A notícia da terra a um clique de você.
 
09/06/2016 08:09

Descoberto tratamento eficaz para Síndrome de Down

Mário Sérgio Lorenzetto
Descoberto tratamento eficaz para Síndrome de Down

Síndrome de Down não tem cura. Esse era o dogma da ciência até ontem. Caiu por terra e o tratamento é barato. Acaba de ser publicado na prestigiosa revista de medicina TheLancetNeurology. Os cientistas do Centro de Regulação Genômica de Barcelona descobriram que um gene, denominado GYDRK1A determina o excesso de produção de proteínas associadas a alterações cognitivas. O tratamento pesquisado foi com um composto de chá verde, a epigalocatequina galato, que recoloca as proteínas em níveis normais.

Veja Mais
Diga sim à vida. O aborto é inaceitável
EUA: a homeopatia terá de informar que não funciona

O ensaio realizado pelos espanhóis foi com 84 pessoas com Síndrome de Down entre 16 e 34 anos. Os cientistas reconhecem que as mudanças não são fundamentais, mas todos tiveram uma melhora moderada na memorização em curto prazo e na capacidade de organizar-se para a vida diária. Também foi inibida a impulsividade dos pacientes. As imagens dos cérebros mostraram mudanças no córtex relacionadas com essas melhorias. Os cientistas advertem que na Espanha, devido à informação boca a boca, já há algumas famílias administrando chá verde para pacientes por conta própria mas desaconselham essa prática para menores de 16 anos. Para eles parece que o tratamento não surtiu efeito e não se sabe se ocorreria algum efeito secundário pernicioso.

Descoberto tratamento eficaz para Síndrome de Down

A vida da mulher que doou as células HeLa, que mudaram a história da medicina moderna.

Em 1951, uma mulher faleceu em Baltimore, nos Estados Unidos. Seu nome era Henrietta Lacks. Era analfabeta e descendente de escravos. Morreu de câncer no colo do útero. Um médico, George Otto Gey colheu um pouco das células de Henrietta Lacks antes de sua morte. Essas células transformaram a medicina moderna e foram denominadas HeLa, em homenagem à doadora. A história é pouco conhecida, mas foram essas células que elegeram presidentes de alguns países. Elas eram tão importantes que estiveram envolvidas na Guerra Fria pois os cientistas daquela época acreditavam que nelas estivessem os segredos da derrota da morte, a vida eterna.

Nem tanto, mas foram essas células as responsáveis pelo sucesso da vacina da poliomielite, para quase toda as pesquisas sobre o câncer, como também para as pesquisas da AIDS, para pesquisar os efeitos da radiação, as HeLa também são utilizadas para pesquisas sobre substancias e alimentos que nos são tóxicos, o mapeamento de genes e mais de 60 mil pesquisas.

Mas Henrietta nunca soube de sua imensa importância. Cuidou de seus quatro filhos e continuou trabalhando em plantações de tabaco até morrer. Até hoje, cientistas já cultivaram mais de 50.000 toneladas das células de Henrietta. Sem sua permissão ou de seus filhos. Imensas fortunas foram criadas com as vendas de suas células. Mais de 10.000 patentes estão diretamente vinculadas às HeLa. Mas a história da família Lacks é outra. Duas décadas depois do falecimento de Henrietta, cientistas do Hospital Johns Hopkins, onde colheram as células de Henriettta, contataram seus filhos para extrair novas amostras de células. Henrietta e seus filhos possibilitaram aos cientistas e à indústria farmacêutica ganhos biliardários e viveram sempre na maior pobreza. Ainda hoje não conseguem pagar nem mesmo um plano de saúde. A injustiça campeia em todo o mundo.

Descoberto tratamento eficaz para Síndrome de Down

A união dos varejistas contra os shoppings.

Está nascendo uma nova entidade do alto varejo brasileiro. A crise é a parteira de novas ideias e ações. O varejo recuou 4,3% no ano passado. Gigantes como Leroy Merlin, Stroke, Any Any, Hope, Dax e Pollini estão se reunindo frequentemente em São Paulo e trocando incessantes informações via WhatsApp. Discutem as negociações que têm com os shoppings, trocam informações sobre os preços dos aluguéis, identificam os melhores centros de compra e tentam definir estratégias conjuntas. Os proprietários dos shoppings não são convidados e não entram no grupo de jeito nenhum. A união dos lojistas é saudável, mas será a melhor alternativa agir contra os shoppings?

Descoberto tratamento eficaz para Síndrome de Down

Crise determina melhoria do atendimento nas lojas.

A crise econômica produziu um bom efeito colateral: melhorou o atendimento ao cliente nas lojas brasileiras. Existe um ranking mundial onde o Brasil tradicionalmente tem fraco desempenho, o "ranking do sorriso", que abrange 37 países, tem como um de seus critérios principais o atendimento iniciado com um sorriso. O famoso "brasileiro cordial" deve existir em Marte. Até 2014 ocupávamos a penúltima posição no atendimento dos vendedores de lojas, a recessão fez com que atingíssemos 84% de bons atendimentos iniciais.

O primeiro colocado em 2015 foi a Irlanda, 100% dos atendimentos são iniciados com um sorriso. Em seguida vem a Espanha e a Suíça no ranking do sorriso. Os piores atendimentos passaram a ocorrer na Croácia, Macau e Hong Kong.
Ao todo, foram realizadas 22 mil entrevistas no Brasil. A gama de empresas avaliadas na pesquisa "Smiling Report", incluiu lojas, companhias aéreas, bancos e agencias de viagens. No Centro Oeste foram mais de 500 empresas entrevistadas. O medo de perder o emprego e a escassez de clientes determinaram a substancial melhoria.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.