A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

09/01/2015 21:31

Com dívida de R$ 73 milhões, rede São Bento pede recuperação judicial

Priscilla Peres
São Bento é a maior rede de farmácias do Estado. (Foto: Divulgação São Bento)São Bento é a maior rede de farmácias do Estado. (Foto: Divulgação São Bento)

A drogaria São Bento, com mais de 66 anos de atuação em Mato Grosso do Sul, pediu recuperação judicial devido a uma crise financeira e por não conseguir renegociar uma divida de R$ 73 milhões com bancos. A maior rede de farmácias do estado possui mais de 1,2 mil funcionários atualmente.

Veja Mais
Bancários entram no 25º dia de greve sem previsão de retorno ao trabalho
Com maior carga tributária do mundo, remédios consomem renda dos idosos

A concorrência de grandes redes de farmácias que se instalaram na Capital nos últimos anos aliada a crise financeira da empresa fizeram com que a família Buainain, proprietária da São Bento, pedisse ajuda judicial para recuperar as finanças da rede. Atualmente, são quase 100 lojas em municípios de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

A recuperação judicial é um recurso legal que o empresário tem antes de pedir falência, o que seria a “última chance” que a Justiça concede as empresas que querem se recuperar financeiramente. De acordo com o assessor jurídico, Euclides Ribeiro, da ERS advocacia, a partir de agora a empresa tem 180 dias para negociar com os bancos.

Euclides explica que demissões não estão previstas e que a intenção do grupo é de se recuperar e ampliar a marca. A rede São Bento tem faturamento anual de R$ 180 milhões e atribui a recuperação judicial as altas taxas de juros praticadas pelos bancos.

De acordo com a Lei Federal 11.101/2005, a recuperação judicial tem como objetivo permitir que a empresa supere a situação de crise econômico-financeira, buscando evitar a falência. Porém, nesse processo a empresa precisa cumprir religiosamente com suas dívidas, sem atrasar os pagamentos.

O Campo Grande News entrou em contato com o presidente da rede São Bento, Luis Fernando Buainain, que confirmou a situação mas não quis se manifestar sobre o assunto.

Após duas quedas seguidas, dólar tem alta de 1,05% e fecha a R$ 3,25
Cotado a R$ 3,256 na venda, após dois dias seguidos de baixa, o dólar comercial fechou esta quinta-feira (29) com alta de 1,05%. Com isso, a moeda no...
Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas
Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas, sendo que 13% não terão condições de pagar suas contas. O índice medido pelo IPF/MS (Instituto de Pesqu...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions