A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

06/08/2014 13:54

Em três meses, preço da cesta básica cai em R$ 30

Priscilla Peres
Tomate foi um dos principais responsáveis pela queda em julho. (Foto: Arquivo)Tomate foi um dos principais responsáveis pela queda em julho. (Foto: Arquivo)

A cesta básica individual ficou R$ 30,29 mais barata para os consumidores de Campo Grande, nos últimos três meses do ano. Pesquisa divulgada hoje pelo Dieese/MS (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) mostra que pelo terceiro mês consecutivo, os itens apresentaram redução no preço, que soma 11,21%.

Veja Mais
Governo impõe nova regra à Caixa, mas financiamentos com FGTS continuam
Pequena central hidrelétrica de MS receberá R$ 140 mi em investimentos

Em julho, a queda foi de 5,03% ou R$ 15,54 para os clientes que agora conseguem adquirir a cesta por R$ 293,55. No mês passado, dos 13 itens analisados, dez registraram queda nos preços e mais um vez os hortifrutis foram os principais responsáveis pela variação negativa. A batata e o tomate tiveram queda de 21,72%, cada.

O feijão e a banana nanica ficaram 11,28% e 8,17% mais baratos, respectivamente. Os único produtos que tiveram alta em julho, foram o café em pó (2,48%), o leite (2,29%) e o pão francês (1,06%). De acordo com o Dieese/MS, a oferta em alta da batata e do tomate são responsáveis pela queda expressiva. A entressafra e as variações climáticas explicam o aumento no preço do leite e do pão.

A supervisora técnica do Diesse em Mato Grosso do Sul, Andréia Ferreira, explica que o cenário futuro é instável e por isso é difícil prever se a queda nos preços vai continuar. "Se as bruscas mudanças continuarem, o preço dos produtores vão continuar sofrente interferência direta. Além disso, está tendo quebra de safra de café nas principais regiões produtoras tanto do país quanto de fora e por isso não sabemos como os valores vão se comportar daqui pra frente", conta.

O Dieese/MS estima que para adquirir a cesta básica para um trabalhador e sua família de três pessoas, o salário mínimo ideal é de R$ 2.915. Os produtos da cesta familiar, para quatro pessoas, custaram em julho R$ 880,65, de acordo com pesquisa do departamento.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions