A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

21/05/2013 12:45

Vistoria do MPF encontra problemas em postos de saúde de aldeias

Aliny Mary Dias
Mofo no teto dos postos foi um dos problemas encontrados pelo MPF (Foto: Divulgação/MPF)Mofo no teto dos postos foi um dos problemas encontrados pelo MPF (Foto: Divulgação/MPF)

Os postos de saúde das aldeias Bororó e Jaguapiru em Dourados passaram por inspeção de equipes do Ministério Público Federal (MPF) e a situação encontrada nas unidades é precária. O órgão divulgou nesta terça-feira (21) que as visitas foram realizadas no início de maio.

Veja Mais
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas
Pajero com 5 passageiros sai da pista, capota e “sobe” em poste de energia

A equipe que vistoriou os postos produziu um relatório onde constam problemas de mofo no teto, lixo hospitalar em sala de inalação, consultórios sem luz e demora na entrega de 200 itens já comprados pelo poder público.

Segundo o MPF, a má aplicação de dinheiro público e a demora na execução de obras de reforma dos prédios são alguns dos problemas que devem ser apurados pelo Ministério. Um documento enviado em abril deste ano para as autoridades já afirmava que recursos federais são repassados para o município e que a aplicação do dinheiro deve ser apurada.

Depois do envio da recomendação, a prefeitura de Dourados enviou uma resposta afirmando que as providências estava, sendo tomadas e que as reformas estavam na etapa final.

A equipe de vistoria passou por quatro postos das aldeias e em apenas um deles foi encontrado um canteiro de obras.

Segundo o Ministério Público, além dos problemas de estrutura, ainda faltam equipamentos como mobílias, material de expediente, equipamentos médicos e até aparelho de ultrassom, cadeira de rodas e colchões.

Conforme um ofício da Secretaria de Saúde de Dourados, as obras nos postos de saúde da Reserva Indígena devem ser finalizadas em 60 dias.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions