A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


23/09/2015 10:01

Dólar ultrapassa R$ 4. O que isso impactará em sua vida?

Por Emanuel Gutierrez Steffen (*)

Como esperado, o dólar atingiuontem, terça-feira (22/09), seu maior valor histórico em relação ao Real, ultrapassando o valor de R$ 4 e fechando o dia em R$ 4,05. A maioria dos analistas atribui o movimento do câmbio às incertezas em relação à elevação dos juros nos EUA e a grande desconfiança de que o governo brasileiro não tenha condições políticas de aprovar os ajustes necessários para a economia.Os desdobramentos para a vida das pessoas são grandes, afinal o dólar mais caro afeta diretamente o nosso poder de compra. Em diversos produtos, a elevação de preço é quase que imediata: o melhor exemplo disso pode ser observado no preço do trigo, presente na mesa de todos os brasileiros em diversos produtos como o tradicional pãozinho francês.

Veja Mais
Analfabetismo financeiro segue alto na era da informação
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?

Atualmente o Brasil produz cerca de 6,5 milhões de toneladas de trigo enquanto o consumo ultrapassa 11 milhões de toneladas, portanto precisa importar o restante para dar conta da demanda. O resultado disso é claro: com o dólar mais alto, o pãozinho com manteiga pesará mais no nosso bolso.A possibilidade de exportar e aproveitar o câmbio mais favorável aos clientes de fora também vai interferir no bolso do brasileiro, que terá menor oferta de muitos produtos; a lei da oferta e demanda não falha nunca.Muita gente está preocupada por conta de viagens ao exterior já programadas. A dica nesse momento é manter a calma e olhar com cuidado para o orçamento para gastar efetivamente aquilo é possível. Não é momento para “chutar o balde”.Se a vigem está marcada para as próximas semanas, é importante se precaver. Câmbio é sempre um tema árido, onde prognósticos são sempre passíveis de erros significativos, ainda assim, a expectativa da maioria dos analistas é de que o dólar ainda deve subir no curto prazo, então comprar o máximo de dólares nesse momento pode ser a melhor alternativa. Já quem tem viagem marcada para prazos maiores, a estratégia de ir comprando dólares aos poucos e fazer um preço médio continua sendo uma boa.

Outro cuidado importante é com a utilização do cartão de crédito internacional. Lembre-se que o valor que será cobrado na fatura não levará em conta a cotação do dólar no momento da compra. “Infelizmente, as instituições financeiras não são obrigadas a detalhar este cálculo e, por isso, optam por não divulgar a fórmula usada para o cálculo da cotação utilizada na fatura do cartão. Em geral, os valores da moeda utilizados para conversão nas faturas se situam entre o dólar comercial e o dólar turismo, tendendo quase sempre para este último”.O ambiente político no país permanecerá conturbado nos próximos meses. A cada dia parece ganhar mais força o movimento de impeachment que poderá resultar na formação de um novo governo.O detalhe que poucos tem percebido é que, com ou sem a presença da atual presidente, muitos problemas precisam ser encarados com seriedade e compromisso, a saber: um forte ajuste fiscal e reformas profundas em diversas áreas. O câmbio continuará volátil nos próximos meses e pouca gente acredita que voltará em algum momento a valores próximos de R$ 2,50 ou algo parecido. Até a próxima!

Fonte: dinheirama.com
Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen, criador do portal www.mayel.com.br

Analfabetismo financeiro segue alto na era da informação
Vamos fazer uma viagem ao passado? Anos 70, que tal? Neil Armstrong chegará à Lua.“Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”....
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?
Semana começando! E essa, em especial, após a “black friday”! E aí? Rolando uma “black ressaca” financeira, ou você conseguiu controlar esses instint...
Não supervalorize coisas
Um experimento social muito famoso, executado em diversos países e no Brasil, relaciona dois grupos de indivíduos: o primeiro grupo ganha um objeto e...
O brasileiro nasce, cresce, põe o nome no Serasa e morre?
A pergunta do título é, na verdade, uma piada (de mau gosto) antiga que circula no Brasil. Com as taxas de juros que praticamos aqui, é muito fácil s...



Bye bye Paraguai, casa China, etc...
 
Max em 25/09/2015 15:14:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions