A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


09/10/2015 14:35

Um bode na Assembleia Legislativa?

Manoel Afonso

PREFEITOS ‘FLEX’ A previsão é de que vários prefeitos pragmáticos seguirão Roberto Hashioka (Nova Andradina) filiando-se ao PSDB. Com as novas regras da janela eleitoral haverá tempo de sobra para fortalecer o ninho tucano.

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

O PRAZO de até 6 meses antes do pleito para a filiação tranquilizou os dirigentes e pretensos candidatos. O troca troca partidário é o reflexo da fragilidade partidária no país, que é considerada uma bagunça. Em primeiro lugar os projetos pessoais.

NOVIDADES A campanha eleitoral cai de 90 dias para 45; a propaganda cai de 45 dias para 35. Resultado da preocupação da própria classe política com medo de faltar dinheiro após os escândalos através de financiamentos suspeitíssimos.

FARTURA Das 15 candidaturas previstas, 12 delas já confirmadas à prefeitura de São Paulo. Hadad enfrentará gente de peso como Datena, Russomano, João Dória Jr, Marco Feliciano, Marlene Campos Machado, Marta Suplicy e Levy Felix (aquele!).

‘O BODE’ A Assembleia Legislativa acertou ao avocar o debate sobre as crescentes questões indígenas no Estado? Pela sua complexidade, já se compara essa iniciativa ao velho quadro da literatura política dos malefícios do ‘bode cheiroso na sala’.

EXPLICO: O Governo – através da Funai – é o legítimo e único tutor dos índios. Criada em 1967, à Funai cabe proteger e dar suporte aos índios com a política de desenvolvimento e sustentabilidade, inclusive nas questões da saúde e educação.

O PROBLEMA A Funai só tem 3,3% do orçamento do Ministério da Justiça, à qual é subordinada diretamente. Isso representa hoje R$175 milhões, insuficientes para as ações prioritárias do órgão para assistir as nações indígenas de todo o país.

CONVENHAMOS: Sabe-se apenas como se iniciam as Comissões Parlamentares. Quanto ao final é uma incógnita. A complexidade do assunto e as normas que regem o procedimento são demorados e altamente desgastantes. Não vale a pena.

E MAIS... Como os deputados vão investigar e apurar os assassinatos de 390 índios e o suicídio de 585 deles como consta da proposta para criação da CPI do Genocídio? Só com equilíbrio e bom senso o parlamento pode se livrar deste ‘segundo bode’.

PREVISÕES Teremos relatórios paralelos e conclusões diferentes nas duas CPIs. O resultado inócuo, sem efeitos do ponto de vista legal, pois as questões indígenas são de competência do Ministério da Justiça, Funai, Polícia e Ministério Público Federal.

ACREDITE! Jorgina de Freitas teria sido contratada pela CEDAE do Rio janeiro. Em 1992 ela ajudou a fraudar R$700 milhões do INSS, presa em 1997 na Costa Rica e condenada a devolver R$ 200 milhões. Você confiaria nela em sua empresa?

“O FILÉ” No saguão da Assembleia Legislativa ouve-se casos picantes de vereadores do interior. Como justificar um deles viajar à capital por 16 vezes num mês? Culpa das tais‘diárias’ estabelecidas em ação entre amigos na Casa da Mãe Joana.

ALFINETADAS Ao agradecer homenagem na Assembleia Legislativa, o ex-presidente do TCE, Cícero de Souza lembrou das perdas econômicas e sociais do MS nos últimos anos. Um recado direto à classe política. Quem ouviu, entendeu.

EXPECTATIVA 1 Qual será a análise da Comissão Mista de Orçamento sobre a decisão do TCU de reprovar as contas de 2014 de Dilma? Imagine a pressão que o Governo fará para que a Comissão não referende o entendimento do TCU.

EXPECTATIVA 2 Enrolado com as contas na Suiça, Eduardo Cunha vai aproveitar para negociar também a sua própria salvação? Afinal, o perfil de boa parte dos nossos congressistas autoriza previsões que fogem ao campo da ética e da moral.

ÉTICA Palavra proibida no Congresso Nacional. Aqui não é o Japão onde o suicídio é a porta trágica para fugir da desonra. Aliás, Getúlio Vargas foi o único. Não é a primeira e nem será a última vez que uma solução intermediária alivia a vida de acusados.

BALCÃO Nesta altura Dilma e Lula fazem qualquer negócio para salvar o mandato. Os ministérios negociados é só a pontinha do iceberg. O saco de bondades é grande e o custo financeiro imensurável. O Governo sem rumo e Dilma anestesiada.

‘GOLPE’ Imagine, apesar da oposição bunda mole e desunida, Dilma conseguiu a proeza de se enrolar sozinha como o TCU provou tecnicamente. Insisto: a oposição sem qualquer mérito nesta fritura de Dilma. É fruto da incompetência petista.

ENQUANTO isso o país cada dia pior do que antes. Os índices mostram a economia em declínio e a inflação em alta. O Brasil lembra os reinados da Idade Média onde o povo vivia para pagar impostos. Como ser otimista com esse quadro tétrico?

À VENDA As placas ( “vende-se ou aluga”), nas pequenas e grandes cidades de todo o país devem ser vistas como termômetro econômico. Aliás as duas opções de negócios anunciadas nas placas retratam fielmente o desespero do proprietário. Certo?

O ITALIANO Claro, ninguém acreditou no papo fantasioso de que o ex-governador iria se dedicar aos netos. André está fazendo política e não perdeu a chance de ver de perto a votação para escolha dos conselheiros tutelares na capital. Pode?

NA MIRA O PMDB precisa sobreviver ao pleito de 2016 para chegar inteiro em 2018. Reinaldo sabe: esse mesmo poder que ele usufrui pode funcionar como bumerang. Ele passou a ser vidraça de quem se cobra soluções prometidas. O ciclo se repete.

“Se nos vendemos tão baratos, porque nos valorizamos tão caros?” ( padre Antonio Vieira)

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



A VENDA - No Brasil, o pobre está mais para cachimbo, isto é: só leva fumo. Vamos nos ater a nossa capital, onde as placas de aluga-se ou vende-se, estão pelos quadrantes da cidade morena, acentuadamente, na área central, onde até pouco tempo o pequeno comércio se mostrava pujante; são dezenas ou centenas de prédios vazios, muitos já com aspecto de abandono. Está claro que a crise financeira está estabelecida, e sem perspectivas a médio prazo. Entretanto, na contra mão dessa situação estão os governos municipal e estadual. Um querendo aumentar o IPTU em 2016, outro resolveu cobrar IPVA dos veículos que eram isentos desse imposto, prejudicando diretamente o cidadão pobre. Inflação em alta, salário em baixa e mais, o IPVA não pode mais ser pago em parcelas! Que vendam os carros velhos.
 
benedito rodrigues da costa em 13/10/2015 08:41:06
SACO DE BONDADES - O governo anunciou ontem que irá liberar todas as emendas dos parlamentares no congresso para ganhar apoio nas votações de seus projetos em tramitação. Parece um contrassenso, num momento em que se afirma um défcit orçamentário, ou seja, um imenso buraco a cobrir, onde se pretende criar ou recriar a CPMF conhecida como imposto do cheque para se obter mais recursos, e, ao que tudo indica, distribuí-lo aos parlamentares? Parece que êsse anúncio é mais um tiro no pé do governo, insensível as opiniões populares que não aceitam arcar com novos impostos, e com razão. Falando sobre as questões indígenas, os nossos parlamentares poderiam sugerir a Funao, atividades como viveiros de mudas e replantio de florestas como atividade permanente aos nossos indios. Benê.
 
benedito rodrigues da costa em 10/10/2015 04:34:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions