A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

25/02/2016 09:46

Exportação da indústria cai 12,9% e perde R$ 36 milhões em janeiro

Países reduziram importação e MS exportou menos carnes, açúcar, etanol e extrativo mineral

Caroline Maldonado
Hong Kong, Egito, Japão, Venezuela, Arábia Saudita e Rússia compraram menos carne de MS, em janeiro (Foto: Divulgação/Fiems)Hong Kong, Egito, Japão, Venezuela, Arábia Saudita e Rússia compraram menos carne de MS, em janeiro (Foto: Divulgação/Fiems)

As exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul caíram 12,9% em janeiro, na comparação com o mesmo mês de 2015. O valor total passou de US$ 279,5 milhões para US$ 243,5 milhões, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul).

Veja Mais
Após dois dias, negociação 'trava' e greve dos bancários continua
Bancos repetem proposta de reajuste de 7% e negociação prossegue

A diferença é de US$ 36 milhões no montante, enquanto a redução no volume exportado é de 15%. Eram 859.100 toneladas e no último mês foram 729.803 toneladas. Os industrializados representaram 76% de tudo que foi exportado pelo Estado. Em janeiro de 2015, esse percentual chegou a 86%.

Apesar da queda apresentada na comparação com o mesmo mês do ano anterior, janeiro de 2016, registrou o segundo melhor resultado para o mês em toda a série histórica da exportação de produtos industriais de MS, segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende.

“Em janeiro de 2016 as maiores reduções ocorreram nos grupos 'Açúcar e Etanol', 'Complexo Frigorífico' e 'Extrativo Mineral', que proporcionaram, no comparativo com igual período de 2015, redução das receitas equivalentes a US$ 40,2 milhões, US$ 15,2 milhões e US$ 12,1 milhões, respectivamente, totalizando uma queda superior a US$ 67 milhões”, detalha.

Retração - No “Complexo Frigorífico”, a receita de exportação em janeiro alcançou US$ 54,8 milhões, o que representa queda de 21,8% em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando a receita foi de US$ 70 milhões.

A redução ocorreu porque importantes mercados para as carnes de Mato Grosso do Sul diminuíram a compra. São eles, Hong Kong, Egito, Japão, Venezuela, Arábia Saudita e Rússia. Juntos, eles compraram US$ 19,9 milhões a menos.

A receita de exportação em janeiro de “Açúcar e Etanol” alcançou US$ 20,9 milhões, queda de 65,8% sobre igual mês do ano passado. Em janeiro, os principais compradores foram Bangladesh com US$ 5,3 milhões ou 25,3%, Argélia com US$ 3,9 milhões ou 18,8%, Índia com US$ 2,4 milhões ou 11,6%, Iraque com US$ 2,1 milhões ou 10,1%, Egito com US$ 1,97 milhão ou 9,4% e Nova Zelândia com US$ 1,9 milhão ou 9,1%.

No grupo “Extrativo Mineral” a receita de exportação ficou em US$ 7,83 milhões, ou seja, redução de 60,7%, pois em janeiro de 2015 foram US$ 19,9 milhões. A retração é resultado na queda de 41% no preço médio da tonelada do minério de ferro e redução de 23% no volume comercializado do produto. Somente a Argentina comprou os produtos de extrativismo mineral em janeiro.

Bancos repetem proposta de reajuste de 7% e negociação prossegue
A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e o Comando Nacional dos Bancários retomaram a 9ª rodada de negociações nesta quarta-feira (28) em São Paul...
Após segunda queda consecutiva, dólar fecha cotado a R$ 3,22
O dólar comercial inverteu o movimento no final da tarde, após operar em alta durante quase toda a sessão. A moeda norte-americana fechou esta quarta...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions