra do frigorífico Independência pode sair hoje
Assembleia dos credores já teve início em São PauloDesde as 10h (horário de São Paulo) ocorre a assembleia geral dos credores do frigorífico Indepen...
Assembleia do Frigorífico Independência é suspensa e remarcada para dia 15
Convocada para hoje à tarde, mais uma vez foi suspensa a AGC (Assembleia Geral dos Credores) do Frigorífico Independência, agora remarcada para as 10...
Frigorífico Independência pede recuperação judicial
O presidente da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Ademar da Silva Júnior, informou hoje que o frigorífico Independ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions