A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

20/07/2011 14:06

Treze casais já assinaram união estável entre pessoas do mesmo sexo em Dourados

Vinícius Squinelo

Somente em um dos cartórios da cidade, foram registradas 13 contratos de união homoafetiva

Às 11h de hoje os professores Nazir Salomão e Maurício Nakano assinaram um contrato de união estável no Cartório do 2º Ofício, em Dourados.

Desta forma, Nazir e Maurício garantem os direitos legais do casal, protegidos pela decisão do Superior Tribunal Federal (STF), que determinou a legalidade da união estável entre casais do mesmo sexo em maio deste ano.

Segundo a tabeliã do Cartório do 2º Ofício, Thânia Fioravanti, este foi o 13º contrato de união homoafetiva selado somente no 2º Ofício. Dourados ainda conta com mais três Cartórios que podem celebrar este tipo de contrato.

Porém, o caso de Nazir, professor de Língua Inglesa do curso de Literatura da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), e Maurício, professor de Língua Inglesa e Português da rede municipal e estadual, ainda é raro em Dourados.

Segundo Thânia Fioravanti, desde a decisão do STF a procura entre casais do mesmo sexo ainda é pequena na cidade do Sul do Estado.

Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
A esposa de um detento de Itaquiraí, distante 410 km de Campo Grande, foi presa na tarde de ontem (7) tentando entregar um pão recheado com maconha p...



nao sou contra a vontade de cada um.
pois nós cabe respeitgar os direitos das pessoas.
 
EDSON APARECIDO DE SOUZA ALBERTINI em 23/07/2011 08:10:26
Com todo o respeito que os homossexuais merecem, como qualquer outra pessoa, creio ser equivocado chamar dois homens ou duas mulheres de casal, eles formam um par, pois casal é a denominação dada a um par formado por macho e uma fêmea. Deixando de lado as nomenclaturas, já não era sem tempo né, pense viver com uma pessoa, construir com ela uma vida, um patrimônio e na hora em que acontece alguma coisa, não ter regulamentada aquela união, é sem dúvida uma conquista, não dos homossexuais, mas da sociedade como um todo.
 
Regiane Silva em 21/07/2011 08:50:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions