A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

25/08/2016 11:58

Governo vai injetar R$ 87,6 milhões em sistema prisional de MS

Anny Malagolini

O governo do Estado de Mato Grosso do Sul remanejou R$ 92,6 milhões que seriam utilizados para o pagamento da dívida com a União, para aplicar em outras áreas. Só a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) receberá R$ 87,6 milhões. Com o alongamento da dívida, a economia até o fim do ano deve superar os R$ 500 milhões, valor que de acordo com o governo deverá ser usado apenas para o pagamento de contas.

Veja Mais
Bancários voltam a negociar reajuste e fim da greve nesta terça-feira
Com cautela no exterior, dólar fecha praticamente estável a R$ 3,24

A responsável pela maior fatia do suplemento, a Agepen, tem o orçamento mensal de R$ 22 milhões, e segundo Ailton Stropa, diretor-presidente da agência, o valor acrescido será utilizado para manutenção e custeio das unidades prisionais. O restante do crédito suplementar, de R$ 5 milhões, serão enviados a Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) e para o Funter (Fundo de Regularização de Terras).

O orçamento de Mato Grosso do Sul para este ano ficou em torno dos R$ 13 bilhões. Mas com o alongamento pagamento das dívidas dos Estados, que passou para 20 anos, aprovado pela União em junho, Mato Grosso do Sul garantiu a suspensão do pagamento das parcelas mensais de R$ 107, 8 milhões até o final de 2016.

No início do mês, a administração do Estado já realizado outro remanejamento de crédito para cobrir o déficit de suas pastas. Na época, foi concedido crédito suplementar total de R$ 469.159.251,00, para beneficiar as secretarias de saúde, educação, segurança e principalmente, a Ageprev (Agência de Previdência de Mato Grosso do Sul).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions