A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


29/07/2013 08:10

Defina seus objetivos e metas de curto, médio e longo prazo

Emanuel Gutierrez Steffen (*)

Caros leitores. Hoje vamos dar continuidade à introdução aos primeiros passos no processo de investimento. Vimos anteriormente que a primeira decisão quando se trata de investimentos, é definir qual o seu perfil de investidor. Feito isto, você já consegue se identificar com um perfil mais moderado, conservador, ou agressivo. Agora é o momento de planejar, de definir o “porque” de todo o esforço que se inicia. Vamos seguir então:

Veja Mais
Como os atletas perdem milhões
Qual é a melhor hora para comprar?

Podemos definir poupar como a escolha consciente de abrir mão do consumo presente para consumir no tempo futuro. Ora, ninguém faz tamanho sacrifício a troco de nada - afinal somos bombardeados por ordens de compra todos os dias e o dia todo seja na televisão, no rádio, na rua, no celular e etc. - Então depois de reservar uma parte de seu orçamento para investimentos, e conseguir identificar seu perfil em relação ao risco, agora é o momento de definir qual a “razão de tudo isso”, ou seja, qual o objetivo deste investimento.

Comece pensado em sua vida, como ou aonde você deseja estar daqui á 1 ano, daqui á 5 anos, e daqui 10, 20, ou 50 anos. Pense, sonhe, idealize. Talvez em um ano você deseje estar exercendo aquele cargo tão desejado desde os tempos da faculdade. Ou talvez você queira conhecer o exterior, e aproveitar para estudar um novo idioma. Talvez, a troca do carro, a compra da casa própria, a compra de uma casa maior, o casamento, os filhos, cursos, enfim.

Em todo esse processo de sonhos e idealizações devemos ter a cautela de deixar a mente livre, mas também de manter os pés nos chão quanto à realidade desses sonhos. Certifique-se de que seus sonhos sejam prováveis, factíveis, mensuráveis, e que possam ser alcançados dentro de um determinado período de tempo. Fazendo isso você estará transformando sonhos em objetivos, e após analisar o que é necessário para torná-los realidade poderá dividi-los em objetivos menores, chamados de metas.

O exercício de aprender á definir suas prioridades, suas aspirações e seus objetivos de vida, auxilia não apenas o seu planejamento financeiro pessoal, mas principalmente, traz benefícios em todas as outras áreas de sua vida, pois permite que você análise qual o seu desempenho ao longo do tempo. Definindo metas, prazos, e planos, você vai poder observar também, como vem crescendo e conquistando sucesso em sua vida, ou ao contrário, lhe permitirá ver em que você tem falhado, e assim definir quais as soluções necessárias para superar esta situação.

Mas o que tudo isso tem haver com investimentos? - pergunta o leitor - Tudo! Somente sabendo onde se está e para onde se deseja chegar, fica mais fácil escolher qual o veículo mais adequado para á jornada. E é exatamente isso que os produtos de investimentos são: veículos capazes de te levar de um estado atual a um estado desejado no futuro.

Sua idade atual, seu horizonte de investimento (tempo que pretende recuperar o capital), a quantidade de capital disponível, e o prazo de aplicação também determinaram qual o “veículo/produto” de investimento mais indicado para cada um dos seus objetivos. Mas isto veremos mais adiante, quando tratarmos dos veículos especificamente.

Então, o que você achou deste artigo? Comente, envie suas sugestões, deixe sua contribuição para que também sirva de aprendizado a outros.

Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

(*) Emanuel Gutierrez SteffenCriador do Blog www.manualdeinvestimentos.com - Cursou Gestão Financeira na Universidade Católica Dom Bosco, Administração na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. É habilitado pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais) com as Certificações Profissionais Série - 20 e Série - 10.

Como os atletas perdem milhões
Recentemente, um amigo me enviou um artigo de revista que continha alguns exemplos divertidos dos gastos fora de controle de atletas profissionais. C...
Qual é a melhor hora para comprar?
Quando fui convidado a escrever este artigo para o Dinheirama, pelo Renato De Vuono, encarei isso como um grande desafio. Intuitivamente, e para ser ...
Analfabetismo financeiro em alta na era da informação
Vamos fazer uma viagem ao passado? Anos 70, que tal? Neil Armstrong chegará à Lua.“Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”....
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?
Semana começando! E essa, em especial, após a “black friday”! E aí? Rolando uma “black ressaca” financeira, ou você conseguiu controlar esses instint...



Abrir mão do consumo presente para consumir no futuro! boa!! Vlw a dica!
 
Hendor Felipe em 29/07/2013 15:09:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions