A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


24/02/2014 08:10

Investidor agressivo ou maluco?

(*) Emanuel Gutierrez Steffen

Já abordamos muitas vezes aqui na coluna a necessidade de identificar qual o seu perfil de investidor antes mesmo de começar a escolher qual o melhor produto financeiro para atingir os seus objetivos. Sendo assim, você já sabe que os perfis de investidores são classificados, de forma simplificada, em três categorias: conservador, moderado e agressivo. Apenas relembrando um pouquinho as características de cada perfil.

Veja Mais
Como os atletas perdem milhões
Qual é a melhor hora para comprar?

O conservador, á grosso modo, é aquele que possui uma tolerância ao risco muito baixa. Conservadores geralmente são pessoas que pretendem proteger o patrimônio já acumulado, ou que estão começando no mundo dos investimentos. Já os moderados são vistos muitas vezes como aqueles “em cima do muro”. Sua carteira de investimento é constituída em sua maior parte por produtos de renda fixa. O moderado busca diversificar suas aplicações em outros produtos de renda variável com o objetivo de auferir retornos maiores ou aproveitar oportunidades conjunturais.

Chegamos agora ao objetivo deste artigo. Descrever a diferença entre o perfil de investidor mais “prestigiado” pela mídia e pelo mercado, o investidor agressivo, dos investidores malucos, ou irresponsáveis. Muita gente gostaria de ser um investidor agressivo, ou seja, aquele que assume riscos maiores e consegue obter ganhos superiores aos outros perfis. De fato, uma postura agressiva pode trazer grandes retornos em espaços de tempo relativamente curtos. Nós podemos reconhecer um verdadeiro investidor agressivo por três características:

1- É um investidor que tem conhecimento de finanças, do mercado, e tem uma estratégia definida sobre como atingir os seus objetivos, e ainda proteger o seu capital;

2- É um investidor que está consciente dos riscos e sabe gerenciá-los.

3- Tem informação. Seja essa informação gerada pelas suas próprias análises, e experiências com o mercado, ou oriunda de canais de comunicação privilegiados.

Ok! Agora vamos á uma verdade para este perfil de investidor. O investidor agressivo que não possua as características citadas, simplesmente não é um investidor agressivo, e sim um maluco. Mas o que é um investidor maluco? Investidores malucos são aqueles que:

- Investem em instrumentos arriscados sem conhecê-los e sem fazerem a “lição de casa” antes, como: controlar o orçamento; disponibilizar parte de seus recursos para investimentos mensalmente; e construir uma reserva financeira para emergências.

- Passam alguns dias em um simulador de investimentos e já se acham capazes de enfrentar o mercado;
- Não têm uma metodologia clara de gestão de riscos.

- Investem em instrumentos arriscados, aquele dinheiro que não podem se dar ao luxo de perder (já que não fizeram a lição de casa antes!);

- Suas informações são baseadas em “dicas fantásticas” das mais diversas fontes, muitas vezes diversas uma da outra.

- Caem em golpes, e promessas de gente que oferece altos retornos em pouco tempo.

E então amigo leitor, compreendeu á diferença? Mais uma vez á Educação financeira é a chave, não assuma riscos que não sejam calculados. Independente de seu perfil tenha sempre uma estratégia para lidar com a incerteza. Não se aventure em produtos que você não conhece, ou que não tenha experiência. Procure se educar, reserve uma parte de seus recursos financeiros, e de seu tempo, para se aprimorar nesta área. Outra sugestão muito válida é procurar ajuda profissional, uma “visão de fora” pode ajudar a dar mais clareza a sua situação e ponderar as opções existentes segundo seu perfil e objetivos. E você leitor? Qual o seu perfil de investidor? Conservador, moderado, agressivo ou maluco? Não se esqueça de comentar. Até a próxima!

Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen– Criador do portal www.manualinvest.com

 

Como os atletas perdem milhões
Recentemente, um amigo me enviou um artigo de revista que continha alguns exemplos divertidos dos gastos fora de controle de atletas profissionais. C...
Qual é a melhor hora para comprar?
Quando fui convidado a escrever este artigo para o Dinheirama, pelo Renato De Vuono, encarei isso como um grande desafio. Intuitivamente, e para ser ...
Analfabetismo financeiro em alta na era da informação
Vamos fazer uma viagem ao passado? Anos 70, que tal? Neil Armstrong chegará à Lua.“Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”....
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?
Semana começando! E essa, em especial, após a “black friday”! E aí? Rolando uma “black ressaca” financeira, ou você conseguiu controlar esses instint...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions