A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


16/12/2013 09:21

Amor à vida da comunicação

Reinaldo Rosa

VÔOS SOLOS – Após 30 anos de atuação no, outrora, Grupo Correio do Estado, Francisco Baccaro não responde mais pela direção da FM Mega 94. Há seis meses fundou empresa de comunicação e segue com projetos publicitários e assessorias na área radiofônica.

SEGMENTAÇÕES – Do alto de seu conhecimento na atividade do rádio –adquirido desde trabalhos realizados em São Paulo- Baccaro aponta como irreversível a prática da segmentação de programações no dial, graças ao novo status conseguido por emissoras da faixa de AM.

FORA DA PAUTA – Leitora da coluna, Leoni Goulart solicita registro especial. Parabeniza o Comando Militar do Oeste - 9ª Região, pela decoração natalina executada nas instalações da guarnição em toda extensão da Av. Duque de Caxias, em Campo Grande. “É onde a gente entra no clima de festas de final de ano”, afirma.

QUALIDADE NO AR – Vem aí mais uma edição de grande – e feliz - iniciativa da TV Morena nos últimos anos. O MS In Concert, produzido na cidade de Corumbá, vai ao ar com toda pompa que a atração merece; vale a pena acompanhar pela qualidade – musical e visual - e finalidades sociais envolvidas.

PRESSA AO POTE – O cancelamento da apresentação do cantor Leonardo, em Campo Grande, demonstra algo muito simples na bancarrota de determinadas promoções; valores de ingressos. Qualidade do show – e seus personagens - tem de ser balizada com o momento econômico de cada região onde o mesmo acontece.

CHOQUE DE GESTÃO II – Copiando exemplo da Federação de Futebol carioca, a entidade paulista também manteve jogadores renomados sob contrato, e os destinava a clubes a ela filiados. Era o surgimento da chamada Democracia Corinthiana e o torcedor voltou aos estádios de Sampa; os clube voltaram a ter vida própria e conseguiram bons patrocinadores.

SUGESTÕES ACEITA-SE – Ao veicular neste espaço os procedimentos de dirigentes paulistas e cariocas em suas respectivas federações, conclui-se que –com vontade administrativa- pode-se fazer algo visando o crescimento do esporte. O contraditório está aberto para iniciativas que indiquem melhor aplicação de verbas da Confederação Brasileira de Futebol dirigidas “ao Estado” bem como valores de órgãos estaduais para o mesmo segmento esportivo.

FALA POVO – “Romildo Guedes, eu concordo com você em numero, gênero e grau. Quem deve montar elenco e pagá-los, é o clube e não presidente de federação. Aqui a Toda Poderosa (TV Morena), não paga nada, mas nada nada mesmo. Nadica de nada. Não paga direitos autorais, não paga sei lá mais o que, enfim, o campeonato será patrocinado pelo governo do Estado e pela Assembleia Legislativa. A Toda Poderosa determinou que queria um campeonato de apenas dois meses (quem vai patrocinar?) e que quatro clubes desçam para a serie B em 2015. Amém! E mais, a maioria aplaude. Dá tapinhas nas costas; acha lindo. Pobre futebol de MS”. Gilson Giordano

Programa resgata causos do futebol regional
CONTA OUTRA – O futebol sul-mato-grossense – graças a alguns – vive na história do torcedor local. Jogadores, dirigentes e técnicos estão no ‘Conto d...
Público dando um show no futebol de MS
QUEM NÃO AJUDA – Domingo de ‘Comerário’ no Morenão. Se dependesse apenas dos torcedores, o futebol de Mato Grosso do Sul teria vida longa no cenário ...
Caso da primeira-dama hackeada passou batido
EMPODERADO II – Talmir Nolasco, outro personagem histórico do rádio de MS, ‘deu um tempo’ aos microfones. Depois de atuar na campanha eleitoral do PS...
Rádio local disputa espaço com futebol na TV fechada
EMPODERADO – Personagem da história do rádio sul-mato-grossense, Nivaldo Mota atualmente dedica o talento em outras ondas. Em tempo real, entrevista ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions