A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


26/04/2013 16:14

Ex-secretário pede renúncia de senador

Manoel Afonso

RICARDO BACHA Pede em artigo, a renúncia do senador Antônio Russo, sugerindo o desapego ao cargo para cuidar de si no conforto afetivo da família. Lembra o ex-deputado: seria um gesto de grandeza e acima de tudo de bom senso.

Veja Mais
A lealdade de Zé Teixeira e a gratidão do governador
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação

FIGUEIRÓ é um cidadão ético, nem gosta de tocar neste ponto. Uma questão pessoal que respeita. Mas nas entrelinhas percebe-se desconforto com a falta de certeza de que verá concretizados projetos e missões dos quais participa atualmente.

SEGREDO A família de Russo não teve a fineza de divulgar detalhadamente o seu quadro clínico. Dupla falha: com seus amigos – até aqui sem informações seguras sobre sua recuperação e perspectivas; com os políticos por razões obvias.

O EPISÓDIO remete-nos aos critérios de escolha da suplência de Senador. Ora! Política é para políticos. A propósito: temos outro suplente, empresário Pedro Chaves, neófito da política partidária e que até poderá vir a assumir. É mole?

COISAS DO PT Desde quando deputado entende de direito? Querem interferir no Judiciário colocando-o como apêndice do ‘glorioso’ legislativo. Golpe para denegrir o STF e calar as instituições ainda independentes, inclusive a imprensa.

O LEGISLATIVO é que não tem feito a lição de casa. Não é o Judiciário que estaria interferindo. Agora o STF derrubou o projeto inconstitucional do Senado inibindo a formação de novos partidos políticos só para prejudicar Marina Silva.

COMPARANDO Quem tem maior credibilidade junto a opinião pública? Alguém do Congresso integra a lista das 100 pessoas mais influentes no mundo? Quem é mais confiável: Joaquim Barboza ou Collor, Genoino, Renan, Sarney e J. Paulo?

PAZ CEMITERIAL Onde está o discurso da oposição? Seus membros comprometidos com a promessa liberação de emendas para seus redutos. Um e outro gato pingado tem a pachorra de criticar esse Governo. E a Ditadura Petista segue avante!

‘SAIA JUSTA’ Flagrado no grampo telefônico com empreiteiro mafioso, Vander negou qualquer relação. Mas o apelo dele em linguagem cifrada dá margem a dúvidas. Concorda? Estaria falando apenas de futebol ou da previsão do tempo?

O EPISÓDIO é apenas mais um na relação empreiteiros e políticos. Mas Vander tem imunidade, a lei e nossa falta de memória irão ajudá-lo. Mas na fala dele à imprensa faltou indignação, tão presente nos tempos do ‘PT oposição’. Lembra?

MISTÉRIO Quem seria o ‘amigo do Rio’, citado por Vander, esperado para o almoço? No rol de amizade no Rio muita gente, inclusive Raufi Marques, ex-Chefe da Casa Civil anda com vínculos políticos no MS. Mas as especulações continuarão.

REFORMA FISCAL Não me lembro de outra situação onde nossos representantes tenham tido postura racional idêntica em Brasília, falando a mesma língua, ignorando diferenças partidárias, picuinhas e vaidades pessoais. Ainda bem.

ALELUIA! Já comparam o MS ao Botafogo e Portuguesa em matéria de azar. Mas a presença de Delcídio na relatoria da CAE do Senado pode reverter de vez essa maré de intenções dos Estados industrializados contra nossa frágil economia.

1º ROUND Ganhamos: Delcídio alterou o primeiro substitutivo do projeto original ao dar maior segurança na compensação aos Estados afetados pela redução das alíquotas. Neste 30 de abril, a CAE vota todas as emendas e após vai ao Senado.

O DESAFIO Como o STF julgou inconstitucionais os incentivos fiscais estaduais para atrair indústrias, é preciso adotar um mecanismo ágil – através de um fundo especial – que compense economicamente esses Estados perdedores nesta fase.

CAUTELOSOS Os senadores mostram preocupação com as origens dos recursos para abastecer esse fundo especial. Lembram: à Lei Khandir, cujo fundo de compensação pelo fim do ICMS na exportação não funcionou e prejudicou MS.

LEGADO O futuro governador lidará com uma situação inédita. Só ao final saberemos na prática, as consequências da formula aprovada. Quanto vamos perder; qual a reação do empresariado; e se o tal fundo de compensação irá de fato funcionar.

‘SOBERANIA’ Após a volta da cerveja aos estádios, tiraram o nome de Garrincha do estádio de Brasília, e agora proíbem a concorrência da Festa de São João em Salvador devido a Copa das Confederações. É a Fifa legislando no Brasil.

ABACAXI A população de Paraíso das Águas votaria em plebiscito pela devolução do território de 5.000 has. à Chapadão do Sul? Juridicamente existiria chance de derrubar a criação de Paraíso sob a alegação de que teria havido fraude no processo?

A NOVELA é complexa, vai além da simples concordância do prefeito e vereadores de Paraíso. Marco Trad diz que a efetivação do plebiscito é indispensável, mas hoje é duvidoso que a opinião pública de Paraíso apoie a devolução da área.

O EPISÓDIO remete-nos a filosofia dos mineiros, segundo a qual os acordos verbais entre políticos existem para não ser cumpridos. Neste caso muitos deputados e políticos tomarão partido de algum lado para levar vantagem eleitoral. Já viu né!

GREVES Previstas e com amparo legal devem pipocar por aí. Os policiais civis estão se articulando por melhoria salarial. Pedem mais que 20% e o Governo não chega aos 10%. Em ano pré-eleitoral greve no funcionalismo é um grande abacaxi.

“...é melhor que se feche o Supremo Tribunal Federal.” (ministro Gilmar Mendes)

A lealdade de Zé Teixeira e a gratidão do governador
‘MÁGICAS’ A diferença entre ‘acórdão’ e ‘acordão’ não é apenas na acentuação. Se o ministro Ricardo Lewandowski inventou que a ex-presidente Dilma Ro...
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...



bom dia!
Quanto ao fato do professor Pedro Chaves ser neófito na politica não o descredencia,muito pelo contrario,antiguidade na politica não e posto e sua visão empresarial o deixa ate acima do nível esperado de um politico!
 
Marcelino Nunes de Oliveira em 03/05/2013 10:35:40
Ola Manoel Afonso,
sua coluna é ótima e leio sempre , parabéns por informar sempre atual abcs.
 
marcelo de castro fortes em 30/04/2013 18:03:55
Inadmissível o pleito dos políticos de carreira (Incompetentes), que só trabalham para induzir pessoas a se manifestarem favoráveis à permanência no poder. Ridículo aceitar e ser conivente com suas pretensões (Prerrogativa de mandato parlamentar), que infelizmente tem sido usado para blindar a insignificante atuação dos medíocres representantes escolhidos para se revestirem de detentores dos interesses sociais, autorizados pela massa de manobra chamada por eles (Políticos), de povo.
 
Enio Alves Gomes em 28/04/2013 11:57:57
A criação de novos municípios deveria ser precedido por estudos técnicos que pudessem apontar a viabilidade econômica da região; não é o que acontece, as decisões são tomadas levando-se em conta apenas e tão sòmente critérios políticos, atendendo a vontade dos caciques, e, se tornando quase sempre em mais um abacaxi para o estado descascar, via destribuição de receitas.
 
Benedito Rodrigues da Costa em 28/04/2013 09:58:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions