A notícia da terra a um clique de você.
 
17/12/2015 10:36

Qual será o próximo episódio do seriado Levy?

Mário Sérgio Lorenzetto
Qual será o próximo episódio do seriado Levy?

Qual será o próximo episódio do seriado Levy?

Veja Mais
O Brasil voltou aos mesmos ideais de 1920
Os governantes que ouvem os cidadãos

Brasília não assiste o "Game of Thrones ou o House of Cards", seriados da TV paga. As crises envolvendo o Ministro Levy se tornaram tão corriqueiras que originaram uma anedota, com fundo de verdade: "O Seriado Levy". Ainda que o "Seriado Lava Jato" detenha a primazia de maior audiência, o protagonizado por Levy é decisivo nas apostas financeiras de banqueiros e empresários. Brasília atende aos dois públicos.

Primeiro episódio: "O segundo vira o primeiro": o economista e engenheiro Joaquim Levy atuou nos governos de FHC (secretário-adjunto no Ministério da Fazenda e economista-chefe no Ministério do Planejamento) e um breve período no governo Lula (secretário do Tesouro Nacional). Saiu de sua rápida passagem com os petistas para o Bradesco, onde era o diretor-superintendente do Bradesco Asset Management, responsável pela gestão dos fundos de investimento do banco. A primeira opção de Dilma para o Ministério da Fazenda era o diretor-presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco. Todavia ele declinou do convite. Trabuco, o primeiro, "empurrou" para a fornalha que crepita em Brasília, Levy, o segundo.

Segundo episódio: "O tiroteio está pesado demais": Levy sentia-se sozinho e isolado, era o único a defender a volta da CPMF. Reclamou a Dilma: "o tiroteio está pesado demais, presidente". Lula discursava por onde passava contra o ajuste fiscal, e era saudado pelos "companheiros" com gritos de "Fora Levy". Em apenas nove meses, Levy passara de todo-poderoso a sobrevivente.

Terceiro episódio: "A carta amorosa-raivosa que não foi entregue": "Pode-se enganar a todos por algum tempo. Pode-se enganar a alguns por todo o tempo. Mas não se pode enganar a todos todo o tempo". Abraham Lincoln saia do túmulo para ditar o início da carta de demissão para o Ministro Levy. Essa era a abertura da carta amorosa-raivosa que Levy entregaria a Dilma. Amores à presidente e raiva dos "companheiros". A carta repetia o que o ministro conversava com amigos há tempos: a missão de formular e apresentar as medidas do ajuste estava finalizada.

Quarto episódio: "Não empresto meu CPF[para picaretagens]": Aloizio Mercadante, quando comandava a Casa Civil apalavrara com o PTB a entrega da Casa da Moeda que fica no Rio de Janeiro. Para o PSD iria as chaves do Banco da Amazônia. Levy se recusava a fazê-las. Repetia a todos os interlocutores: "Não vou emprestar meu CPF para esse tipo de coisa". Os tiroteios subiam das pernas para o pescoço de Levy. Redigiu outra carta de demissão e afirmava: "na primeira sacaneada que me derem, eu entrego a carta de demissão".

Quinto episódio: "O espião da CIA comanda a KGB": um dos principais amigos do ministro Levy, Armínio Fraga (formulador do plano econômico de Aécio), certa feita o descreveu "um quadro da CIA dirigindo a KGB". Levy não tem nada a ver com o governo federal. Eles não só pensam diferente; eles são diferentes". Levy é o perfeito "estranho no ninho". A cada derrota parecia mais fragilizado diante de um governo que hesitava em cortar despesas. Os petistas nunca engoliram seu nome. Levy só se refere a eles como "aquela agremiação". O divórcio nasceu no dia do casamento.

Qual será o próximo episódio do seriado Levy?
Qual será o próximo episódio do seriado Levy?

Chega de política. Queremos festa.

Uma grande festa é a da empresa onde trabalhamos. Ao contrário do que diz a velha esquerda, a classe operária não irá ao paraíso, mas é na festa da empresa que ocorre todo tipo de transgressões. Consentidas ou não, irreverentes ou contraproducentes. É o dia que o mais simples faxineiro faz um chifrinho na cabeça do chefe. O dia em que o moço tímido canta a moça linda e arrogante. Sem fama e sem comercial na televisão, a festa da empresa é ou não é um grande dia?

Como diz o Xico Sá, é aquela animação, aquele queijo coalhado no juízo. A vida assim meio Roberto Carlos, meio Almodóvar, meio Nelson Rodrigues, enfim, a vida simples, brega como é a vida de todos nós, a vida sem mistificação ou assepsia. Alguém querendo bater no chefe que o humilhou o ano todo, o abraça e deseja "um ano sem Dilma de felicidades". Alguém querendo comer a gostosa da empresa, deseja que ela encontre um ótimo marido que ele jamais será. A graduação alcoólica dá o ritmo. Tanto no plano amoroso, quanto no violento ou cordial. Não há inocentes e nem vítimas em uma festa de empresa. O mais tímido dubla um cantor famoso e passa a mão na bunda do chefe, de leve e de raspão, para não chamar a atenção, só para quebrar a hierarquia. É isso, queremos festa, porque de martírio e sofrimento todos estamos com o saco, do tamanho do Papai Noel, cheio.

Qual será o próximo episódio do seriado Levy?
Qual será o próximo episódio do seriado Levy?

Mulheres trabalham cinco horas a mais que os homens por semana.

As mulheres trabalham a mais principalmente por causa da divisão muito desigual das tarefas domésticas. Em pleno século XXI, o IBGE garante que a jornada total das mulheres brasileiras é de 56,3 horas, sendo 35,5 horas no trabalho principal e 21,2 horas em afazeres domésticos. Para os homens, a carga de trabalho semanal é de 51,3 horas, divididas em 41,6 dedicadas a trabalhos remunerados e dez horas ao trabalho doméstico. Para piorar, a quantidade de horas dedicadas pelos homens ao trabalho doméstico não se altera há dez anos.

Qual será o próximo episódio do seriado Levy?
Qual será o próximo episódio do seriado Levy?

Funcionário público ganha quase o dobro do que um trabalhador carteira assinada.

A diferença entre os salários no setor público e privado tem aumentado de forma constante desde 2001.Até o fim do governo FHC, os salários do funcionalismo público estavam defasados em razão da política de contenção das despesas correntes. Em 2001, a remuneração média do trabalhador com carteira assinada valia 64% do que um servidor público recebia. Piorou bastante, agora vale 57% de acordo com o IBGE. Desta forma, na média, o setor público caminha, a passos largos, para pagar o dobro do que a remuneração média do setor privado. Os reajustes salariais foram mais generosos com os funcionários públicos. Estiveram muitos anos bem acima da inflação.

Qual será o próximo episódio do seriado Levy?
Qual será o próximo episódio do seriado Levy?

As profissões mais estressantes do mundo.

Profissões que lidam com emergência, segurança e saúde são as que geram mais stress em quem as pratica. Essa é a conclusão do estudo que analisou 27 profissões conduzidas pelo Bureau of Labor Statistics. Algumas profissões, como a de bailarinos e dos assistentes sociais, surpreenderam os estudiosos.

Qual será o próximo episódio do seriado Levy?
Qual será o próximo episódio do seriado Levy?



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.