A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

23/06/2015 10:22

Indústria em MS gera 85% menos empregos que média histórica

Liana Feitosa
Segundo Fiems, 107 atividades industriais apresentaram saldo negativo de janeiro a maio. (Foto: Divulgação /Fiems)Segundo Fiems, 107 atividades industriais apresentaram saldo negativo de janeiro a maio. (Foto: Divulgação /Fiems)

O mês de maio teve redução líquida de postos de trabalho no setor industrial em Mato Grosso do Sul, segundo levantamento do Radar Industrial da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul). O índice apresentou saldo negativo de 453 vagas, desempenho 85% menor que o resultado médio histórico para esse mesmo período.

Veja Mais
Geração de empregos na indústria de MS é 89% menor em 2015
Refrigerante de erva mate e palestra foram novidades em feira de negócios

De acordo com os dados, as maiores reduções registradas em maio foram verificadas nos segmentos da indústria de produtos alimentícios e bebidas (-278), indústria têxtil e do vestuário (-150) e indústria mecânica (-102).

Nesse mesmo mês, foram criadas 534 vagas, e o acumulado do ano aponta para abertura de 2.205 postos de trabalho. "Contudo, a média para o período, considerando o intervalo de 2005 a 2015, é 14.572 vagas abertas", detalha o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, no conjunto da economia estadual.

Pessimismo - "Ou seja, o desempenho de janeiro a maio deste ano é 85% menor que o resultado médio historicamente obtido para o mesmo intervalo", amplia. No acumulado de vagas encerradas no ano, o total do setor industrial foi de 1.012. No levantamento anterior, de abril, o acumulado do ano era de 596 vagas fechadas.

No conjunto das atividades industriais, Mato Grosso do Sul encerrou maio de 2015 com um contingente de 132.603 trabalhadores formalmente empregados, queda de 0,31% em relação a abril.

"A indústria segue respondendo pelo segundo maior contingente de trabalhadores formais empregados no Estado, com participação de 20,7% sobre o total, ficando atrás somente do setor de serviços, que emprega formalmente 185.078 trabalhadores com participação equivalente a 28,9%", explica Resende.

Setores e municípios - No Estado, 97 atividades industriais apresentaram saldo positivo de contratação de janeiro a maio de 2015, com a abertura de 3.365 vagas.

Entre os municípios do Estado, em 41 as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação no período de janeiro a maio de 2015, como São Gabriel do Oeste (+410), Angélica (+408), Rio Brilhante (+214) e Costa Rica (+141).

Por outro lado, no mesmo período, em 34 municípios a indústria registrou saldo negativo, com fechamento de 3.363 vagas. Entre essas cidades estão Três Lagoas (-878), Campo Grande (-552), Caarapó (-442) e Nova Alvorada do Sul (-241).

Entre as atividades industriais com saldo positivo de pelo menos 70 vagas se destacam a fabricação de açúcar em bruto (+566), fabricação de álcool (+374), abate de suínos, aves e outros pequenos animais (+325), obras para geração e distribuição de energia elétrica e para telecomunicações (+272), e distribuição de energia elétrica (+247).

Em contrapartida, 107 atividades industriais apresentaram saldo negativo no mesmo período, com o fechamento de 4.377 vagas.

Entre as atividades industriais com saldo negativo de pelo menos 70 vagas se destacam abate de reses, exceto suínos (-1.110), obras de engenharia civil não especificadas anteriormente (-775), construção de edifícios (-307), construção de rodovias e ferrovias (-293) e produção de ferro-gusa (-119).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions