A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

09/11/2015 10:16

Governador cogita empréstimo para quitar 50% da dívida de R$ 7 bilhões

Priscilla Peres e Leonardo Rocha
Reinaldo afirma que quer diminuir os gastos mensais com juros. (Foto: Gerson Walber)Reinaldo afirma que quer diminuir os gastos mensais com juros. (Foto: Gerson Walber)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) se reúne amanhã com equipe do Tesouro Nacional, em Brasília, para propor um refinanciamento da dívida estadual com a União. O objetivo é contrair um novo empréstimo para pagar metade da dívida e diminuir o impacto nas finanças.

Veja Mais
Reinaldo projeta perda de R$ 15 milhões com novo projeto de mudança do ITCD
Após aprovar ICMS, Reinaldo negocia com deputados alteração no ITCD

Reinaldo disse hoje que pretende fazer um empréstimo com o Banco Mundial e com esse recurso quitar metade da dívida com a União, que atualmente soma cerca de R$ 7 bilhões. A carta consulta com o órgão internacional será apresentada na reunião de amanhã.

"Queremos melhorar o perfil da dívida. A proposta é pedir um refinanciamento da dívida para que ela não tenha impacto tão negativo nas finanças do estado", disse o governador. A intenção é pagar menos juros mensais e ter mais dinheiro disponível em caixa.

Azambuja acredita que com essa negociação vai melhorar o desembolso para os próximos 15 anos no Estado. "Por que se diminui os juros, sobe fluxo de caixa para investimento em logística, principalmente estradas, portos e aeroportos".
Pelo contrato assinado com a União, o Estado repassa todo mês 15% do que arrecada, o que corresponde, em média, a R$ 80 milhões. O não pagamento dessas parcelas implica no bloqueio de repasses para os estados.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions