A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


17/01/2014 10:41

‘O Brasil de Justo Veríssimo e Umbelina’

Manoel Afonso

CONCEITOS Falsos ou não, existem na política. Um deles, ‘o povo unido jamais será vencido’ resiste ao tempo como propaga Umbelina ( assistente social do Zorra Total) ao ensaiar passinhos de dança ao som daquele refrão musicado.

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

UMBELINA lembra Justo Veríssimo, só que com mais filosofias vans e promessas demagógica para tentar engabelar o povo. Mas de certo modo ambos retratam os contraditórios cenários do poder, com o povo manipulado emocionalmente.

SEDUÇÃO A História mostra o sucesso da mentira junto ao povo. Os verdadeiros foram preteridos em favor dos falsos, especializados em promessas doces. Juntos, os homens perdem a razão, não pensam, são levados por emoções coletivas.

PERGUNTO: Não foi o chamado voto popular através da aclamação em praça pública que condenou Cristo e salvou Barrabás? Alí o ‘o povo estava unido’, mas tornou-se cruel perdendo o senso moral influenciado pelo discurso de Pilatos.

ENGANOS O povo alemão’ estava unido’ ao levar Hitler ao poder. Foi assim com Mao-Tse-Tung, Mussolini, Pol Pot (Camboja), Leopoldo II (Congo Belga), Stalin, Ceausesc (Romênia), Samora Michel (África) e tantos outros ditadores.

DEMOCRACIA Mesmo construída com os votos dados livremente tem em seu bojo equívocos/vícios. Hoje a sedução do ‘povo unido’ pelas imagens da mídia impressiona. Portanto, é grande a distância entre voto livre e voto consciente.

COMPARANDO: Na Roma antiga o ‘povo unido’ tinha pão e circo, onde os cristãos eram comidos pelos leões. Só que os cristãos de hoje são outros: de comida de feras eles se transformaram em donos do circo para conquistar o poder.

INDAGO: A vontade do glorioso ‘povo unido’ sempre é confiável, a melhor dentre todas aquelas alternativas de poder do quadro eleitoral? Ora! Também nossos exemplos domésticos mostram que não. Clique na sua memória e confira a extensa lista.

BRASIL Aqui a planificação racional da administração pública perde de goleada para as promessas ilógicas e inviáveis dos demagogos de plantão. Os escândalos mostram o ‘povo unido’ pelo imediatismo que não lhe cobra qualquer sacrifício pessoal.

O FUTURO Tende a copiar o passado e com a agravante de se inflar esses programas sociais de cunho eleitoral. Não haverá como dispersar o brasileiro, que ‘continuará um povo unido’, cada vez mais sedento por facilidades e bonificações.

SIM OU NÃO? A emenda parlamentar incentiva a corrupção? Teria caráter meramente clientelista? Agrediria em cheio o art. 37 da Constituição que recomenda legalidade, moralidade, impessoalidade e eficiência da administração pública?

OLHAR-1 Para o deputado/vereador é a chance de atender sua base eleitoral, onde repousam suas esperanças eleitorais. Esse ‘dando que recebe’ com o Executivo pode ser anti-partidário, mas faz o parlamentar se sentir prestigiado de vez.

OLHAR-2 Há risco das empreiteiras estarem vinculadas aos parlamentares ; os custos e benefícios das obras se tornam suspeitos. A avaliação das prioridades do gasto público passa pelo critério político, menosprezando assim o aspecto técnico.

DESEJOS Entre a questão partidária e sua sobrevivência política, o parlamentar quase sempre prioriza a segunda hipótese. Ele sabe: no fundo, o eleitor quer aquela obra ou benefício para sua comunidade, independentemente dos expedientes usados.

A JOGADA Se o Orçamento da União é de R$6 bilhões, cada parlamentar manipula R$40 milhões durante o mandato e acerta o financiamento empresarial da próxima campanha. Aí dificulta a eleição dos candidatos novatos e duros.

ARREMATE Explica-se ai as razões que levam parlamentares ‘oposicionistas’ a votarem a favor de matérias do Governo, além de evitar críticas ácidas ao Planalto. No fundo, no fundo, querem ver suas emendas liberadas e ponto final.

O PREÇO Era previsto! Atento aos espaços que se abrirão no Governo por conta das eleições, o PMDB quer aumentar sua fatia. A pseudo ameaça de rompimento é balela pura. Temer, Sarney e Renan – por exemplo, sem motivos para reclamar.

A PROPÓSITO: André não nega a boa ajuda federal recebida. Foi assim também na administração de Nelsinho. Claro: senadores e deputados influenciaram, mas no frigir dos ovos não houve discriminação contra a administração peemedebista.

DELCÍDIO Seu relatório de liberação de recursos divulgado no final do ano teve também esse condão de demonstrar: independentemente de partido, os prefeitos e vereadores foram atendidos na medida do possível pelo Planalto.

VOLTA? Sem time para compor uma chapa pura forte e sem mecanismos para bancar a campanha na ‘majoritária’, os tucanos locais admitem momentos de reflexão. Os deputados estaduais por exemplo sabem: correm sério risco.

‘A GUERRA’ Mesmo longe das eleições, o clima nas redes sociais é de intolerância. A tendência é que esses conflitos de opiniões acabem formando uma panela de pressão e o nível baixando cada vez mais. Opinar vai ficando cada vez mais difícil.

IMAGENS: Retratam a política. O ‘flagra’ de deputados evangélicos corruptos do DF orando por receberem R$50 mil do mensalão dos Democratas é bem isso. Essa mistura de religião & política é um verdadeiro samba do crioulo doido. Aleluia..

Eu amo os pobres... Vocês são gente – quase como nós!" ( Umbelina)

 

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



A coluna Ampla Visão de hoje se apresenta recheada de tópicos merecedores de atenção e reflexão, iniciando com personagens marcantes do humorismo brasileiro que encontra terreno fértil quando o assunto tratado é a política. Não podemos negar que o nível de escolaridade do eleitor, em sua grande maioria, analfabetos funcionais, portanto, de fácil manipulação, concorre efetivamente para a eleição de nossos representantes, muitos dêles, muito habilidosos na arte da encenação, e, utilizando-se dos recursos de doações de campanha, investem em empresas publicitárias para caprichar em suas imagens, em suas mensagens, e, principalmente em suas propostas. Não esquecemos aquele político ator que conseguiu incutir na idéia do povo, que ele seria " o caçador de marajás"; deu no que deu.
 
bene rodrigues costa em 19/01/2014 05:09:04
O Nome da personagem do Zorra total é Umbelinda e não Umbelina.....
 
Umbelina Correia em 17/01/2014 21:51:18
Prezado jornalista: seus comentários refletem o atraso do nosso país e a falta de esperança do povo brasileiro. Cito três exemplos de indignação: a) a "doação" de quase 700 milhões de dólares para Cuba construir seu porto, com bênçãos do BNDES, quando os nossos portos não receberam financiamento nenhum em relação àquele destinado aos irmãos Castro; b) a tentativa da CEF de surrupiar milhões de contas poupanças, à revelia dos poupadores; c) o financiamento público para uma copa do mundo de interesse nitidamente privado. Pobre Brasil, cuja educação está quase empatada com os países atrasados da África.
Parabéns por seus comentários. TADEU
 
Luiz Tadeu Barbosa Silva em 17/01/2014 20:58:21
Essa personagem do Programa Zorra Total é uma afronta à todos os ideais da profissão do Serviço Social e em nada nos representa!!! Fica aqui meu protesto contra esse tipo de personagem que nada mais faz, além de incluir falsas ideias no imaginário popular acerca da nossa profissão!!!
 
Regiane Silva em 17/01/2014 12:24:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions