A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


29/07/2016 10:41

Que falta fazem o Cacareco e o Macaco Tião

Manoel Afonso

NAS ELEIÇÕES é que a gente mais sente a falta do zoológico na cidade. Para a vereança em 1959, 100 mil paulistanos votaram na rinoceronte Cacareco. Em 1988, 230 mil cariocas votaram no macaco Tião. Pena, a urna eletrônica acabou com essa demonstração surrealista de insatisfação.

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

ATITUDE Contra o salário de R$ 7.600,00 (quatro sessões mensais) dos vereadores de Aquidauana, foi lançada a campanha na internet para angariar votos necessários ao projeto de lei ou de resolução objetivando fixar esses subsídios em um salário mínimo. O site oficial é www.salariovereadoraquidauana.com.br.

OTIMISTA No café amigo com o secretário estadual de Administração, Carlos Alberto de Assis, senti a satisfação pelo desempenho do governo estadual: obras em andamento, pagamento em dia e uma relação positiva com os sindicatos dos servidores. Ele ainda lembrou da situação crítica nos Estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

‘VEXAMES’ Após a Copa do Mundo, a Olimpíada! O dinheiro no ralo da corrupção, mesclado ao vexame cívico e esportivo. Esses eventos eram prioridades no país que perde a guerra para a Dengue e a Zika? Legados de Lula, o ‘Messias de Garanhuns’.

CENÁRIO: Obras inacabadas, lixo, coliformes fecais e arrastões de pivetes. De um lado a elite ostentando riqueza, de outro a pobreza do morro. No meio, os soldados das Forças Armadas segurando essa ‘barra pesada’. E nós, vamos pagando a conta salgada.

PARECIDOS Nas entrevistas dos jogadores de futebol e da maioria dos políticos, percebe-se a identidade entre ambos. O comprometimento deles é restrito aos seus interesses pessoais. Dane-se o coletivo. O eleitor e o torcedor - ignorados por eles.

FIO DESEMCAPADO Mais de 60% dos brasileiros querem novas eleições presidenciais. Prova que esse pessoal não aprendeu com a lição das gestões petistas. Então tá. Imagine aguentar a ex-senadora Marina Silva nas mãos destes profissionais que mandam no Congresso.

‘FLAGRADOS’ Não é a primeira vez e nem foi a última que PMDB e PT estarão no mesmo palanque. Mas é de doer a foto recente de petistas e peemedebistas juntos em Nova Alvorada do Sul. Arrancou risos irônicos de alguns e desprezo de outros.

DÚVIDAS Nem o próprio presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Gilmar Mendes, garante que a proibição das doações de pessoas jurídicas funcionará bem. Disse: “foi um pulo no escuro”. Ora! Não se pode menosprezar a criatividade dos interesses políticos e corporativistas subterrâneos, como se viu na Lava Jato.

OS ÓRFÃOS Seria o caso dos candidatos do PMDB a vereança da capital repetirem bordão semelhante ao do seriado ‘Chapolim Colorado’: “E agora, quem nos salvará?” Tiveram tempo e meios para obter luz própria; mas em cada eleição, uma nova provação. E a fila anda.

EXEMPLO Candidato do interior confessa-me: “impossível deixar de pagar, por debaixo do pano, o sanfoneiro e a festa de aniversário”. E não seria a única das transgressões. No rol; caixões de defunto, passagens de ônibus, de avião, IPTU, IPVA, peças de veículos e pensão alimentícia em atraso.

‘COOFFE BREAK’ A novela continua entre atrapalhadas do Ministério Público e a busca incessante por holofotes, pela acusação e defesa. A mídia realmente influencia o imaginário popular, mas presume-se: o julgamento se baseará apenas nas provas.

‘JOINHA’ O projeto do senador Renan Calheiros, “Lei do Abuso de Autoridade’, é vergonhoso. Criminaliza a atividade judicial e visa intimidar juízes, desembargadores e ministros, nos casos envolvem políticos, empresários e outros poderosos. Pelo perfil do autor, é fácil detectar seus objetivos ilícitos.

‘NARIZINHO’ Enquanto a senadora Gleisi Hoffman defende a presidente Dilma no Facebook e usa grifes de luxo nas visitas aos assentamento do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), o ex-ministro Paulo Bernardo (seu marido) é indiciado por corrupção envolvendo R$ 100 milhões na Operação Pixuleco II. Dizem: a vez dela está chegando.

‘OUTRO ALEX’ As mudanças foram tantas que há dúvidas quanto ao perfil do vereador Alex, de Campo Grande. Será ‘Alex do PT’, associando seu nome e imagem ao partido; usando camiseta vermelha; ou a versão light ‘Marcos Alex’, de camisa branca? Mas lembro; ele foi líder do prefeito Alcides Bernal na Câmara. Certo?

Na internet: “Vereador que estava desaparecido há 4 anos foi encontrado, está bem e já pedindo votos”.

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions