A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

07/07/2014 15:27

Campo Grande tem 2º maior recuo nos preços da cesta básica no País

Marta Ferreira
Tomate, antes vilão, em junho teve queda de preço considerável. (Foto: Arquivo)Tomate, antes vilão, em junho teve queda de preço considerável. (Foto: Arquivo)

Mais uma pesquisa indica freio no custo de vida em Campo Grande. O Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) divulgou hoje que o valor da cesta básica teve queda de 4,55% em junho. Foi a segunda maior redução entre 18 capitais pesquisadas. O maior foi em Belo Horizonte, com 7,33%.

Conforme o Dieese, o montante necessário para o morador de Campo Grande comprar os itens essenciais de alimentação para uma pessoa ficou em R$ 309,09 em junho, o 11º valor entre as cidades incluídas no levantamento.

Em Campo Grande, é o segundo mês seguido de queda, depois de uma alta considerável em março, quando a cesta básica aumentou 12,8%. Em abril, o percentual ficou em 0,5%, em maio caiu 2,55% e em junho foi registrada nova redução, dessa vez ainda maior.

A conta do Dieese informa que, para conseguir custear os itens básicos da mesa do trabalhador, quem ganha salário mínimo precisou dispensar 46,4% da renda. Em tempo de trabalho, significa 93,55 horas.

De janeiro até junho, o aumento acumulado da cesta básica no mercado campo-grandense, com as oscilações registradas, é de 2,62%. Em 12 meses, o percentual de inflação é de 2,87%.

Veja Mais
Com 0,01%, junho tem a menor inflação em 11 meses na Capital
Cesta básica acumula alta de 7,5% no ano em Campo Grande, avalia Dieese

O dado indicando desaceleração dos preços coincide com o que foi apontado pelo IPC (Índice de Preços ao Consumidor), também divulgado hoje, identificando, em Campo Grande, o índice inflacionário de 0,01%, o menor em onze meses.

Em junho, segundo o levantamento do Dieese, o recuo dos preços da cesta básica foram influenciados principalmente pelo feijão, batata, óleo de soja, banana e tomate. Este último, antes vilão dos preços no supermercados, teve queda de 12,39%, conforme a pesquisa.

O Dieese calcula o valor da cesta básica individual. A cesta básica familiartingiu no mês passado o valor de R$ 929,70, segundo explica a supervisora técnica do órgão em Campo Grande, Andreia Ferreira. Essa conta é para uma unidade familiar de 4 pessoas, dois adultos e duas crianças. A soma, conforme Andrea, se faz multiplicando o valor da cesta básica por três, considerando que as duas crianças consomem o equivalente a um adulto.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions