A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

06/08/2014 12:46

Mato Grosso do Sul ainda têm R$ 100 milhões disponíveis no FCO

Priscilla Peres
Entidades se reuniram hoje na Fiems para debater o assunto. (Fotos: Marcelo Victor)Entidades se reuniram hoje na Fiems para debater o assunto. (Fotos: Marcelo Victor)

Mato Grosso do Sul tem R$ 100 milhões em recursos disponíveis para os empresários, por meio do FCO Empresarial (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste). Se o montante não for contraído para investimentos até 30 de setembro, será destinado aos outros estados do Centro-Oeste.

Veja Mais
Uma das maiores do mundo, fábrica de celulose da Fibria está 54% concluída
Sem acordo, negociação de bancários e patrões será retomada quarta-feira

Com o objetivo de esclarecer a classe empresarial sobre os recursos, a Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), realizou um seminário hoje, do qual participaram representantes da Faems (Federação das Associações Empresariais), Fecomércio/MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) e o Sebrae/MS (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Empresários reclamam que o processo para participar do FCO é burocrático e dificulta a contração do empréstimo em contrapartida o Banco do Brasil afirma que se o projeto estiver pronto e o cadastro aprovado, o recurso é liberado em 30 dias.

O diretor-técnico do Sebrae/MS, Tito Estanqueiro explica que os empresários estão desmotivados com as exigências do FCO, mas muitas vezes as regras fogem da alçada do Banco do Brasil e vão para a esfera técnica e sanitária. "Aconselhamos que os interessados nos recursos, mas com dificuldades com o projeto, procurem as entidades de classe para receber auxílio de como proceder", explica.

O superintendente do Banco do Brasil no Estado, Marco Túlio Moraes, participou do seminário para esclarecer as regras e disse que as agências bancárias têm autonomia para liberar recursos do fundo abaixo de R$ 200 mil, diante de cadastro aprovado. Em 2014, o FCO - Empresarial liberou R$ 1,2 bilhão para investimentos em Mato Grosso do Sul.
Segundo BB, até 30 de julho haviam sido contratados pouco mais de R$ 507 milhões, sendo R$ 372.483 milhões para a área rural e R$ 134.870 milhões para as empresas. O restante está sob análise para aprovação do banco. "Estou lançando o desafio de contratar esses R$ 100 milhões até o fim de setembro", disse o superintendente.

 

 

Superintendente do BB, Marco Túlio explicou sobre os recursos Superintendente do BB, Marco Túlio explicou sobre os recursos

Comparação - Durante palestra sobre o FCO-Empresarial, Marco Túlio mostrou dados de 2013, afirmando que do montante liberado no ano passado, 57% foram contraídos pelo agronegócio e outros 42% pelo comércio, serviços e indústria. Além disso, 100% do recursos foram contraídos em 100 dias, sendo que em 30 dias empresários contrataram 82% do total liberado, que somam R$ 2,56 bilhões.

Tito Estanqueiro, diretor- técnico do Sebrae/MS, afirma que diferente deste ano em que sobraram recursos que podem ser requeridos pelo Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal, no ano passado foi o contrário. "Em 2013, nós que pedimos recursos que sobraram dos outros Estados", conta.

De acordo com informações do BB, Campo Grande é a cidade que mais contraiu recursos do fundo no ano passado (R$ 215 milhões), seguido por Dourados (R$ 113 milhões). Marco Túlio explica que para este ano foram feitas alterações à pedido dos empresários. A partir de agora empresas que faturam até R$ 90 milhões/ano poderão comprar caminhões de maneira isolada, além disso, as condições de crédito para franquias passaram de 36 para 60 meses para pagamento e de três para 12 meses de carência.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions