A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

21/10/2016 18:03

Mercado é livre e só postos podem reduzir preço da gasolina, diz sindicato

Petrobras reduziu preço na refinaria, mas Sinpetro diz que donos de postos dependem de distribuidoras

Anahi Zurutuza
Frentista abastecendo veículo em posto na Afonso Pena (Foto: Arquivo)Frentista abastecendo veículo em posto na Afonso Pena (Foto: Arquivo)

Uma semana depois da Petrobras anunciar a redução do preço do diesel e da gasolina na refinaria, o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes), que represente os postos da Capital, informa que não necessariamente a diminuição refletirá no preço dos combustíveis nas bombas.

Veja Mais
Gasolina varia 8,3% entre 39 postos e mais barata custa R$ 3,59 o litro
Preço da gasolina sobe e apesar de revisão, não há previsão de queda

Esta é a primeira vez que a companhia cobra menos pelo litro dos derivados do petróleo desde 2009. A Petrobras decidiu reduzir o preço do diesel em 2,7% e da gasolina em 3,2%. Os novos preços entraram em vigor no sábado (15).

No anúncio oficial, a refinaria destacou que se a redução for integralmente repassada ao consumidor final, na bomba dos postos, os dois combustíveis podem cair R$ 0,05 centavos por litro.

O sindicato justifica que os postos dependem dos preços cobrados pelas distribuidoras e que além disso, alta no valor do etanol impede a redução no que é cobrado pela gasolina. “A gasolina comercializada no Brasil possui 27,5% de etanol em sua composição, o que praticamente anulou a redução do preço da gasolina”, argumenta.

“Por sermos a último elo da cadeia produtiva dos referidos produtos (gasolina, diesel e etanol), é importante ressaltar que a oscilação de preços nas bombas, tanto para redução como para aumento, depende única e exclusivamente do preço praticado pelas distribuidoras e pela concorrência de mercado”, completou o Sinpetro por meio de nota.

Em São Paulo (SP), o reflexo nas bombas ainda é esperado, segundo o G1, mas a redução deve ser de centavos.

Gasolina varia 8,3% entre 39 postos e mais barata custa R$ 3,59 o litro
Dourados continua sendo uma das três cidades a vender o combustível mais caro de Mato Grosso do Sul. Pesquisa do Procon divulgada hoje (18) mostra qu...
Ladrões ameaçam motoristas e roubam gasolina de caminhões estacionados
Grupo ameaçou motoristas e roubou gasolina de dois caminhões tanque que estavam estacionados em um posto de combustíveis, na Travessa Allan Boaventur...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions