A notícia da terra a um clique de você.
 
04/08/2014 07:50

Fórum do Búfalo patrocinado pelos Correios?Masculinismo tem apoio governamental?

Mário Sérgio Lorenzetto
Fórum do Búfalo patrocinado pelos Correios?Masculinismo tem apoio governamental?

O Fórum do Búfalo é patrocinado pelos Correios? O masculinismo, adversário do feminismo conta com apoio governamental?

Veja Mais
Diga sim à vida. O aborto é inaceitável
EUA: a homeopatia terá de informar que não funciona

Masculinismo. A defesa dos interesses dos homens num mundo que, segundo eles, favorece crescentemente as mulheres. Criaram a Primeira Conferência Internacional sobre as Questões dos Homens, onde o debate foi sobre como as conquistas femininas das últimas décadas tornaram o mundo um lugar mais hostil para os homens e o que eles podem fazer para se proteger do crescente poder feminino.

Várias organizações masculinistas - em claro confronto com as feministas - surgiram pelo mundo. No Brasil, a sucursal da A Voice for Men - Uma Voz para os Homens - e o Fórum Búfalo são as duas maiores organizações até o momento, contam com mais de mil adeptos.

Entre as bandeiras masculinistas há causas que comungam com as feministas – licença paternidade e atribuir aos pais a tutela dos filhos após o divórcio –, mas uma das causas mais caras aos maculinistas é garantir que os homens sejam tratados com justiça nos casos de violência sexual.

Muitas feministas temem que a disseminação do preconceito, promovida pelos masculinistas, passe da esfera virtual para a violência real. No Brasil, o governo estima que 2 mil mulheres sejam mortas por ano por seus companheiros ou ex-companheiros.

Esse debate esta posto e dificilmente terá fim. Estava apenas amortecido pelo avanço das causas feministas. O que causa estranheza é a existência de um post dos Correios na página do Fórum do Búfalo no dia 03 de agosto de 2014 às 11:00 horas. Os Correios estão patrocinando a causa masculinista no Brasil? E seria lógico, diante de tantas demandas, a criação de mais um ministério? O Ministério dos Machos?

Fórum do Búfalo patrocinado pelos Correios?Masculinismo tem apoio governamental?
Fórum do Búfalo patrocinado pelos Correios?Masculinismo tem apoio governamental?

O agronegócio quer ter seu próprio ministro no próximo governo

O agronegócio ganhou tamanha importância no Brasil nos últimos anos que, pela primeira vez, um estudo de suas demandas foi solicitado pelos três principais candidatos à Presidência da República - Dilma, Aécio e Campos. Vinte e três entidades da área participaram da elaboração das propostas. Dentre elas estão a Organização das Cooperativas do Brasil – OCB –, Associação dos Produtores de Soja – Aprosoja Brasil – e a Unica, entidade do setor da cana-de-açúcar. O documento contendo 22 páginas já foi entregue aos candidatos. Propõe entre vários pontos, que a escolha do Ministro da Agricultura se dê após consulta e aprovação por entidades do setor.

Também diz o documento que deverá ser criada uma agência de defesa da agropecuária nos moldes da Receita Federal. Outro pleito é o de ter uma meta anula de 2% do PIB agrícola para investimento em pesquisas e a devolução de impostos embutidos no custo de exportação de produtos agrícolas. O estudo também propõe que o Ministério da Agricultura passe a comandar políticas de preço agrícola, taxas de juros e subvenção ao prêmio do seguro rural também para as áreas agroambiental, de florestas plantadas, água para irrigação, solo e minerais de uso pela agropecuária, que hoje estão no Ministério do Meio Ambiente.

O nome do estudo é pomposo: "Proposta de Plano de Ação aos Presidenciáveis - Setor Privado" e reforça a posição perante temas frequentemente defendidos pelo setor em Brasília, como a aprovação da polêmica proposta de emenda constitucional - PEC 215 - que transfere para o Congresso Nacional a responsabilidade pela demarcação de terras indígenas, hoje sob a responsabilidade do Ministério da Justiça. Também pede celeridade para as concessões de rodovias, ferrovias e portos essenciais para redução do custo logístico.

Fórum do Búfalo patrocinado pelos Correios?Masculinismo tem apoio governamental?

O governo apoia os confinamentos e aprova medidas para elevar a oferta de bovinos

O Conselho Monetário Nacional – CMN – aprovou medidas para estimular o aumento da oferta de bovinos no país. A resolução amplia limites de crédito para o produtor comprar reprodutores e matrizes de bovinos. Também foi criada uma linha exclusiva para a compra de gado e engorda em confinamento. A medida já é válida para 2014. A ideia é aumentar oferta de carne e também contribuir para agregar produtividade e tecnologia à produção. Além disso, o governo quer estimular a criação de matrizes para aliviar a escassez cíclica de carne, provocada pelo abate dos animais reprodutores. A medida nasce com uma disponibilidade de crédito de R$ 5,8 bilhões.

Além disso, o governo federal criou um limite adicional de custeio de até R$ 1 milhão para financiamento de retenção de matrizes bovinas. Nessa modalidade, o prazo de reembolso é de três anos com 24 meses de carência. Para a compra de matrizes e reprodutores bovinos, o limite também é de R$ 1 milhão. A diferença é que o prazo subiu para cinco anos com os mesmos 24 meses de carência. A outra linha, para compra exclusiva de gado para engorda em confinamento o limite é igual, mas o prazo de reembolso é de seis meses.

Fórum do Búfalo patrocinado pelos Correios?Masculinismo tem apoio governamental?
Fórum do Búfalo patrocinado pelos Correios?Masculinismo tem apoio governamental?

O choque de gestão e o movimento Dilmasia

Antonio Augusto Junho Anastasia é o nome do ex-governador tucano de Minas Gerais. Mais conhecido como Anastasia é o pupilo e sucessor de Aécio Neves. Seu governo amargou uma alta de 22,6% nos índices de criminalidade violenta e enfrentou a greve mais longa na educação – os professores mineiros cruzaram os braços por quatro meses. Considerado um quadro técnico nas hostes tucanas. É dele a responsabilidade pela criação da principal peça de campanha de Aécio Neves – o “Choque de Gestão”. Foi o Junho Anastasia quem criou e tentou, com pouco sucesso, colocar em funcionamento o plano vendido como o mais ousado intento de aproximação do modo de administrar órgãos públicos com a administração empresarial.

O discurso, de igualar as administrações – empresarial e governamental, é antigo e não é factível. A Constituição de 1988 ofertou aos servidores públicos dois direitos: a estabilidade e o direito de greve. Essa somatória de direitos não existe em nenhum país do mundo. A imensa maioria dos países concede apenas um deles – existe a estabilidade, mas a greve é proibida ou o inverso. A outra lei de imensa importância na administração pública é a da licitação. Arcaica e frágil, essa lei praticamente obriga todos os governantes a optarem por materiais e serviços de segunda categoria; é a lei que garante o preço mais baixo e a péssima qualidade. Outras tantas diferenças, obrigatórias por força de lei, impedem maiores aproximações entre o ato de administrar uma empresa e um órgão público. As possíveis coincidências entre os dois atos são tênues e na maior parte das vezes – efêmeras. O propalado “Choque de Gestão” é uma peça publicitária importante dos tucanos, mas poucos choques ocorreram nas gestões Aécio Neves e Junho Anastasia. Mas outros tipos de choques caíram no período eleitoral.

O político Aécio Neves teve dificuldades para eleger seu pupilo tecnocrata Junho Anastasia. Aécio foi responsabilizado pela imprensa por organizar o movimento denominado “Dilmasia” conhecido por todos os admiradores do então candidato a presidente da República José Serra. O movimento mineiro Dilmasia fez campanha abertamente pela petista Dilma Roussef para presidente da República e pelo tucano Junho Anastasia para Governador de Minas Gerais. Esse movimento era coordenado por quase uma centena de prefeitos tucanos.

Talvez seja pela confusão de nomes que o Prefeito tucano de Anastacio, no Mato Grosso do Sul, tenha tomado o mesmo rumo de seus colegas mineiros e tenha resolvido dar um “Choque”, passando a apoiar os petistas.

Fórum do Búfalo patrocinado pelos Correios?Masculinismo tem apoio governamental?
Fórum do Búfalo patrocinado pelos Correios?Masculinismo tem apoio governamental?

Os bancos começam a cortejar as mulheres de olho no dinheiro

Existe um alvo na parte de trás dos vestidos das mulheres? A resposta é positiva. O alvo está sendo pintado pelos bancos que atentaram para o fato de as mulheres passaram a ter muito dinheiro e vão ganhar muito mais.

Segundo um estudo feito pelo Centro de Saúde e Filantropia do Boston College, as mulheres vão herdar 70% do dinheiro que será repassado para as duas próximas gerações. E isso exclui os volumes crescentes que elas ganham com esforço próprio.

Os bancos passaram a estudar o comportamento de investimentos das mulheres, na esperança de abocanhar uma parcela maior de seu dinheiro. Eles já descobriram que quando um marido morre, a viúva sempre muda os gestores de seu dinheiro.

As mulheres são conhecidas em alguns círculos de consultoria financeira por fazerem muito mais perguntas que os homens. Isso é bom. Não invista em algo que você não entende. Por outro lado, não é como ir ao ginecologista, não é preciso que os consultores sejam mulheres. O que importa é que seja competente, sincero e bom para aplicar o seu dinheiro. Não acredite em gerente bancário disfarçado de consultor de investimentos, o interesse maior dele não é com seu dinheiro e sim cumprir as metas que os banqueiros lhe determinaram.

Fórum do Búfalo patrocinado pelos Correios?Masculinismo tem apoio governamental?



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.