A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

24/02/2014 13:09

MS terá que pagar mais de R$ 1 bilhão em dívida ativa em 2014, diz André

Leonardo Rocha
Governador afirmou que o Estado vai pagar mais de R$ 1 bilhão em dívida ativa em 2014 (Foto: Arquivo)Governador afirmou que o Estado vai pagar mais de R$ 1 bilhão em dívida ativa em 2014 (Foto: Arquivo)

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou hoje (24), durante agenda pública, que o Estado do Mato Grosso do Sul vai ter que pagar mais de R$ 1 bilhão em dívida ativa para União, em 2014, e que este valor está alto em função do indexador usado pelo governo federal.

Veja Mais
Greve dos bancários chega ao 19º dia com 144 agências sem atendimento
FCO amplia acesso para empresas que faturam até R$ 16 milhões por ano

“Nós pagamos R$ 920 milhões de dívida em 2013 e vamos superar R$ 1 bilhão neste ano, se houvesse a mudança de indexador teríamos juros menores e esta situação seria diferente”, afirmou ele.

André apontou que o indexador usado atualmente o IGP-DI (Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna) mais 6%, eleva estes juros para 13%, chegando em alguns meses a alcançar até 14%, o que prejudica os estados.

O governador revelou que já foi pago pelo Estado, em toda sua história, um total de R$ 5,1 bilhões para dívida com a União e que ainda estão devendo R$ 7, 3 bilhões. “Se houvesse uma forma diferente de cobrança este valor seria outro”.

Mudança – Puccinelli ainda ressaltou que apesar da dívida alta, o Estado deve "comemorar" que a receita líquida ainda é superior a este montante, no entanto lembrou que quando assumiu o governo, a situação era diferente. “Antes a dívida era maior do que era produzido pelo Estado, mudamos este jogo”.

André diz que esta situação "favorável" é o resultado da diminuição de custos e despesas, com o crescimento e acréscimo na arrecadação.

Projeto – Existe um projeto de lei no Congresso Nacional que propõe a mudança no fator de correção dos contratos de refinanciamento das dívidas com os estados, substituindo o IGP-DI pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que iria diminuir os juros cobrados atualmente.

FCO amplia acesso para empresas que faturam até R$ 16 milhões por ano
Foi aprovado nesta semana pelo Ceif (Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis) do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) ...
Dólar comercial fecha a semana em queda e cotado a R$ 3,24
Após duas altas seguidas do dólar comercial durante a semana, a moeda norte-americana fechou nesta sexta-feira (23) cotado a R$ 3,247 na venda e com ...
Desemprego desacelara, e MS cria mais 1.077 vagas de trabalho em agosto
Mato Grosso do Sul abriu 1.077 empregos formais a mais no mês de agosto -equivalentes ao acréscimo de 0,21% -, em relação ao estoque de assalariados ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions