A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


18/05/2012 10:55

Amplavisão

Manoel Afonso

PRIORIDADE? Aposto que seu vizinho ainda não escolheu o candidato a vereador. E voce? Pois é! A porta da política contém códigos próprios para permitir ou negar o acesso dos pretendentes ao desejado instrumento de poder.

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

A EFICIÊNCIA com que rejeita gente preparada e bem intencionada, é a mesma que permite o acesso de outros com menos atributos ou abaixo do nível desejado, estendendo-lhes o tapete e soando as trombetas inclusive.

NO IMAGINÁRIO da opinião pública de cada cidade, paira a ideia de que a vereança deva ser exercida pelos personagens eficientes e probos em suas respectivas funções, focando exclusivamente o bem estar da comunidade e ponto final.

NA PRÁTICA infelizmente não é assim. Nem sempre a boa conceituação pessoal vem acompanhada de carisma, liderança e popularidade. E o próprio estigma que domina o atual cenário político acaba afugentando pessoas preparadas.

OS PARTIDOS se veem assim obrigados a focar mais na popularidade dos nomes para viabilizar o fortalecimento da legenda inclusive. É neste vácuo que muitos se elegem, sem ter às vezes a dimensão da responsabilidade do cargo.

EVENTUAL renovação não é garantia absoluta de melhora do nível das Câmaras. Vota-se muito por simpatia pessoal, gratidão, identificação religiosa, troca de favores e pouco por mérito propriamente dito. Afinal, a Suécia não é aqui.

MUDAR os critérios de fixação dos salários nem pensar. Os congressistas têm nos vereadores formidáveis cabos eleitorais. Mas nas pesquisas há muita gente defendendo a gratuidade da vereança em cidades menores. É sonho apenas.

O PLANO O vice de Giroto deverá ser anunciado só ao apagar das luzes do período das convenções entre 10 a 30 de junho. Assim haveria tempo para aparar arestas, atrair alianças e acomodar os candidatos nas eleições proporcionais.

FORTALECIDO Quem foi à Brasília voltou impressionado com a grandiosidade do evento que premiou Nelsinho como vencedor do ‘Prêmio Empreendedor’. O prefeito está com a bola cheia e isso deve repercutir nas eleições.

EXPLICANDO A oposição na capital jamais se juntará contra Giroto. Não é por questão de estratégia, mas por falta de identificação entre os pré-candidatos. É fácil: basta comparar o perfil de cada um deles. Concorda?

O CASO de Azambuja, por exemplo. Como explicaria ao seu eleitor em 2014 o apoio a Vander. O seu eleitor tem ojeriza do PT, jamais iria perdoá-lo por se juntar ao maior adversário em nível nacional. Equivaleria votar em Lula.

QUANTO aos outros candidatos de partidos menores, eles visariam o pleito de 2014 ou garantir poder de barganha. Embora nanicos, preferem voo livre do que a tutela do PT. É o caso do Bluma do PV, em relação ao PT.

‘SABONETE’ “Subir com quem no palanque? André é muito forte e Nelsinho está muito bem.” Assim Dagoberto justificou a desistência de concorrer, apoiando Giroto. A política é ‘dinâmica’; põe ‘bolinha vermelha’ no nariz do eleitor.

CHICO MAIA, está criando uma disputa acirrada entre Delcídio e Moka, jogando um contra o outro. Acredita que com isso antecipe um possível cenário em 2014. Delcídio já percebeu o jogo. Moka ainda se faz de desentendido.

‘ENGRAÇADO’ O BNDES tem 31% do capital social do JBS e a Delta, envolvida em corrupção, detém o filé das obras do PAC. Agora o JBS ‘compra’ a empreiteira e Dilma finge que não viu. Convenhamos: o pessoal do PT é abusado.’

AS EXPLICAÇÕES de ministros e lideranças do Governo afrontam a inteligência e o bom senso. Em nome da ‘governabilidade’ vale tudo. Nunca se arrecadou tanto. Nunca se gastou tanto sem critérios. Uma farra? Eu digo, orgia!

PODE? TCE-MS detectou o gasto em 2.008 de 200 kg de sal, 300 litros de óleo vegetal e 1.300 kg de carne/frango e de sol só na Secretaria de Produção (de festas?) de Rochedo.A punição evita prejuízos e alerta ‘os navegantes’.

LEI DA TRANSPARÊNCIA A burocracia irá matá-la? Aqui não é a Suécia, onde ela existe desde 1.776. Lá, no andar da sala do 1º Ministro há uma sala para qualquer cidadão ler documentos expedidos pela maior autoridade do país.

REVANCHISMO Só os militares mataram? Quantos civis morreram ‘de graça’ nas ações contra a Ditadura? A dor é uma só. A Comissão da Verdade não pode ‘inovar’ em matéria prescricional penal e nem afrontar a Lei da Anistia.

KASSAB dá mau exemplo: doa terreno de R$ 20 milhões do município ao Instituto Lula, incentivando o culto à personalidade, como na Coreia do Norte. Cadê a OAB e o Ministério Público? O povo paulistano pagará essa conta.

SARNEY se apropriou do convento de freiras e fez dele seu memorial. O túmulo já está pronto inclusive. No caso de Lula, pretende-se perpetuá-lo com esse tal instituto. Muita vaidade, muito ódio e nenhum senso crítico. Eta país!

‘CPI-CACHOEIRA’ Saudade da CPI dos Correios, onde Delcídio não fugiu do pau. Agora vimos um acordo para pegar ‘bagrinhos’. Pena: a maioria do eleitorado não tem a leitura desta sacanagem, mas caiu a máscara do ‘grande Vaccarezza’.

“À imprensa cabe vigiar o Estado; nunca o contrário”. (Ministro Ayres Brito)

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



acredito q estas empresas so podem ser de alguem do Governo Federal. Assisti uma entrevista na Band de um dos socios do JBS o Sr Junior e ele disse que comprarar a DELTA mas nao pagaram nada, vão pagar uma porcentagem dos valores q receberao das obras q estao sendo realizadas pela DELTA.
Eu nunca vi alguem vender algo sem um preço pre fixado e nao receber nada no ato do negocio. O rolo existe
 
ronei fuchs em 18/05/2012 07:22:42
Este pais e uma mãe mesmo,como pode tirar a Delta e colocar o socio(JBS) são a mesma coisa,mas tem dinheiro do BNDS,vai ficar tudo em casa mesmo,e povo paga a conta,como sempre.
 
Luiz Borges em 18/05/2012 01:41:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions