A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

17/06/2014 09:07

MS registra crescimento de 9,7% na receita dos serviços, avalia IBGE

Bruno Chaves
Pesquisa produz indicadores sobre serviços prestados às famílias (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Pesquisa produz indicadores sobre serviços prestados às famílias (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

O setor de serviços de Mato Grosso do Sul registrou crescimento nominal de 9,7%, em abril, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, percentual inferior ao alcançado em fevereiro (13,9%) e março (10%). Os dados pertencem a Pesquisa Mensal de Serviços, elaborada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e divulgada nesta terça-feira (17). No ano, a receita dos serviços acumula alta de 11,5%. Em 12 meses, o crescimento foi de 10,4%.

Veja Mais
Bancários completam 23 dias de greve e negociação continua nesta quarta
Refrigerante de erva mate e palestra foram novidades em feira de negócios

No Brasil, o setor de serviços cresceu 6,2% em abril, na comparação com igual mês de 2013. Conforme o IBGE, essa é a menor taxa desde março de 2013 (6,1%). O crescimento também é menor do que os registrados em fevereiro (10,1%) e março (6,8%).

Os serviços prestados às famílias cresceram 10,4%, os serviços de informação e comunicação, 3,7%, os serviços profissionais, administrativos e complementares, 5,2%, transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio, 8,0%, e outros serviços, 9,8%. Em 2014, a receita dos serviços acumula alta de 8,0%. Em 12 meses, o crescimento foi de 8,3%.

Entre os estados, apenas o Piauí registrou variação nominal negativa (-0,4%) perante igual mês do ano anterior. As maiores variações foram registradas no Distrito Federal (15,8%), Acre (14,3%) e Mato Grosso (11,7%). Mato Grosso do Sul, com crescimento nominal de 9,7%, figurou em sétimo lugar no ranking variação que compara os meses de abril de 2014 e 2013.

Pesquisa Mensal de Serviços – Iniciada em janeiro de 2011 e apresentando resultados a partir de janeiro de 2012, a pesquisa produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no Brasil, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação.

As atividades levantadas são: serviços prestados às famílias (alojamento e alimentação; outros serviços prestados às famílias); serviços de informação e comunicação (serviços TIC; serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias); serviços profissionais, administrativos e complementares (serviços técnico-profissionais; serviços administrativos e complementares); transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (transporte terrestre; transporte aquaviário, transporte aéreo; armazenagem, serviços auxiliares dos transportes e correio); e outros serviços.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions