A notícia da terra a um clique de você.
 
14/03/2015 07:03

Um domingo para demonstrar a profunda decepção por conta de tudo o que o PT fez

Mário Sérgio Lorenzetto
Um domingo para demonstrar a profunda decepção por conta de tudo o que o PT fez

Que domingo é esse?

Veja Mais
EUA: a homeopatia terá de informar que não funciona
Novo aparelho promete deixar a nicotina e eliminar as toxinas

Será um domingo em que uma parcela da população, seja qual for o tamanho, demonstrará uma profunda decepção por conta de tudo o que o PT sempre representou no imaginário do eleitor. Ele era um exemplo, mesmo que falso, dentro do sistema representativo. Quando se criticava a falta de fidelidade partidária, a exceção era o PT. Havia denúncia de corrupção em algum governo, da pequena cidade a Brasília? Lá estava o PT vocalizando a insatisfação da sociedade. Mas isso mudou. Desde o escândalo do mensalão, o partido foi se tornando cada vez mais parecido com os outros. Até conseguir superá-los em ruindade. Hoje, é visto como pior que todos os demais. As vitórias na eleição presidencial e em alguns estados amenizaram o prejuízo. Todavia, desde dezembro, com os primeiros anúncios do arrocho, apelidado de ajuste, o desajuste político cresce a cada dia. Culminando com o desastre na eleição da presidência da Câmara de Deputados.

Um domingo para demonstrar a profunda decepção por conta de tudo o que o PT fez
Um domingo para demonstrar a profunda decepção por conta de tudo o que o PT fez

A oposição só joga para a plateia

E a oposição? A oposição no Brasil se tornou uma vergonha. Em vez de defender propostas e programas, prefere jogos para a plateia. Basta um exemplo, para desmoralizá-la: as mudanças no seguro-desemprego anunciadas pelo Ministro da Fazenda. Qual seria o comportamento correto do PSDB e de seus aliados? Dizer que essa era uma ideia deles e que o PT mostrava ao país que os tucanos e suas aves menores de acompanhantes estavam certos. Mas o que estamos vendo? O PSDB fazendo a mesma encenação do PT porém no sentido contrário, era a favor de mudanças drásticas durante a campanha e agora assume um discurso que não convence ninguém em defesa do seguro-desemprego. A oposição padece de síndrome udenista. Só consegue se mover na maré das denúncias de corrupção (e ela está no bolo dos denunciados).

Um domingo para demonstrar a profunda decepção por conta de tudo o que o PT fez

O domingo é hoje e todos os dias

Não há debate político no país há muito tempo. Não sabemos quais as ideias da oposição para a economia, para a política externa ou para os programas sociais. O Brasil se modernizou em quase todas as áreas, menos nos costumes políticos. Isso gerou um abismo que afasta o cidadão dos políticos, dos partidos, do Congresso, de qualquer coisa que o remeta à política. Isso é ruim para a democracia.

O domingo será de festa. Com uma só pessoa ou com milhões. Pouco importa, porque as redes sociais já destilaram todo o veneno existente, todo o clima de insatisfação. Será mais uma data que a população demonstrará sua profunda decepção com o PT, mas também com seus opositores. A diferença está apenas na intensidade. Petista que for às ruas no domingo colocará sua pele em risco. Político com mandato de oposição que for às ruas será recebido com um grunhido de mal humor.

Um domingo para demonstrar a profunda decepção por conta de tudo o que o PT fez



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.