A notícia da terra a um clique de você.
 
31/03/2014 08:05

Copagaz prossegue na luta por separadora de gás em MS

Mário Sérgio Lorenzetto
Copagaz prossegue na luta por separadora de gás em MS

A Copagaz continua lutando por sua separadora no Mato Grosso do Sul

Veja Mais
Prefeituras iniciam decretos de calamidade financeira
O ronco da barriga é o fator decisivo

A Copagaz é a principal empresa do grupo Zarhan e tem 8% do segmento de distribuição de GLP no Brasil. Em 2013, a empresa cresceu 5%, enquanto a economia do país não alcançou 3%. A Copagaz que nasceu em Campo Grande, começou distribuindo uma tonelada de GLP por dia. Em 1961, já na cidade de São Paulo, montou sua primeira engarrafadora e, em 6 meses, o volume da distribuição passou de 30 para 800 toneladas mensais. Hoje, são 50 mil toneladas ao mês. E 15 filiais, de Fortaleza a Porto Alegre.

Para transportar o gás a granel, a Copagaz terceiriza o cavalo mecânico para tracionar 130 carretas-tanque, 362 caminhões leves e trucados, também terceirizados, que distribuem os botijões domésticos para a rede de 3 mil representantes. Outros 124 caminhões para abastecimento de GLP a granel completam essa enorme frota de caminhões. Outros 250 veículos leves para uso de supervisores em visitas a redes de concessionários compõem a frota.

Copagaz prossegue na luta por separadora de gás em MS

A Copagaz tem três mil representantes, 1,4 mil colaboradores

E está presente em 20 Estados por meio de suas 14 engarrafadoras. A logística representa cerca de 25% dos custos dos distribuidores de GLP. Em cinco anos, a alta com as despesas com o transporte do gás aumentou 40%.

Um antigo pleito da Copagaz é a construção de uma separadora no Mato Grosso do Sul, abastecido pelo gás procedente da Bolívia. Chegando deste país in natura, via gasoduto, o insumo tem misturadas às matérias-primas do GLP – propano e butano – 8% de partículas de amônia e uréia, que seriam devidamente separadas pelo equipamento. No Brasil, segundo a Copagaz, há 42 separadoras, porém nenhuma no Centro-Oeste.

Copagaz prossegue na luta por separadora de gás em MS
Copagaz prossegue na luta por separadora de gás em MS

Ministério do Trabalho pisa na bola restringindo trabalho aos domingos

O TEM (Ministério do Trabalho e Emprego) publicou portaria definindo que os empregadores que tiverem mais de uma irregularidade registrada sobre jornada de trabalho, saúde ou segurança, nos últimos cinco anos, estarão automaticamente proibidos de funcionar nesses dias, ainda que isso seja essencial para suas atividades.

A finalidade de defender os trabalhadores parece ser nobre, mas o Ministério do Trabalho esquece que hospitais, empresas de telefonia e hotéis não podem parar sem causar enormes danos à população.

As novas condições preocupam a todos – empresários e trabalhadores – pois nos últimos cinco anos mais de 300 mil empresas foram autuadas e, portanto, já estariam impedidas de exercer suas atividades a partir deste domingo.

A lista de empresas que fecharão é imensa, desde fábrica de tomates que apodrecem, empresas de ônibus, aviões e trens que deixarão de ter manutenção que é feita aos domingos, até os supermercados e praças de alimentação dos shoppings.

Até a publicação dessa Portaria, para se obter autorização do Ministério do Trabalho, era preciso apenas a concordância dos empregados e do sindicato dos trabalhadores que os representassem. Esse poder de negociação caiu por terra o que vem revoltando os sindicatos. Espera-se por uma rápida revogação da boa intenção que saiu pela culatra.

Copagaz prossegue na luta por separadora de gás em MS
Copagaz prossegue na luta por separadora de gás em MS

Cosméticos e tratamentos médicos não conseguem acabar com a celulite

Economize dinheiro. Desde os anos 1960, a TV, o rádio e as revistas nos ensinaram que não há nada mais feio do que celulite no corpo de uma mulher. E, cada vez que isso acontece, a mídia nos alimenta com muitos mitos sobre celulite. O primeiro mito é que celulite é algo anormal e que, portanto, deveria ser removido. O segundo, que celulite é causada por má circulação ou vasos linfáticos entupidos. O terceiro é que, se você emagrecer o suficiente, a celulite desaparecerá. E o quarto mito é aquele que diz que descobriram um produto revolucionário que vai acabar com ela.

Todos nós carregamos uma porcentagem de gordura nos nossos corpos: mais ou menos entre 15% e 25% para homens e entre 20% e 33% para mulheres. Os números são claros – as mulheres tendem a ter mais gordura. Isso é gordura armazenada em células próprias. Milhões de células de gordura estão localizadas lado a lado em nosso corpo, como um mar de macias bolas de manteiga. A gordura no seu corpo, assim como a manteiga, não tem uma estrutura muito bem definida, então é necessário que existam umas faixas de fibra no meio de tanta gordura, para segurar tudo junto. Às vezes, há tanta fibra no meio do mar de gordura que ela transforma superfície de gordura em pequenos lagos ondulados – as ondulações da celulite.

Copagaz prossegue na luta por separadora de gás em MS

Celulite é isso – gordura espalhada irregularmente, armazenada em pequenas bolsas

Não têm nada a ver com vasos linfáticos entupidos, toxinas ou má circulação. É normal. Difícil de admitir, mas é normal. A grande maioria das mulheres tem celulite. Ela está em 70% a 80% das mulheres. Inclusive nas muito magrinhas. Já que a maioria das mulheres tem celulite, isso a transforma em um grande nicho do mercado – o sonho de qualquer marqueteiro. Algo como cabelo para os homens carecas.

Cremes anticelulite prometem transformar uma pele cheia de ondulações – que se parece com uma ricota – em pele lisinha. É a construção de um mito. Esses cremes quase sempre têm ao menos um dos seguintes ingredientes “mágicos” – cafeína, que é um diurético, dimetilaminoetanol, um antioxidante ou aminofilina e tretinoína. O European Journal of Dermatology – uma publicação científica – revisou 32 cremes anticelulite. Foram encontrados 263 ingredientes, fora os quatro citados, nesses 32 cremes. Era como se as fábricas estivessem chutando, adicionando ingredientes aleatórios sem comprovação.

Copagaz prossegue na luta por separadora de gás em MS

Para a maioria dos dermatologistas, não funciona mesmo!

A imensa maioria dos dermatologistas concorda em uma coisa sobre esses cremes – eles não fazem a celulite desaparecer. O único ingrediente que tem mostrado algum resultado, em poucas pessoas, é a tretinoína. Ela consegue penetrar na pele e, assim, melhora a circulação do sangue na derme aumentando a produção de colágeno e a reciclagem das células na epiderme. Isto é, a tretinoína produz novas células de pele. De uma forma mais compreensível – ela deixa a camada externa da pele mais grossa. A celulite fica mais difícil de ser observada. É como jogar uma toalha sobre o chão irregular, fica parecendo que não é tão irregular.

Mas o verdadeiro efeito da tretinoína é muito pequeno sobre a celulite e só vale para poucas pessoas. Há um tratamento que realmente funciona – lipoaspiração, ou seja, a retirada das células de gordura. No entanto, as células remanescentes podem crescer mais para compensar a ausência das outras, e você voltará a ter a mesma aparência de antes da cirurgia.

Uma pesquisa que discutia celulite e os efeitos da tretinoína foi publicada no American Journal of Clinical Dermatology – outra publicação científica. O estudo concluiu que: “muitos cosméticos populares e tratamentos médicos apresentam pouco efeito para melhorar a celulite e certamente nenhum deles faz com que ela desapareça”. Economize seu dinheiro.

Copagaz prossegue na luta por separadora de gás em MS



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.