A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


10/05/2013 15:01

Boi vota ou não vota

Manoel Afonso

REVER conceitos não é incoerência, mas sinal de nova leitura face a realidade que se apresenta. Nesta linha, Leite Schimidt já admite rever a sua conhecida visão de que ‘boi não vota’, sempre citada nas avaliações do nosso quadro eleitoral.

SCHIMIDT admite que se deva levar em conta o impacto, a influência do agronegócio na vida social-economica da zona urbana. Para ele não há como separar o campo da cidade, eterna dependente do sucesso das atividades agropastoris.

CONCLUSÃO Entende Schimidt que o discurso de Azambuja seria compatível com a realidade, habilitando-o assim ao processo sucessório, mesmo porque a democracia enseja a participação de todas representações da sociedade.

FIGUEIRÓ Por conta de novo pedido de licença de Antonio Russo, devido o seu estado de saúde, ele tem garantido por mais 6 meses o exercício do seu mandato. Figueiró tem aproveitado ao máximo para deixar sua marca positiva.

SAÚDE Por causa dela voltamos ao noticiário nacional de forma negativa. A opinião pública tem sua leitura sem retoques. No fundo sabe quem são os culpados, os vampiros de nosso dinheiro. Pergunta-se: alguém irá para a cadeia por isso?

“VALE TUDO” A certeza da impunidade por conta das facilidades da própria justiça e influência política incentivam as praticas. Aliás, no início de seu governo Dilma demitiu ministros por irregularidades graves, mas não puniu os culpados. Lembra?

‘ALERTA GERAL’ A classe política acordou para o problema. Todos correm em direção aos microfones e câmeras para manifestações de conteúdo previsível e homogêneo. Nessas horas alguns tentam reinventar a roda inclusive.

ENQUANTO isso o SUS paga uma titica por consulta e atrasa repasses aos hospitais. A situação anda de um jeito que nem com determinação judicial se consegue internar um paciente. E será que a vinda dos tais 6 mil médicos cubanos resolverá isso?

CUBANOS É jogada de marketing do Governo. Vão topar morar até quando nas currutelas com postos de saúde e hospitais sem estrutura? Essas soluções apressadas, com fins eleitoreiros costumam custar caro. Anote aí: quem viver verá!

‘A FRONTEIRA’ Em outros tempos foi poderosa economicamente, com representação política consistente na Assembleia (Gandi/Goldoni/Monteiro), Câmara (Flávio Derzi) e Senado com Rachidão. Hoje, por motivos diversos, está desamparada.

LIDERANÇAS A busca natural por espaços em partidos diferentes acabaram por enfraquecer vários políticos de relativo potencial. Como se diz: tentaram virar ‘patrões’, líderes deles mesmo e sem estrutura suficiente naufragaram nas urnas.

O FESTIVAL de partidos, ávidos por maior representação, tempo no horário eleitoral e recursos do fundo partidário – foi a causa maior da dispersão de grupos tradicionais e fortes no passado. Aliás, fundar partido/igreja virou ‘empreendimento. ’

CONCLUSÃO: não existem personagens novos no cenário político que representem verdadeiramente as aspirações populares. No fundo, imperam mais as vaidades pessoais do que o desprendimento ou capacidade para o mandato parlamentar.

PERSPECTIVAS São ruins. A proximidade com Dourados (em ascensão) atrapalha, atrai paraquedistas que apostam na divisão das forças. Só um discurso conciliador, mas de forte apelo social, salvaria Ponta Porã e a fronteira por extensão.

ARREMATE Pesa ainda o velho estigma do envolvimento da política com a ilicitude e por consequência com a violência fronteiriça. O fato inibe, assusta e amedronta muitos que teriam condições satisfatórias de representar a região politicamente.

OPINIÃO do ministro Padilha (Saúde): “presidente da Comissão de Assuntos Sociais, Moka deu novo gás ao debate para que o setor receba mais investimentos.” Médico por formação, nosso representante já é visto como “senador da saúde”.

A FAMÍLIA A chamada ‘celula mater’ da nação bastante explorada pelo PSC nos seus filmetes do horário eleitoral na televisão. Ratinho Jr. e seus companheiros abordaram de forma competente esse filão eleitoral que vai crescendo dia a dia.

A VERDADE Há uma divisão na opinião pública quanto as questões recentes que envolvem família/sexo/direitos individuais. Vários partidos de orientação evangélica principalmente, estão se dando bem com o discurso conservador.

REPETE-SE aqui o ocorrido em todo mundo. Lembro: Rick Santorum quase ganhou as prévias republicanas de Mett Romney postando-se contra o casamento gay e o aborto. Aliás, a posição favorável de Obama causou-lhe desgastes incríveis.

EXPECTATIVA Até o dia 14 próximo os líderes partidários no Senado vão definir as alíquotas para o ICMS nas operações interestaduais, sob pena de inviabilizar o projeto que praticamente garante a viabilidade econômica de nosso Estado.

DELCÍDIO Após aprovação do seu parecer na CAE, diz que as divergências serão superadas. “Não se trata de guerra fiscal, mas o exercício da conciliação nacional.” Só a preservação do imposto do gasoduto representa 15% de nossa arrecadação.

ALERTA Evasão fiscal com leite e queijos nas fronteiras com São Paulo e Paraná? O deputado Marcio Fernandez ouviu a denúncia de um empresário de laticínios de Nova Andradina e diz que irá fundo na Secretaria da Fazenda para apurar.


“ Dilma não tem biografia política para comandar o país”. (Afif Domingos-2010)

As facadas doídas dos cartórios no MS
CARTÓRIOS Herança de Portugal da qual não conseguimos nos livrar. O brasileiro é refém deste sistema que engorda o bolso dos serventuários e o cofre ...
Capital: Câmara sem clima para oposição ao prefeito
‘CRIME E CASTIGO’ O livro do russo Fiódor Dostoiévski é o mais lido na prisão que abriga o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), com benefício a remição ...
Terceira via – força poderosa ou mera coadjuvante?
PAULO SIUFI Articulado, o deputado estadual, do PMDB, dará tempero aos debates. E não perdeu tempo ao abordar com sutileza e precisão o episódio do j...
Decisão do TJ pode inviabilizar cinemas no Estado
‘PATINHAS’ Deputado federal Carlos Marun (PMDB) voltou à mídia ao gastar R$ 1.242,00 da Câmara Federal na sua festejada ida à Curitiba. Ora! Desgaste...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions