A notícia da terra a um clique de você.
 
27/12/2013 09:28

Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013

Mário Sérgio Lorenzetto
Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013

Patrocínio esportivo no Brasil movimenta R$ 665 milhões

Veja Mais
Prefeituras iniciam decretos de calamidade financeira
O ronco da barriga é o fator decisivo

Foram R$ 665 milhões em 2013. A cifra demonstra que o mercado de patrocínio esportivo brasileiro é rentável, segundo estudo promovido pela Brunoro Sport and Business, divulgado nesta semana. O resultado vem de levantamento em 89 equipes que disputam as quatro principais modalidades de esportes coletivos no país: futebol, futsal, voleibol e o basquetebol. A análise aponta que o Brasil segue a tendência mundial, tendo o esporte como principal impulsão dos investimentos dos patrocinadores. Setenta por cento dos R$ 115 bilhões gastos com patrocínio caem nesses segmentos.

O estudo apontou que no Brasil, o futebol é o principal canal de investimento e fica com uma fatia de 68%. Em segundo lugar está o vôlei (16%), seguido pelo basquete (9%) e futsal (7%). Para o vice-presidente da BSB, Eduardo Rezende, o futebol concentra a maior parte dos recursos por criar um grande elo emocional entre as marcas e o cliente torcedor. E quem mais investe em patrocino esportivo – é isso mesmo – são as instituições públicas. É assim, principalmente, no futsal, basquete e vôlei, onde é percebida maior presença de prefeituras e governos estudais em equipes locais.

Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013
Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013

Termina 30 prazo para planejar despesas que permitem benefícios fiscais no IR

É possível economizar, mesmo quando o assunto é tributo. Por isso, fique atento ao prazo para planejar despesas que permitem benefícios fiscais na declaração do Imposto de Renda Pessoa Física de 2014. O prazo termina em 31 de janeiro, ou seja, já. Entre os pagamentos que permitem benefício está a previdência privada. Entre os planos que oferecem maior facilidade para a dedução está o PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre). É possível deduzir da base de cálculo do IR até o limite de 12% do total de rendimentos do plano considerando os valores pagados em 2013. O valor das contribuições mensais deverá ser informado na ficha "Pagamento e doações efetuados". É preciso ficar atento. O plano VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) não é dedutível para o IR porque não é um plano de previdência privada.

Outros incentivos fiscais também podem ser realizados no mês de dezembro:

• Contribuições efetivamente realizadas em favor de projetos culturais, aprovados na forma da regulamentação do Pronac (Programa Nacional de Apoio à Cultura);

• Investimentos feitos a título de incentivo às atividades audiovisuais (cinema e vídeo);

• Incentivos ao esporte, na forma da Lei nº 11.438/2006.

Doações aos Fundos controlados pelos Conselhos Municipais, Estaduais e Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente podem ser aproveitadas como dedução na DIRPF 2014 – neste caso, o prazo para realização é 30 de abril de 2014.

Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013
Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013

Mudança de data nos cheques: o velho erro se repete sempre e Febraban alerta

É hábito. São 365 dias em um ano e no bissexto 2013, 366, mas é preciso atenção à data dos cheques que vão cair em janeiro. Como todo ano é a mesma coisa, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) reitera que a atenção ao preenchimento a partir de terça-feira (1º). Todos os anos, 1 bilhão de cheques são compensados e, durante o mês de janeiro, as instituições bancárias vão adotar procedimentos de verificação para checar se os mesmos não foram emitidos além do prazo permitido em norma para sua compensação. Para quem ainda não sabia, o é de seis meses.

Além disso, a Febraban aconselha:

Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013
Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013
Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013

Violência atinge 34% das mulheres brasileiras.

O relatório final da CPMI (Comissão Parlamentar Mista da Violência Contra a Mulher) mostra que 34% das brasileiras sofrem algum tipo de violência. O documento sugere uma série de medidas e leis para tentar coibir essa prática, dentre eles está a alteração do Código Penal que seria alterado com uma pena de 12 a 30 de cadeia para o crime de morte contra a mulher praticada por alguém que teve relação íntima com ela. Seria o fim dos denominados “crimes passionais” que colocam o Brasil em sétimo lugar no ranking de homicídios de mulheres num grupo de 84 países.

Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013
Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013

Especializações e MBAs em logística e supplychain

Nos tempos atuais, a realizações de cursos ou pós-graduações pelos profissionais tem sido cada vez mais frequente. Conforme o setor de logística e supplychain – gestão da cadeia de suprimentos – cresce e se especializa a demanda por estes cursos se torna maior. Como consequência, excelentes pós-graduações nos mais variados níveis – especializações, MBAs, mestrados e doutorados – se consolidam em várias regiões do país. Existem cursos em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Dos nove cursos paulistas, dois dos mais concorridos são o da Unicamp que terá início em março com carga de 360 horas e o da FGV (Fundação Getúlio Vargas) que também ocorrerá em março e tem carga de 512 horas. Dos quatro cariocas, os mais requisitados são os da PUC que iniciará em agosto com carga de 360 horas e o da Universidade Federal Fluminense com 360 horas.

Paixão cara: patrocínio com esporte fatura R$ 665 milhões em 2013
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.