A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


28/12/2012 14:23

Banana aos eleitores

Manoel Afonso

BANANA AOS ELEITORES E como fica aquele discurso prometendo defender o município na Câmara? Ora! 28 deputados estão deixando o cargo: viraram prefeitos! Finalmente caiu a máscara: o mandato era mero trampolim político.

Veja Mais
A lealdade de Zé Teixeira e a gratidão do governador
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação

A QUESTÃO Quem garante que um bom legislador possa ser um administrador competente? Lá atrás – o notável Ruy Barbosa - perdeu duas eleições presidenciais porque não convencera de que tinha cacoete de executivo. Sorte nossa.

A OBSESSÃO pela caneta milagrosa é uma febre nacional. A alegação é corrente: no legislativo a competência é limitada, dependente do Executivo. Mas infelizmente o eleitor nem sempre faz a leitura correta da postura do candidato.

PALANQUE Espera-se que os candidatos vencedores a prefeito tenham consciência de que a campanha eleitoral é passado. É hora de se despir da fantasia de paladino e criar ambiente político favorável a solução dos problemas da cidade.

O DISCURSO dos vencedores deve estar acima de suas animosidades, diferenças políticas e vaidades pessoais. A opinião pública costuma fazer rapidamente a leitura e compara o ‘candidato de campanha ao candidato eleito’. Já viu né!

A RECEITA é velha; às vezes ignorada. As soluções não são movidas a base da temida ‘espada do rei Arthur’ e muitos menos com o milagroso ‘pó de pirlim pim pim’. Não há ambiente para ‘ reiventar a roda ou ‘redescobrir a América’.

E MAIS... No jogo democrático os adversários (no caso - perdedores) são necessários. A postura vigilante deles obriga o aprimoramento da conduta do candidato vencedor. Sem eles seria sem graça, como ir ao baile e só dançar com a irmã.

RUY BARBOSA “Que seria, hoje de mim, se o veto dos adversários, me não houvesse poupado a tremendos riscos...Amigos e inimigos estão, amiúde, em posições trocadas. Uns nos querem mal e fazem-nos bem. Outros nos almejam o bem, e nos trazem o mal.”

AINDA... “A caridade com os que nos malquerem, e os que nos malfazem, não é, em larga escala, senão pago dos benefícios, que, mal a seu grado, mas muito deveras, eles nos granjeiam.” (Trechos do seu discurso proferido na USP em 1920)

DICA Prefeito eleito deve ser hábil e menos presunçoso nas relações com a futura Câmara.Tudo dependerá da forma como é encaminhado esse início do precioso relacionamento institucional, ou seja, um casamento de 4 anos.

‘TUDO OU NADA’ Consolidar-se como líder da oposição e levantar a bandeira da moralidade contra os escândalos PT seriam as prioridades de Aécio Neves para 2013. Mas com a popularidade de Dilma e Lula essa seria a saída ideal?

OS TUCANOS já perderam 3 eleições presidenciais não só pela competência dos adversários, mas também pela falta de união entre eles. É preciso que mineiros e paulistas falem a mesma língua, sob pena do PSDB virar pó.

DIVISÃO Há quem defenda o debate da modernidade de gestão, a defesa do Estado mais enxuto, o pacto federativo e as reformas tributária e política. Mas fica a indagação: será que esses temas vão empolgar a opinião pública e o eleitor?

MINEIRICE Tenta-se evitar bater de frente com o Planalto, desviando de temas que fujam de propostas. Essa cautela da oposição mostra a sua consciência do poder de fogo de Dilma, pelo seu governo, aliados e a grande maioria no Congresso.

‘CONTA DE LUZ’ Rende votos porque atinge o bolso do eleitor. A CPI da Enersul em nossa AL trouxe prestígio eleitoral. O deputado Marcos Trad investiu neste filão e se deu muito bem. Mas hoje o problema extrapola divisas: é nacional.

CANETADA Para amainar os estragos do STF (Mensalão) Dilma anunciou corte de 20% na conta de energia já em março de 2013. Assim estimula o consumo, esquecendo-se porém que a economia não aceita ‘aberrações de favor.’

‘DETALHES’ As empresas geradoras – estatais ou não – sentirão os efeitos no caixa para expansão do sistema que já exige mais redes de transmissão. Aqui no MS, por exemplo, vários projetos de pequenas usinas devem ir água abaixo.

LUCRO É a mola propulsora de qualquer atividade econômica. Sem ele a motivação desaparece. Com esse saco de bondades do Planalto, qual empresário investirá no setor energético? Economistas advertem: Dilma deu um tiro no pé!

APAGÕES Imagine eles acontecendo às vésperas da Copa das Confederações e da Copa Mundo! Um escândalo que motivaria a insatisfação popular. Não adianta comida na mesa e o cidadão sem energia no trabalho e na sua casa. O caos!

COMPARANDO Essa lei de afogadilho de Dilma lembra o congelamento de preços de Sarney. Violentar os princípios econômicos é perigoso. No afã da reeleição Dilma pode estar entregando à oposição o discurso que ela tanto precisa.

LIMITES A vontade política não pode ser confundida com a teoria do ‘tudo pode’. Se leis e decretos resolvessem tudo, o Brasil seria uma Suécia tropical, sem mosquito da dengue e corrupção inclusive. Decididamente a 8ª. ‘maravilha do mundo’.

DICAS-2013 Não inveje; esqueça o passado. A vida é curta demais. Não odeie. Desfaça do que não é útil. Não leve a vida muito a sério. Dê boas gargalhadas e cultive amigos. Dinheiro? Junte só o suficiente. Acredite: o melhor ainda está por vir.

“A vida é um palco de teatro que não admite ensaiar” (Charles Chaplim)

A lealdade de Zé Teixeira e a gratidão do governador
‘MÁGICAS’ A diferença entre ‘acórdão’ e ‘acordão’ não é apenas na acentuação. Se o ministro Ricardo Lewandowski inventou que a ex-presidente Dilma Ro...
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions