A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

09/04/2014 17:50

Aumento da mistura de álcool na gasolina pode compensar perdas da safra de cana

Zana Zaidan
Aval do governo pode ajudar produtores de cana, opina Hollanda (Foto: Marcelo Victor)Aval do governo pode ajudar produtores de cana, opina Hollanda (Foto: Marcelo Victor)

Anunciado como um “socorro” ao setor sucroenergético brasileiro, o aumento do percentual de etanol na gasolina é apontado pela Biosul, que representa as 22 usinas em operação no Estado, como uma das soluções para equilibrar as perdas causadas pela geada na safra 2013/2014. A proposta é aumentar a adição do álcool anidro à gasolina dos atuais 25% para 27,5%.

Veja Mais
Refrigerante de erva mate e palestra foram novidades em feira de negócios
Em queda de 0,5%, dólar comercial fecha cotado a R$ 3,23 nesta terça-feira

“Pode ajudar o setor a recuperar as perdas que, no momento, vai concentrar os investimentos para driblar os custos e conseguir produzir o máximo, com o mínimo. E pode ser bom porque, ao mesmo tempo, é uma ajuda a Petrobras, que também não passa por um bom momento”, opina o presidente da entidade, Roberto Hollanda. O argumento é que, a diminuição da quantidade de gasolina na mistura reduz os custos de importação da gasolina.

Com a crise no setor, três usinas do Estado fecharam as portas nos últimos cinco anos. No Brasil, o total chega a 44, além de outras 55 que entraram em recuperação no mesmo período. “E não há perspectiva de chegada de novas unidades”, afirma Hollanda.

Impasse – A proposta dos usineiros não foi aprovada devido ao lobby dos fabricantes de veículos no Brasil. A preocupação é que os motores à gasolina não estejam preparados para operar com mais de 25% de álcool na mistura.

“Se o carro for flex, agüenta a quantidade que for. A questão é com carros importados e aqueles mais antigo”, pondera Hollanda.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions