A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

01/07/2014 14:24

Fornecedora de gás fecha as portas e não paga trabalhadores, denuncia motorista

Bruno Chaves
Funcionários e representantes do Sindicargas aguardam negociação na frente da empresa (Foto: Rodrigo Batista)Funcionários e representantes do Sindicargas aguardam negociação na frente da empresa (Foto: Rodrigo Batista)

Aproximadamente 20 funcionários da empresa Gás & Cia, fornecedora de botijões da Copagaz, tiveram uma surpresa desagradável nesta terça-feira (1º) ao chegarem para trabalhar. Conforme o motorista Rodrigo Batista, 29 anos, o grupo foi impedido de entrar no estabelecimento, que fica na Rua Brasil Central, no bairro Santo Antônio, em Campo Grande.

Veja Mais
Após dois dias, negociação 'trava' e greve dos bancários continua
Bancos repetem proposta de reajuste de 7% e negociação prossegue

“Nós chegamos e as portas estavam fechadas. O atual dono chamou a gente para conversar e disse que o antigo dono não quer receber a empresa de volta e que por isso vão fechar o negócio. Perguntamos do nosso salário e ele disse que não tem mais nada a ver com isso”, reclamou o motorista.

Conforme Rodrigo, o atual dono da Gás & Cia se chama Flávio e gerencia o negócio há quatro meses. O Campo Grande News entrou em contato com ele, por telefone, mas as chamadas não foram atendidas. Pelo menos 20 pessoas estão na frente da sede da empresa para protestar.

O grupo de trabalhadores acionou o Sindicargas (Sindicato dos Trabalhadores em Transporte de Cargas do Estado) e a Polícia Militar. “O dono queria sair com os botijões para devolver à Copagaz. Mas isso não pode acontecer”, justificou Rodrigo.

Ainda de acordo com o motorista, a empresa não dava sinal de falência. “Estávamos entregando bem, vendendo bem. Ninguém desconfiava da nada. Só achamos estranho que nos últimos dois meses eles não estavam mais investindo, não estavam mais mantendo o estoque”, apontou.

A reportagem também entrou em contato com o Sindicargas. Conforme o assessor da presidência do sindicato, Helton Celin, o presidente Raimundo Nonato Ribeiro Paz determinou que todos os trabalhadores da empresa, além de representantes do Sindicargas, fossem para a frente do prédio para exigir uma posição da Gás & Cia.

“Estamos aqui, a princípio, para apoiar os trabalhadores e pedir uma resposta da empresa. Caso não seja feita uma negociação com a Gás & Cia, o sindicato poderá representá-la diante da Justiça do Trabalho e outros órgãos”, explicou Helton. Ainda não é possível afirmar quanto será a negociação salarial dos trabalhadores.

Bancos repetem proposta de reajuste de 7% e negociação prossegue
A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e o Comando Nacional dos Bancários retomaram a 9ª rodada de negociações nesta quarta-feira (28) em São Paul...
Após segunda queda consecutiva, dólar fecha cotado a R$ 3,22
O dólar comercial inverteu o movimento no final da tarde, após operar em alta durante quase toda a sessão. A moeda norte-americana fechou esta quarta...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions