A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

08/12/2014 15:01

Consumidor muda de endereço e eleva em até 60% venda nos bairros

Luciana Brazil
Celso investiu na confecção, o carro-chefe da loja. (Foto: Marcelo Calazans)Celso investiu na confecção, o carro-chefe da loja. (Foto: Marcelo Calazans)
Ao lado da esposa, Rubens diz que o black friday espanta os clientes dos bairros. (Foto: Marcelo Calazans)Ao lado da esposa, Rubens diz que o black friday espanta os clientes dos bairros. (Foto: Marcelo Calazans)

Apesar da preocupação com a situação econômica do país, o que fez decair as vendas no comércio em geral, os comerciantes de Campo Grande, que resolveram investir nos bairros, estão confiantes que neste fim de ano o cenário de lucros será mais vantajoso do que em 2013. Natal e o pagamento do 13° salário dos funcionários públicos serão os grandes responsáveis para alavancar o setor, em especial na região longe do centro, onde o segmento tem ganhado cada vez mais amplitude, apostam os empresários.

Veja Mais
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas

Entre os entrevistados pelo Campo Grande News, todos esperam ampliar as vendas e aumentar os ganhos em comparação com o ano anterior. Essa confiança se estabelece em motivos diversos, ou pelo investimento na loja, nos produtos, mudança de endereço ou ainda na expectativa de que o consumidor gaste a gratificação natalina em compras. 

A classe defende ainda que os mesmos produtos encontrados nas ruas do centro ou nos shoppings estão à venda no bairro por um preço muito mais atrativo.

“Com certeza, os mesmo produtos podem ser encontrados com preço menor”, afirmou o comerciante Celso Amorim, 45 anos. Há oito anos, ele tem uma loja na Rua Souto Maior, no Bairro Tijuca. Lá, onde são vendidos diversos produtos, a confecção de roupas é o carro-chefe. E foi justamente este item que o empresário escolheu para investir.

Agora, a expectativa, segundo Celso, é aumentar em 15% as vendas em relação ao ano passado. “Investi na confecção e foi o que me ajudou muito. O que conta bastante para o nosso setor é o funcionalismo. Se eles receberem o 13° no dia que o prefeito prometeu (19 de dezembro), será bom, mas se for muito próximo do Natal, como dia 22 ou 23, não é bom para as vendas”, disse o empresário.

No bairro Aero Rancho, na Rua Raquel de Queiroz, moradores também encontram muitas opções de compra. São dezenas lojas que vão desde roupas e acessórios até ervas e bicicletas.

Com a expansão do comércio nos bairros muita gente deixa de ir ao centro e começa a fazer as compras perto de casa, disse o dono de uma loja de bicicletas, “Já que ele vai encontrar o mesmo produto e com o preço melhor, ele deixa de ir ao centro”, disse José Inácio Macedo, 47 anos.

Ele aposta que para as vendas de Natal a mudança de endereço traga um crescimento de cerca de 60% em relação a 2013. “Mudei de local e já estou vendo os lucros melhorarem. Eu vendi 20% dos meus produtos em 2013. Agora o endereço novo pode me ajudar muito”, disse.

Sorteio de brindes e a divulgação pela internet são algumas das armas usadas pelo comerciante Rubens Gonçalves de Paulo, 54 anos, para atrair o cliente. Dono de uma loja que vende ervas de tereré a granel, além de acessórios como garrafas térmicas, Rubens, diz que seu grande concorrente sempre foi o Mercado Municipal (mercadão). No entanto, esse cenário tem sido diferente. "Mas agora as pessoas deixando de comprar no centro para comprar comigo".

O comerciante está satisfeito com as vendas e espera melhora para o fim do ano. A reclamação só vem quando o assunto é Black Friday - dia em que grandes lojas do centro e dos shoppings realizam megas promoções (inspiração norte-americana). "Quando eles fazem isso, aí os clientes fogem, como aconteceu este fim de semana", disse Rubens.

Comércio aposta em brindes e na proximidade de casa para conquistar o consumidor (Foto: Marcelo Calazans)Comércio aposta em brindes e na proximidade de casa para conquistar o consumidor (Foto: Marcelo Calazans)
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Inspeções federais de outros país no Brasil pode abrir novos mercados para exportação. Chile, Cuba e Bolívia já tem data marcada para suas missões e ...
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas
Para atrair novos passageiros e fidelizar seus clientes, as companhias aéreas garantem preços e condições de pagamento especiais. Cada empresa define...
Mais de 6 mil consumidores saíram da lista de inadimplentes em agosto
Em agosto, 6.144 contribuintes de Campo Grande saíram do cadastro de inadimplentes. O número é 38,5% maior que o de julho, quando 4,4 mil pessoas rec...
Prefeitos vão a Brasília para cobrar liberação de R$ 13 mi em recursos
O repasse do FEX (Fundo de Auxílio aos Estados e Municípios Exportadores) ainda não foi feito em 2016 pelo Governo Federal e as prefeituras de Mato G...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions