A notícia da terra a um clique de você.
 
10/09/2015 07:29

Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil

Mário Sérgio Lorenzetto
Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil

Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil.

Veja Mais
Descascar mais, desembalar menos
Diga sim à vida. O aborto é inaceitável

Segundo a consultoria Informa Economics FNP, de São Paulo, desde 2013, as terras que tiveram maior valorização no Pantanal foram as da região de Aquidauana, em cerca de 65%. Atualmente, um hectare pode valer até R$10 mil, cotação semelhante a da outra fronteira agrícola que vem mantendo alta dinâmica - a do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). No pantanal ocorreu uma forte valorização das terras produtivas não alagáveis, sobretudo as para produção de grãos. Não é à toa que o Banco Pactual em parceria com um fundo de Dubai está plantando 40 mil hectares de soja em sua fazenda situada em Miranda. Mas a valorização de terras atingiu até mesmo as terras inundáveis. Terras que eram vendidas a R$ 600 o hectare, hoje saem pelo dobro. Para o lado da bovinocultura começam a aparecer os primeiros sinais de melhoras significativas visando uma pecuária mais tecnológica.

Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil
Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil

Palavra de milionários: as padarias estão sofrendo menos com a crise.

Dois dos maiores milionários brasileiros, Jorge Paulo Lemann e Abílio Diniz, acabam de comprar uma rede tradicional de padarias paulistana. A sociedade dos dois e o setor de negócios onde foram se meter, despertou atenção. Por que dois bilionários investiram em um setor pulverizado, em sua quase totalidade de administração familiar? A resposta é clara: as padarias estão sofrendo menos com a crise.

Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil
Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil

Tudo acaba em pizza. As "redondas" não sabem onde há crise.

Ruim para alguns, o cenário de crise também significa oportunidades para quem tem bala na agulha. A julgar pelas expectativas do setor de pizzas, o Brasil está com economia em alta, a projeção para este ano é de crescimento de 23% nas vendas das "redondas". Com vendas de R$ 580 milhões, as pizzarias representam mais de 4% do mercado de franquias de alimentos, que movimentaram R$ 13,6 bilhões no ano passado. O brasileiro só perde para o canadense no consumo de pizzas, a média de consumo é de 12 pizzas por ano para cada pessoa. Há outra característica típica do consumidor brasileiro de pizzas - os pedidos são feitos, quase na totalidade, apenas à noite.

Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil
Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil

O escambo retornou ao campo.

Os grandes e médios agricultores chamam de "barter" (permuta, em inglês), mas nada mais é que o velho escambo. A troca de uma mercadoria por outra sem a intermediação do dinheiro. Essa era uma prática comum nos negócios feitos no campo e hibernou por longos 10 anos de fartura do dinheiro. Está voltando com força. Os principais negócios que retornaram são a troca de sacos de soja por maquinários. A dificuldade para comprar dinheiro nos bancos - crédito bancário - está sendo determinante. Os juros tornaram-se proibitivos, são para "inglês ver", propícios aos investimentos dos mega-jogadores de investimentos bancários e impeditivos para os agricultores. Nem todos têm a felicidade de conseguir superar o matagal do dinheiro barato dos bancos oficiais que está cada vez mais burocratizado.

A principal linha de financiamento de máquinas agrícolas, o Programa de Sustentação do Investimento (PSI), do BNDES, teve uma queda de 37% no volume de dinheiro a ser vendido! saiu de R$80 bilhões no ano passado para R$50 bilhões em 2015.

Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil
Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil

Depressão pós-férias? Comece já a planejar uma nova viagem.

Sono, tristeza, desânimo, falta de interesse e capacidade de se focar. É uma espécie de "jet lag". A depressão pós-férias é uma realidade. Mas há formas de combatê-la. Não é fita e não é só nostalgia. Há realmente uma mudança no estado de espírito quando se volta ao trabalho ou aos estudos. E tem razão de ser. Há a clara perspectiva de longos meses sem um verdadeiro período de descanso. Os fins de semana não dão nem para aquecer. É difícil de encarar especialmente quando retornou de um lugar paradisíaco. Todos nós tendemos a recordar as coisas melhor do que foram de fato. Planeje uma nova viagem e comece o aquecimento de boas férias.

Terras produtivas do pantanal são a fronteira agrícola mais dinâmica do Brasil



Shhh, fale baixo, Sr. Mário, senão o pantanal vai tirar "terra indígena" também...
 
Dean_Winchester em 11/09/2015 07:52:29
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.