A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Fevereiro de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


28/09/2016 10:45

Tudo será como antes na reta final de campanha

Reinaldo Rosa

PRA QUÊ? – Em fase final de campanha, a enxurrada de debates é atração do tipo ‘mais do mesmo’. Líderes de pesquisas são alvos preferenciais de adversários; algumas revelações que chamam a atenção de espectadores e só. Decisão de eleitor só diante da urna.

SEM ATAQUES – No debate do SBT/MS, o candidato Marcelo Bluma (PV) acusou Marquinhos Trad (PSD) de proteger André Puccinelli (PMDB), ao ser contra autorização para investigar o ex-governador. Trad respondeu dizendo que foi ao debate para expor propostas.

EFEITO DA CASCATA – Subproduto da televisão, Celso Russomano, líder de pesquisas em São Paulo, despencou da folgada posição após debates na TV. O papel de Robin Hood dos pobres consumidores não apagou ações do moço que o tempo não apaga.

AMANHÃ É O DIA – Final do horário político obrigatório no rádio e na televisão nesta quinta-feira (29). A tal campanha limpa conseguiu objetivos de preservação do meio ambiente e conservação de mandatos de privilegiados candidatos que já detêm postos eletivos. Poucos novatos surgirão.

SÉTIMO DIA – Marco Antonio Silvestre recebeu merecidas homenagens de emissoras de rádio e televisão locais. Será lembrado pela competência e amor à profissão que abraçou e desempenhou com a maior honestidade. Foi e está em paz com as bênçãos de N.S. do Perpétuo Socorro, sempre idolatrada por ele.

CARTA A ELLEN – Notas da coluna são baseadas em constatações pessoais e sobre reações de pessoas próximas assistindo ao ‘Cidade Alerta’ local, pela Rede MS. Aqui, opinião do publicitário que sou; toda atração jornalística é, antes de tudo um produto. Bem trabalhada em sua ‘embalagem’ ela é capaz de trazer dividendos de audiência e de comercialização para a emissora. Em resumo é isso.

DOSE PRA LEÃO – Matar um leão a cada edição não é fácil. Esta coluna é totalmente opinativa, na visão de um reles telespectador que se arvora o direito de se expressar. Quando o que escrevo ‘não seja bem assim’, mantenho espaço para a outra parte se pronunciar. Ponderações terão especial atenção e correspondente destaque aqui. Respeitoso abraço.

É A CARA – Gilberto Fonseca é um terapeuta de competência e caráter duvidosos. Após incidente com paciente famoso, se vê obrigado a administrar a repercussão negativa do caso, Neste momento, surge em seu consultório, Vera Fischer, que insiste em ser atendida. Enredo de ‘Ela é o Cara’, com Vera Fischer e Edson Fieschi, sábado e domingo, no Teatro Glauce Rocha. Promoção Jamelão e Pedro Silva.

Caso da primeira-dama hackeada passou batido
EMPODERADO II – Talmir Nolasco, outro personagem histórico do rádio de MS, ‘deu um tempo’ aos microfones. Depois de atuar na campanha eleitoral do PS...
Rádio local disputa espaço com futebol na TV fechada
EMPODERADO – Personagem da história do rádio sul-mato-grossense, Nivaldo Mota atualmente dedica o talento em outras ondas. Em tempo real, entrevista ...
TV e federação também bagunçam o futebol local
ISTO É PLANEJAMENTO – Cronista esportivo informa a próxima rodada do campeonato sul-mato-grossense de futebol: “...caso não haja alterações durante a...
Nas rádios, só 'programação sertaneja' parece obrigatória
VOCÊ SABIA? – Através do convênio MEC-Abert é estabelecido o tempo de veiculação de conteúdo educativo obrigatório na programação das emissoras. Segu...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions