A notícia da terra a um clique de você.
 
28/04/2015 07:50

O grande segredo descoberto na educação finlandesa: " a escola é dos alunos"

Mário Sérgio Lorenzetto
O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos

Em busca do segredo da educação na Finlândia.

Veja Mais
Descascar mais, desembalar menos
Diga sim à vida. O aborto é inaceitável

A Finlândia, como bem se sabe, é campeã mundial nos testes internacionais de desempenho escolar. Isto é, seus alunos de 15 anos tiveram os melhores resultados nos testes de Matemática, Língua e Ciências - organizados pela OCDE em 2.000, 2.003 e 2.006. Desde então, políticos, educadores, investigadores e jornalistas têm procurado descobrir as razões desse êxito escolar dos jovens finlandeses.

A verdade é que aquilo que se sabe sobre o sistema educativo finlandês parece contrariar o que muitos pensam que contribui para o sucesso escolar e uma melhor educação. De fato, na Finlândia, a escolaridade obrigatória só começa aos 7 anos, existe um professor generalista único para os 6 primeiros anos de escolaridade, as turmas não são particularmente pequenas, os alunos não estão mais horas na escola nem têm menos férias e feriados dos que os brasileiros, não existe inspeção nem avaliação de professores, só existem exames nacionais no final do secundário e ninguém reprova ao longo da escolaridade obrigatória.

Então? Se a escola não começa cedo, se os jovens não ficam mais tempo na escola, se não levam muitos trabalhos para casa e nem têm muitos exames a que se deve que aprendam mais do que os outros? Tranquilidade e bem-estar, a escola-casa : Quase não há barulho sem que se possa dizer que reine o silêncio. Também não há tensões nem stress. Há a preocupação de ter grupos de crianças "geríveis". O refeitório, por exemplo, funciona por turnos. ambém há a preocupação com o aspecto e a estética da escola e das salas de aulas, que por vezes, quase parecem salas de estar de uma residência. Sapatos e botas ficam na entrada para não sujarem o chão. As cortinas, as jarras de flores, os pianos, os quadros e painéis - tudo contribui para a escola ter um ar familiar e caseiro.

Flexibilidade e diversidade, uma rede de apoio extraordinária: Os jovens vão para a escola para aprender - com gosto e com trabalho mas ao nível e ao ritmo de cada um, com as ajudas que se revelarem necessárias. As turmas têm um número diferente de jovens e professores, conforme as necessidades. A turma média têm 29 alunos. Mas existem turmas com apenas oito alunos e dois professores são consideradas difíceis, por exemplo, as turmas de língua finlandesa para os filhos de imigrantes recém-chegados recebem maior atenção. Também é variável o número de professores em sala-de-aula. pode ter só o professor-da-turma, como pode ter outro, denominado professor-tutor e ainda pode ter o professor de ensino especial que acompanha os alunos com necessidades especiais. Então as turma podem ter apenas um professor e um máximo de três professores. Todos muito bem preparados. Mas há um segredo importante: qualquer problema tem resposta imediata. A regra é: não podem existir problemas sem soluções encaminhadas. Como resultado: praticamente não existem reprovações e repetências. As avaliações são objeto de análise com cada aluno mas não são afixadas em um mural ou algo semelhante. As provas de aferição nacionais existem para orientação da escola.

Autonomia orçamentária e pedagógica: o currículo é nacional. Mas há muita autonomia. O orçamento das escolas obedece a critérios transparentes e objetivos que levam em conta o número total de alunos, o número de alunos com necessidades especiais e o de imigrantes. As escolas decidem se querem aumentar ou diminuir o número de alunos por turma e de professores, recorrer ao apoio de outros profissionais tais como psicólogos e assistentes sociais. A responsabilidade pela contratação de professores é local, da escola e há um período probatório de 6 meses. Para além da verba destinada ao pagamento do pessoal, as escolas recebem uma verba importante, entre R$180 mil e R$210 mil por ano destinada a materiais, livros, visitas de estudos, acampamentos...A organização da sala de aula tem a marca de uma pedagogia ativa, caracterizada pela responsabilização de alunos e de professores pela aprendizagem. As avaliações dos alunos e das escolas são feitas para melhorar e não para sancionar.

Professores com excelente preparo e salários medianos: Todos, sem exceção, têm formação superior. Os educadores de alunos das primeiras séries tem, obrigatoriamente, pelo menos um bacharelado (três anos). Os professores dos primeiros seis anos do ensino básico precisam ter mestrado da disciplina que lecionam e mais algum estudo pedagógico. Exige-se muito conhecimento dos professores e os salários são medianos quando comparados com os professores dos outros países europeus. Existe sindicalismo, mas a única interferência é na discussão salarial. Nunca ouviram falar em debates político-partidário dentro da escola.

Sim, há um grande segredo descoberto na educação finlandesa: " a escola é dos alunos".

O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos
O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos

O Congresso abriu sua caixa de Pandora.

Nos últimos meses tornou-se "cool" falar mal da composição do Congresso Nacional, especialmente da Câmara dos Deputados. Mas essa é uma velha e eterna discussão. Deputado Federal bom, só existe no período eleitoral brasileiro. Os especialistas, que acompanham diariamente os trabalhos congressuais vaticinaram - esta é a mais conservadora composição de deputados do período democrático. Muitos já reclamavam antes mesmo dessa avalição. Desde que foi observada a ascendente votação de figuras pitorescas como Marco Feliciano com sua "chapinha cafona" e Jair Bolsonaro, com sua "bancada da bala", uma ode à violência. Nenhuma tragédia grega ou shakespeariana imaginou duas figuras tão patéticas e caricatas como essas.

Prenunciava-se o caos desde as eleições para a composição das mesas diretoras do Congresso. Todos conheciam o resultado de antemão, mas os três ministros da Casa Civil (três figuras saídas de uma revista da Disney) aferraram-se em uma idiotice - bater chapa com o polêmico Eduardo Cunha. O fato é que a Mesa Diretora da Câmara se assemelha à mistura do caos aéreo com um desastre rodoviário, ambos de graves proporções. Nas mãos dos atuais deputados nem o direito ao voto feminino se converteria em realidade.

A composição dos blocos partidários e das comissões é outra tragicomédia. Os épicos DEM, PSC e PSDC passam a ter espaço central nas decisões da Câmara Federal. Para quem temia o famigerado "toma-lá-dá-cá" de praxe, a realidade mostrou ainda mais horrorosa, o Poder Executivo vergou-se, perdeu o comando. A caixa de Pandora da Câmara ainda pode liberar muitos fantasmas assustadores. Para piorar, essa composição de deputados, internamente, tornou-se tão forte que nem as investigações da polícia, no caso Petrolão, os assustam, ou pelo menos ruborizam suas faces.

O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos
O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos

Os agentes dos Correios são os profissionais mais infelizes do Brasil.

Uma empresa especializada na aferição da felicidade no trabalho no Brasil, a Love Mondays, mapeou os cargos os cargos em que as pessoas se consideram mais e menos felizes. Os dados foram apurados entre janeiro e fevereiro de 2015. Entre os motivos para a satisfação estão bons benefícios, aprendizado e crescimento. A insatisfação aparece por causa de baixos salários, falta de equilíbrio e descontentamento com a chefia. Veja as listas.

O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos
O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos
O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos

Trabalhadores brasileiros são comunicativos?

É um clichê antigo: o brasileiro é um povo comunicativo. E ele se repete no trabalho. De acordo com a pesquisa realizada pela i9ação, uma empresa de consultoria, com mais de 30.000 profissionais, 45% deles se encaixam nesse perfil de comportamento. O trabalhador seria comunicativo, mas tem pouca objetividade para tratar dos problemas. "Fala muito". Esse é o brasileiro por excelência. Para eles, é praticamente impossível trabalhar em um ambiente sem contato com os outros e sem troca de informações. Sentem necessidade de verbalizar seus sentimentos, processam melhor os dados por meio das conversas e ficam desmotivados se alguém não presta atenção a suas palavras.

O ponto fraco é ser inconveniente. Nem sempre os colegas estão dispostos a parar de trabalhar para discutir um problema ou simplesmente "bater um papo". O conselho dos especialistas é para os chefes trocarem os e-mails por conversas sempre que possível. Chefe acessível faz o trabalho render no Brasil.

O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos
O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos

Quantas vidas, afinal, podemos ter?

Essa questão pode ser respondida por: "Tantas quantas pudermos ter. Enquanto eles e nós todos que iremos envelhecer tivermos condição de nos transformar, o jogo continua. Mas, sem dúvida, uma hora irá terminar".
Judi Dench no filme "Hotel Marigold 2", encarando a longa idade com grandeza, liberdade e autoconhecimento. Nesse filme a velhice não é encarada de uma forma infantilizada nem trágica ao extremo. Todos usufruem da liberdade natural do fim da vida, mas sem apagar a realidade do que está por vir.

O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos
O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos

A indústria musical continua com trajetória de perdas.

Graças ao desempenho de títulos como "Galinha Pintadinha" - o DVD mais vendido do ano passado - e "Padre Alessandro Campos" - o segundo lugar - as vendas de CD, DVD e Blu-ray contabilizaram crescimento de 5%. Todavia, o setor como um todo (incluindo os produtos digitais) registrou queda de 15% sobre o ano de 2013. A explicação para esses números desconexos está no pequeno consumo de produtos digitais nos segmentos infantil e religioso (é quase exclusiva a vendagem física). Além do religioso e infantil, o desempenho do grupo Malta e de sertanejos como Luan Santana, Gustavo Lima e da dupla César Menotti e Fabiano também contribuiu para as altas vendagens de produtos físicos.

O grande segredo descoberto na educação finlandesa:  a escola é dos alunos



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.