A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


04/05/2012 10:00

Amplavisão

Manoel Afonso

‘É MOLE?’ É coisa do passado exigir do candidato a vereador o preparo técnico, político ou mesmo administrativo. Caso seja eleito, poderá adquirir pacotes de projetos de lei e apresentá-los nas Câmaras com sua paternidade (DNA)

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

GENTE especializada nesta área oferece seus préstimos na internet; de cursos de oratória, postura, programas de gestão e até projetos sobre temas diversos como meio ambiente, ocupação do solo, turismo, segurança e trânsito.

O PESSOAL não brinca. Oferece também discursos personalizados para eventos diversos, inclusive de posse no cargo de vereador. Portanto, convém prestar atenção por aí: o teor do discurso pode ser incompatível com a cultura do orador.

DETALHE Hoje já funcionam empresas especializadas em fornecer ‘dicas’ e modelos de projetos já apresentados em câmaras municipais de grandes capitais. Aí o pessoal faz as adaptações compatíveis à realidade local e ‘manda ver’.

MEMÓRIA Na época da Constituinte, muitas Câmaras compraram modelos da Lei Orgânica e deixaram de fazer as correções necessárias. Resultado: foi um festival de bobagens sem tamanho, inclusive aqui na Capital. Lembra?

PORTANTO não esperem a reedição de um Washington Luiz na câmara de sua cidade. Aliás, certa feita visitei a Câmara de Batatais (SP) que abriga os objetos e documentos dele como presidente daquela Casa. Motivo de orgulho da cidade.

NA INTERNET existe um verdadeiro supermercado de produtos eleitoreiros e grande parte deles é de utilidade duvidosa. Lembram os programas de emagrecimento e aqueles aparelhos de ginástica que você compra e não consegue usá-los.

ALERTA O candidato que se cuide. O eleitor pode estar mais interessado no seu bolso (do candidato) do que nas suas propostas. É que está enraizado no seu subconsciente certos conceitos pecaminosos sobre as reais intenções dos candidatos.

‘ESTRÊLAS’ Cabos eleitorais por idealismo não existem mais. Agora são artigos de luxo, disputados a peso de ouro. Alguns desfilam com notebook contendo lista de eleitores cativos de seus bairros/times/ igreja. Os tempos mudaram.

A INTENÇÃO não visa desestimular os pré-candidatos, mas dar-lhes subsídios para uma melhor reflexão de seus projetos. Candidatura é como casamento; só embarcando para se ter uma avaliação definitiva de como funciona na pratica.

CONCLUSÃO Se esse é seu desejo, tente. Independentemente de resultado ficará a sensação da tentativa de servir, que não se omitiu dando lugar aos oportunistas. E você finalmente saberá qual o seu conceito junto a comunidade.

‘SÓ OS DELES’ Após a CPI dos Correios que pegou Zé Dirceu e Roberto Jefferson, o Palácio do Planalto capricha vergonhosamente para preservar sua ‘turma’ na CPI do Cachoeira. Ora! Corrupção não tem preferência partidária.

A FARRA As fotos e vídeos do governador Sergio Cabral em Paris juntamente com o pessoal da Delta é uma pequena amostra dos ‘novos tempos’. Uma afronta ao povo carioca que vive de sonhos, mas sem remédios e segurança.

UMA FESTA A novidade nestes tempos de PT no poder é justificar o enriquecimento rápido de companheiros através da prestação de ‘consultorias’. A coincidência: os ‘clientes’ são empresas que faturam alto com obras federais.

‘FADAS MADRINHAS’ As empreiteiras sabem onde atuar no cenário político. Injetam dinheiro nas campanhas e depois superfaturam as obras.O pior: ainda sobram dividendos para ‘premiação pessoal’ de alguns políticos.

TARTARUGA Demorou exatos 30 anos para sair a sentença final do caso da reserva indígena na Bahia. Isso é justiça? Imagine você leitor sendo parte num processo assim tão moroso! Mas o desacreditado pessoal de togas segue intocável.

A JUSTIÇA, aos olhos dos critérios internacionais, é item importante na avaliação do real desenvolvimento de um país. Não é só a parte econômica que conta. E neste ponto continuamos sendo motivos de piadas lá fora. Alguma dúvida?

SEM ILUSÕES Não levem a sério aquele discurso de Hilary Clinton dizendo que o Brasil ‘era exemplo de transparência’. Ela apenas jogou pra torcida visando preservar os interesses de ‘Tio Sam’. O discurso era meramente comercial.

TRÊS LAGOAS A pesquisa do IPEMS deverá ser divulgada até a próxima quinta feira. Além do colégio eleitoral e o potencial econômico, há de ser levado em conta o fato de ser a terra de Simone, o que torna a disputa emblemática.

DÚVIDAS Será que antes de assinar os contratos de financiamento da ‘casa própria’ o pessoal anda lendo atentamente as linhas de ‘letras miudinhas’ ? Tem muita pegadinha, como aquelas dos contratos de financiamentos de veículos.

A TENDÊNCIA é que as habitações não estejam prontas no prazo previsto e que o nível das edificações deixem a desejar. Tenho ouvido muitas reclamações neste sentido. O brasileiro se deixa levar pelo emocional e acaba dançando.

MONOPÓLIO O JBS fecha o cerco no MS e logo o pecuarista não terá outras opções para vender o gado. Em alguns casos arrenda o frigorífico, mantendo-o fechado para evitar concorrência. O JBS não virou potência mundial por acaso.

“Esse é um governo que não rouba, não deixa roubar...” (Zé Dirceu)

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



Manoel Afonso, é um deleite ler sua coluna. Cheia de assuntos interessantes e dicas de como fazer um ótimo jornalismo político. Deveriam esses jovens que buscam adentrar nessa área, aprender com você um mago do jornalismo e que dentro de muita humildade não aparece, vive pelos bastidores. Não seria a hora de você, pleitear uma vaga na Câmara de nossa cidade morena? Fica com Deus, estamos contigo!
 
wendestein Magalhães Júnior em 04/05/2012 03:35:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions