A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


12/08/2016 10:37

Voto camarão – no cardápio de eleitores e candidatos

Manoel Afonso

“HAPPY BIRTHDAY" Pela segunda vez o pecuarista José Carlos Bumlai deve comemorar o ‘nat’ na cadeia. No dia 28 de novembro próximo completará 72 anos de idade. A primeira vez foi em 2015, ao ser preso no dia 24 de novembro na Operação Lava Jato. Santa ironia: faltou um bom conselheiro na vida do ‘ex-guru’ de Lula.

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

NA BIFURCAÇÃO Antevendo 2º turno da nossa Capital, questiona-se qual finalista o PT apoiaria para a prefeitura? Pelas relações institucionais do PT e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), a tendência seria apoiar a candidata tucana Rose Modesto, caso ela chegue lá.

LEMBRO: O candidato do PT a prefeito de Campo Grande em 2012, deputado Vander Loubet, obteve 21.377 votos - 4,87% dos votos. Agora o candidato Alex do PT repetirá a votação, apesar do desgaste na ‘Lava Jato’ e do impeachment presidencial?

ELEIÇÕES Decide-se por apenas um voto. Daí a necessidade de saber se conduzir no primeiro turno, evitando atritos que criem bolhas de rejeição no segundo turno. Negociar entendimentos práticos sem aprofundar questões estéreis é a postura ideal.

A PROPÓSITO Até aqui, a tendência entre as candidaturas postas é que Alcides Bernal (PP), Marcos Trad (PSD) e Rose Modesto (PSDB) tenham maiores chances de chegar ao eventual 2º turno. Nem é preciso juntar o lé com o cré para se concluir: ainda não há favoritismo.

O RETROVISOR das eleições mostra-nos resultados inesperados por conta de vários fatores. O pleito de 2012 na Capital é um bom exemplo. Tudo pode acontecer ao longo da campanha; erro na mensagem, escorregões na postura e escândalos incontornáveis.

CAMARÃO Raro na mesa da maioria dos brasileiros, esse crustáceo deve inspirar a postura de muitos candidatos à vereança, preocupados apenas com a própria sorte. Aí não exigem a fidelidade do eleitor quanto ao nome do seu candidato a prefeito.

A PRÁTICA velha e silenciosa é usual quando postulantes à Câmara Municipal não se sentem ‘prestigiados’ pelo candidato a prefeito. Mas eles não devem se esquecer: muitos eleitores também adotarão o voto camarão, votando apenas na chapa majoritária.

OS ELEITORES se sentem efetivamente representados na Câmara Municipal? Se, pelo Ibope, 83% dos brasileiros não se sentem representados por partidos políticos, por analogia presume-se sentimento igual quanto aos vereadores. E eles precisam se conscientizar disso. Que tal avisá-los?

VANTAGENS Os atuais vereadores dispõem de vários mecanismos para fixar seus nomes junto ao eleitorado ao longo do mandato. Prevista a reeleição da maioria deles. Os candidatos mais conhecidos pelo rádio e TV também tendem a serem beneficiados.

CUIDADO! Vencedores nas urnas, muitos candidatos à vereança deverão perder na justiça por conta dos abusos nas mídias sociais. Lembro que as regras são rígidas e o cadastro dos computadores identificará aqueles que cometerem erros e excessos.

DIFERENTES As novas regras dificultam doações e apenas a pessoa física poderá ajudar seu candidato num percentual reduzidíssimo. Nestas eleições a propaganda terá tempo reduzido. A saída para muitos postulantes é apostar na saliva e na sola do sapato.

BARBARIDADE O que pensam os pais dos alunos diante da postura da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul, que transformou a entidade num reduto petista? O ato grevista previsto para o próximo dia 23 na capital é bem isso. Essa é a República dos Sindicatos. Só direitos!

HERANÇA Por dia, 375 lojas foram fechadas neste primeiro semestre no país, quase chegando a 68 mil lojas, sendo 143% a mais do que no 1º semestre de 2015. Os dados da Confederação Nacional do Comércio mostram esse quadro assustador. Aliás, o pessoal da Fetems não dá um pio sobre isso e outras mazelas petistas.

LAMENTÁVEL Esse país tem jeito? O STF inviabilizou a Ficha Limpa decidindo que a desaprovação das contas pelo Tribunal de Contas, sem decisão idêntica da Câmara Municipal, não torna o candidato inelegível. Troca-se assim o julgamento técnico de especialistas - pela apreciação meramente política dos vereadores.

A QUESTÃO: Estariam os vereadores preparados para essa missão? Estariam imunes a influências de bastidores, barganhas eleitoreiras e de outra ordem? O eleitor deve analisar o nível de sua vereança, sua capacidade técnica inclusive - e prever o pior.

A PROPÓSITO No último dia 10, por ocasião da eleição da diretoria do Tribunal de Contas do Estado, a conselheira Maria Serrano já mostrava sua preocupação quanto a Lei de Responsabilidade Fiscal e sobre a decisão do STF, que fere o bom senso e decepciona a opinião pública inclusive.

MAIS UM? Querem criar o 36º partido. Trata-se do ‘Raiz – Movimento Cidadanista’. Em nível nacional a cabeça é a deputada Luiza Erundina; aqui o ex-deputado Semy Ferraz, ex-PT e ex-PSOL. Pergunta-se: com essa crise de credibilidade da classe política há clima para essa empreitada? Menos please!

FRANCAMENTE A opinião pública da nossa Capital, em especial a família jurídica, acompanha o impasse criado pelo juiz Fernando Paes Campos, que derrubou sua própria decisão de demolir a guarita do condomínio Nahima Park - construído em área pública. Tudo porque no local reside o magistrado Carlos Garcete. Se a moda pega, praças públicas poderão ser objeto do mesmo desejo. Mas desde quando pode-se alegar usufruto ou usucapião em áreas públicas? Mas a OAB vai se calar? Não quer se atritar com o Judiciário? E o prefeito Bernal, está com medo de que? Será que o meu velho amigo Fernando Paes, companheiro de tribunal do júri inclusive, mudou seus conceitos de direito e justiça? É o país!

O CORPORATIVISMO no Brasil – em todos os segmentos – não fica apenas ao desrespeito aos valores éticos; avança também sobre o direito de uma forma geral. O cidadão comum, diante desta pratica, fica desarmado para reagir inclusive. Se quem devia dar bom exemplo, usa a ‘Lei de Gerson’ para levar vantagem, não há muita esperança de futuro melhor.

“A melhor vitória do Brasil na semana foi o placar de 59 a 21” (Mané Gallo)

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions